Tag Archives: Fundo DI

O trade mais lucrativo de todos os tempos

Já comentei aqui no blog sobre alguns dos Market Wizards do livro de Jack Schwager. Sobre caras como Richard Denis que transformou $400 em $200,000,000 e caras como Ed Seykota que fez contas de clientes render milhares de %. Coisas do gênero de aplicação de $5,000 virar milhões em questão de menos de 10 anos.

Esses são excelentes traders que fizeram milhões no mercado e por isso que são considerados Market Wizards. Ao longo de suas carreiras eles fizeram vários trades que somados da estas quantias que fica difícil de acreditar. Tipo quando eu li o Market Wizards pela primeira vez eu dava risada, pois era algo tão absurdo que só rindo mesmo, pra quem achava fazer 130% do CDI um bom rendimento.

Entretanto, neste post quero falar de um trade que redeu bilhões. E não foi uma sequência de vários trades em vários intrumentos, mas uma grande posição que demorou mese pra desenvolver.

Este trade, o maior do século, é coisa absurda. Ele deixa o George Soros, que ganhou algo na casa de 1.1 bilhões em 1992 apostando contra a libra esterlina, um segundo lugar um pouco longe.

O Trade de Soros ficou famoso e depois deste nunca mais ninguém conseguia ultrapassar em uma só tacada, mas em 2007, na maior crise desde 1930, um cara conseguiu não só ultrapassar uma cifra fenomenal de Soros, mas fez em 15x mais.

Não é brincadeira o trade rendeu a casa dos cerca de 15 Bilhões de dolares em 2007. Na calada da noite, enquanto o sistema financeiro estava a beira de um colapso um Hedge Fund Manager, até entao não tão famoso, fez 15 bi no seu fundo.

Se ainda não sabe de quem estou falando eu recomendo a leitura o livro de Gregory Zuckerman – THE GREATEST TRADE EVER.

O Livro é MUITO bem escrito e me deixou cativo até eu terminar. Devorei a leitura e recomendo se você é mais um que se interessa por gênios do mercado financeiro.

O livro também é excelente para entender o que realmente aconteceu na crise que quase evaporou o sistema financeiro mundial.

Falando no cara o nome dele, o cara que papou o trade, é John Paulson. Não vai confundir com o ex-secretario do tesouro Henry Paulson. Antes que me pergunte eles não tem nada a ver um com o outro. Nao são parentes.

Paulson levou pessoalmente estimada bolada de 4 Bilhões na jogada ou 10 Milhões por dia em 2007. Se dividir por 365. Talvez Michael Jordan, Tiger Woods e Ronaldinho combinados conseguem ganhar isso num ano

Enfim, a sacada do trade foi a seguinte.

Existem dois instrumentos no mercado que fez possível este magnifico trade.

CDO – Collateralized Debt Obligation

CDS – Credit Default Swap

Vou tentar explicar de uma forma didatica, assim como foi explicado no livro.

CDO é um pacotão de um monte de hipoteca (divida) que pode ser negociado no mercado financeiro e CDS é o seguro pra esse pacotão caso os devedores não paguem a divida.

O trade consistia na compra de CDSs dos CDOs. Assim, caso o mercado desse um calote nos CDO Paulson receberia o prêmio do seguro avaliado no valor da obrigação da dívida. Sem entrar em detalhes da história a grande sacada desde trade era a ABSURDA relação risco retorno.

Em proporções o preço dos CDS eram absurdamente baratos pela quantidade de CDO em divida que o  CDS estava cobrindo.

A grande sacada foi a seguinte. Se Paulson estivesse errado ele perderia alguns milhões de dólares. Algo na casa dos 100-200 milhões, not a big deal pra quem estava gerenciando alguns bilhões, mas caso estivesse correto, isto é, calote geral no mercado de CDO, OH BOY, ele faria os 15 bilhões.

Ele começou a jogada em 2006 e começou a montar posição comprando o máximo de CDS que pudesse e no começo ele perdia uma grana, mas foi paciente e esperou pro mercado entrar em pânico em 2007.  Nessa época que estava perdendo dinheiro havia uma festa no mercado na outra ponta vendendo CDS e o mercado de CDO era dinheiro barato no mercado. Enquanto todos faziam a festa Paulson comprava CDS a rodo.

