Monthly Archives: September 2011

Em busca de auto conhecimento

Terminei hoje a leitura do quarto e final livro que escolhi para ler no meu período “sabatico” de trading.

The Inner voice of Trading, Michael Martin.

Clip: http://martinkronicle.com/wp-content/uploads/2011/08/frontIVT.jpg

O que me interessou pelo autor foi o fato dele ser um discípulo de Ed Seykota e ter um blog que discute trading e commodities. Como tenho interesse nas duas coisas eu comecei a segui-lo no Twitter e ler o seu blog que tem um excelente conteúdo, principalmente as entrevistas de podcast, que alias ouvi todas e recomendo.

Falando em Twitter POR FAVOR me sigam no Twitter. Tenho somente dois seguidores sendo que um é picareta.

Achei que o livro do  Martin fechou este meu momento de reflexão com chave de ouro.

O livro em si não acrescentou nada que ja não soubesse, mas o mais importante de tudo é entender a jornada de um trader no contexto do que se passa pela minha cabeca. E também é importante a leitura do livro dentro de um contexto. As vezes o momento que voce passa o livro não seja adequado, mas pra mim caiu como uma luva e o