Na época o mercado de CDS e CDO não estava muito forte e Paulson fez um bem bolado pra emitir o máximo e socou na outra ponta em clientes do Goldman Sachs, Deutsche Bank e outros. Isso deu até sabatina no Senado Americano.

Enfim se quiser saber mais detalhes sobre o trade recomendo a leitura do livro.

O que queria como lição aprendida é pra nós traders que o importante em trade é achar um sistema que tem baixo risco e alto retorno, seguindo a mesma ideia de Paulson.

Algo assim: se estiver errado o que perder não vai quebrar voce, mas se estiver certo vai fazer uma grana maior do que perderia. Isso Van Tharp chama de low risk ideia, ou positive expectancy system.

5 Comments

Filed under Biblioteca, Reflexão

Trend Following vs. Mean Reversion

Existem duas, principais, estrategia de trade que sao usadas em trading system:

  • Trend Following;
  • Mean Reversion;

Voce pode discordar de mim, nao tenho nenhum problema com isso, pois opiniao é uma questao pessoal. Gosto muito do que o Van Tharp fala que cada um opera suas crescas sobre o Mercado. O que estou escrevendo aqui no blog sao minhas crencas que funcionam pra mim. Nao é a Biblia do trading, longe disso. Se voce acha que esta sendo util continue lendo senao vaza e vai procurar a sua turma.

Quando falo que quase 100% das estrategias de trade se encaixam em uma destas duas é por uma simples questao. Precos tem basicamente duas direcoes. Para cima e para baixo.

Voce pode contra argumentar que tem a direcao “de lado”, mas mesmo quando um ativo esta “de lado” ele sobe ou desce dependendo do time frame. Desculpe eu colocar muito Ingles aqui, mas isso ja foi um cobinado que escrevi la no Sobre. As vezes é mais facil me expresser em Ingles do que ficar fazendo traduces descecessaria. Tipo como vou traduzir Stop Loss. Parada de perda? Simplesmente ridiculo.

Caso nao entenda nao hesite em perguntar. Pode ser a pergunta mais tosca que vou responder com prazer, nao tenha vergonha. Se eu achar a pergunta tosca eu nao vou dizer, logico, apenas vou responder, pois se é tosca ou nao é apenas uma opiniao pessoal.

Enfim, voltando ao topico. Devido ao Mercado ter apenas duas direcoes a minha definicao de uma estrategia de trend following é aquela em que compramos ou vendemos um ativo e esperamos que o preco continuara na mesma direcao que ja esta indo Seja ela, pra cima ou para baixo.

Por exemplo no grafico abaixo: O que vc acha? Esta subindo ou caindo.

Se respondeu subindo, correto.

Quando um trend follower ou um seguidor de tendencia entra numa  posicao ele acham, por algum motivo, que o movimento de preco vai continuar naquela mesma direcao ate que se prove o contrario. Nao vou entrar no merito da discussao de definicao do que é uma tendencia, mas o trend follower que tem um sistema de trend following tem em um conjunto de regras que define o que que é uma tendencia. Entao, toda vez que ele identifica uma tendencia no Mercado ele entra em um trade e fica nele ate a tendencia terminar. Simples assim.

Posso usar a analogia de um surfista. Toda vez que ele ve uma onda potencialmente boa ele dropa e surfa a onda ate ela acabar. O bom surfista desenvolve tecnicas de identificar potenciais ondas grandes que vao durar bastante tempo. O trend follower bom é bem parecido. Ele fica olhando o Mercado como o surfista olha o mar. Assim que ele ve uma onda interessante ele rema e tenta surfar. Pode ser que tome um caldo ou a onda que parecia grande acabou sendo uma marola, paciencia.

A outra estrategia,  mean reversion, ou reversao para a media é basicamente o oposto de trend following, pois a expectativa eh que ao entrar na posicao ao inves dos precos continuarem na mesma direcao que estavam eles vao mudar de direcao, ou seja na direcao do preco medio do ativo.

Geralmente trader de mean reversion usa indicadores de overbought ou oversold com Stochastico ou RSI.

O mean reversion trader é aquele que olha o Mercado e identifica oportunidades onde um preco de um ativo esta absurdamente fora da media e ele acredita que aquele preco vai reverter para a media. A analogia neste caso é um elastico. Quando voce estica a borracha existe uma tensao ou forca que trabalha contra seu movimento que forca o elastico a voltar no tamanho original. É mais ou menos como pular de bung jump. Tipo parece que vc vai morrer (perder grana), mas na hora H o elastico te salva e voce se da bem na maioria das vezes.

A estrategia mean reverse tambem é conhecida como estrategia do contrario. Acho que Alexandre Pires, se fosse trader, ia curtir, pois ele ia operar So Pra Contrariar.

Pela pesquisa que fiz em trading systems sobre as duas estrategias, estas sao as caracterisctcas se formos comprara lado a lado

  

Agora a pergunta de 1 milhao de dolares. Qual é o melhor?

Resposta, depende.

Não conclusiva a resposta até aqui. Isso eu aprendi na primeira aula da GV coma professora da administracao geral Kil Yang Park. Toda resposta sobre administracao, segundo ela, deve comecar com a palavra, depende.  E acho que o principio vale para trading system.

Para a Sr. Park ja esta 50% correto se comecar respondendo depende. Os outros 50% voce ganha na argumentacao. Ai tinha uns caras espertinhos que queriam entregar a prova assim.

1-      Depende

2-      Depande

3-      Depende

n- Depende

E garantir 50%. Ledo engano.

Enfim, depende de voce. Qual o sistema vc esta mais “confortavel” em operar? Voce se conhece? Por exemplo. Se voce é um cara que nao aceita estar errado 60% das vezes, com certeza trending following nao é pra voce. Se voce quer estar certo 100% das vezes, entao nenhum tipo de sistema ou trade é pra voce. Vai investir em DI no Banco do Brasil.

Eu, por exemplo, gosto mais de trend following, pois acho que tenho mais potencial de ganho e nao gosto muito da ideia de ir “contra” a tendencia. Por isso odeio bung jump.

Geralmente, apesar de mean reversion ter uma alta taxa de confianca nos primeiros momentos do trade vc “perde” grana, pelo menos no papel,  ate o negocio inverter a direcao e voce fazer um pouquinho de dinheiro e sair fora. Em Trend folloing, por ser um metodo de momentum por natureza, vc ja entra ganhando grana e se o negocio engrenar na sua direcao voce tem uma alta taxa de recompensa por risco (reward/risk). Outra coisa que nao gosto é que as oportunidades em mean reverse sao muito mais raras que em trend following. Tipo é muito mais entediante, pois as vezes demora 2 meses pra aparecer um trade bom. Vai que no dia que um aperece é aquele dia que voce foi no Pacaembu com seu cunhado e chegou em casa cansado e esqueceu de preencher a boleta? Ai ferrou!!! perdeu o trade! O Trend Following é muito mais “perdoador” neste ponto. Vc pode chegar um pouquinho atrasado na festa e ainda fazer uma grana, ja o mean reversion se sua execucao nao for muito boa, ja era.

Eu uso as duas estrategias. Pra mim trend following é o bolo e o mean reverse eh a cerejinha no topo.

3 Comments

Filed under Reflexão, Trading Plan

Em busca de Independencia Financeira

O que me chamou atencao em relação a Van Tharp era algo diferente de tudo que eu achava que sabia sobre investir em ações e mais especificamente trading.

Lembro que comecei a ler e raciocinar… Espera um pouco… acho que vale a pena ouvir o que este cara tem pra dizer. O que ele diz faz total sentido e é completamente inovador. Algo que nunca tinha pensado, apesar de fazer completa lógica.

Dentre outras coisas o que me chamou a atenção é que o titulo do livro principal de Van eh: Trade Your Way to Financial Freedom, minha traducao livre seria algo como conquistar independência financeira operando no mercado.

A palavra independencia financeira foi como jogar um balde de gasolina emu ma fogueira pra mim. Eu nunca gostei muito da ideia de ser empregado para sempre, ou de fazer uma carreira, um dia ser gerente, director ou presidente de uma empresa, que não fosse a minha lógico. Sempre achei que fosse importante trabalhar em empresa para aprender coisas, experimentar e conhecer varias facetas diferentes de negocios e quem sabe um dia encontrar algo.

Talvez isso seja um dos motivos que troquei tanto de emprego e nunca realmente foquei em uma industria, entretanto acabei conhecendo sobre muitas industrias. Sei que se meu objetivo fosse crescer em uma empresa eu precisaria ficar numa e focar minha carreira.

Na verdade eu nunca me importei com o ego nesse sentido de carreira. Eu tenho amigos que se formaram comigo em 2000 e hoje alguns são presidente de empresa, director, MBA de escolas de prestigio. Fico feliz por eles, mas é algo que nunca aspirei. Acho que émuita dor de cabeca e a qualidade de vida se deteriora com o tempo e simplesmente isso nao me motiva.

O que sempre quis foi ter uma renda passiva para curtir as coisas que gosto neste vida. Algo que me desse uma renda dos juros. Ter uma renda que me desse dinheiro onde pudesse ter meu tempo livre. E isso mais ou menos é o conceito de independencia financeira. Segundo Van Tharp independencia financeira é quando sua renda passiva é igual ou maior que suas despesas para viver uma vida confortável.

Lembro que quando comecei a juntar grana depois da faculdade sempre calculei meu indice de independencia financeira. Basicamente era o quao perto ou longe estava de ter uma renda passiva. Meu criterio na epoca de uma renda passive era o rendimento do DI. Isso foi em meados de 2003 onde o DI rendia algo como 20% ao ano.

A formula era muito simples.

Primeiro eu definia a renda que queria por mes. Por exemplo $5000.

E dividia essa renda pelo rendimento mensal (composto) para chegar ao valor necessário de poupança.

O calculo do rendimento mensal composto = ((1+20%)^(1/12))-1  = 1.53 %

Tinha que ter um bolo de dinheiro que a rendendo 1.53% me daria 5000 por mes.

Pra saber esta quantia a matematica eh simples Quantia = 5000/1.53% = 326,595.

Em outras palavras precisava juntar  326,595 pra colocar meu burro na sombra.

O indice de independencia financeira era entao. Grana guardada ate entao /Total necessario pra relaxar.

Por exemplo se tivesse  20,000 guardado rendendo no DI eu estaria entao 6.12% (20,000/ 326,595) independente financeiramente. A meta era  chegar em 100%, no minimo. Idealmente é bom ter uma folga, talvez 150% ou mais, pois tambem contaria que alem dos $5000 para viver eu precisaria de economizar algum dinheiro para um dia chuvoso.

Obviamente é uma forma bem simplificada de pensar independencia financeira, pois teria que levar em conta poder de compra e inflacao e expectativa de taxa de juros, pois talvez quando juntasse os  326,595 os juros nao estariam rendendo os 20% e $5000 nao comprariam os mesmos bem. Por isso, eu sempre ajustava a renda e os juros e recalculava a quantia e o alvo ia mudando de acordo com o novo cenario.

O mais importante de tudo isto era ter um objetivo e uma meta a acompanhar, o que me mantinha motivado.  Confesso que veio casamento, varias outras prioridades que surgiram, mudanca de país, periodos de crise e desemprego que me tirou da rota, mas independencia financeira sempre foi algo sempre deixou uma pulga atras da minha orelha.

Nesta epoca que comecei a ler o livro de Van eu me dei conta que teria um caminho muito mais curto que imaginava do que ter que juntar como uma formiga um bolao. E o meio para isso seria operar no mercado de forma professional, como um negocio. E isso que quero entrar em mais detalhes nos proximos posts.

1 Comment

Filed under Independencia Financeira, Jornada

A volta do “fundamentalista” capitalizado

Digo que da metade de 2000 ate 2004 foram 4 anos de silencio para mim na bolsa (Ibovespa).

Em 2001 perdi meu emprego trabalhando como consultor de estrategia e ja estava 100% em cash e não poderia bancar ariscar na bolsa. Nesta epoca que perdi meu emprego, teve uma pequena recessão no Brasil onde bateu forte em industrias como consultoria, bancos de investimento e empresas de internet. Lembro que na epoca estava todo mundo largando tudo para ir para internet e depois foi mandado embora com 6 meses na nova aventura.

Pra piorar a quebra de Nasdaq teve o ataque terrorista de 9/11. Lembro estar na casa dos meus pais numa terca de manha (acho eu) e o telefone toca. Uma amiga que na epoca morava nos EUA e estava de ferias no Brasil.

Ela : “…. liga a TV…”

Eu: “…. oi…? … porque?”

Ela: “… Estao falando que a Terceira Guerra mundial vai comecar…!”

Eu :“ Annn? Como?”

Ela : “… isso mesmo acabaram de derrubar as torres gemeas em NY estou morrendo de medo que nao vou mais conseguir voltar para os EUA…”

Bom ai voce sabe o que aconteceu na epoca e aqui estamos vivinho sem Terceira Guerra depois de quase 10 anos. Minha amiga hoje mora nos EUA e esta la feliz da vida com sua familia.

Enfim foram periodos dificeis, mas finalmente consegui emprego no ramo de consultoria novamente e foram anos dourados pra mim. Ganhava muita grana para um solteiro com baixos custos. Praticamente 50% do salario ia para meu fundo DI. Vivia no aeroporto, em hoteis e flats de Rio, Porto Alegre e Brasilia. Era uma vida glamurosa. So falava com alta gestao e era rotina reuniao no Board Room. Bom isso aqui nao eh uma auto biografia, entao foco.

Entao, de vez em quando dava uma olhada na bolsa e vi que estava tendo uma recuperacao desde 2003. Lembro que a economia estava bem forte. So um pequeno parenteses: Nao se iluda com corelacao entre bolsa e economia. Nao é tao simples assim e nem sempre a correlação é verdadeira, principalmente no curto prazo.

Enfim, depois de minha experiencia tragica com Embratel estava bem receoso com bolsa e alem disso estava feliz com meu rendimento em DI que me dava 2 % ao mes na epoca. Eu era feliz e nao sabia.

Muito embora, com o passar dos anos o rendimento em DI caiu para menos que 1% ao mes e bolsa estava comecando a ficar interessante. Queria dar mais uma chance para a bolsa, apesar de minhas mas experiencia ruins. Me lembro que a Bovespa de 2000 a 2003 teve um decrescimo de empresas listadas, entretanto em 2004 teve um re-surgimento de empresas se tornando publica e pensei que seria uma boa ideia participar de IPOs (Inicial Public Offering).

Entao comprei 2 acoes que me deram alegria. Natura e Gol. Natura me lucrou ja no primeiro dia coisa absurda. Dobrou. Pena que como a demanda foi muita eu so pude comprar $2000. Gol tambem tinha um troquinho la uns $3000 e rendeu 40% em um pequeno espaco de tempo. E lembro ter comprador um pouco de WEG devido ela ter subido bem com o apagao que deu na epoca, mas assim que comprei ficou de lado, caindo um pouco.

Essa era minha pequena carteira. Hoje olho e vejo que era um cego andando no meio de um tiroteio. Basicamente minha estrategia, pelo menos tinha alguma, era comprar empresas conhecidas que tinha um bom fundamento e potencial de crescimento.

A analise que fazia era ler o prospecto, me convencer que era um bom investimento e colocar a grana pra trabalhar pra mim. Funcionou, pois estavamos no inicio de um longo bull market. Hoje com o benefio da percepcao tardia podemos dizer isto com seguranca. No presente o que podemos dizer com 100% é que apesar te ter coisas bem provaveis de acontecer: Qualquer coisa pode acontecer. Enfim desta vez eu tive sorte e peguei um bom momento no Mercado e ganhei um dinheirinho. Eu tinha um “plano”, mas muito, muito longe do ideial.

Naquele mesmo ano surgiu a oportunidade de comprar um terreno em Atibaia, pois era meu sonho mudar pra la. E nao aguentava mais a loucura de Sao Paulo. Saquei toda a grana do DI, fruto de economias de 3 a 4 anos e imobilizei meu capital. Isso final de 2004.

Mantive minhas ações ja que era “pouco” dinheiro e estava me proporcionando certa alegra.

Ate que em 2005 decidi me mudar para Australia. Foi tudo muito rapido. Em 6 meses saiu o visto de imigracao qualificada e em 2006 estava em Adelaide comecando uma nova vida com alguns dolares no bolso, muita disposicao e duas malas cada um. Eu e minha esposa.

Para bancar parte da viagem liquidei toda minha posicao de acoes.

Pelos proximos 3 anos mais um silencio no Mercado de ações. E bem nessa hora que o Mercado foi pro espaco e eu so olhei de camorete. Estava quebrado sem nenhum capital pra investir. Posso dizer que ai tive azar porque aqui na Australia o mercado estava numa tremenda bull run. Eu so olhava o mercado subir, subir, subir e eu pagando minhas contas.

Pensei, quando esse mercado despencar eu entro… esse dia ha de vir…

3 Comments

Filed under Jornada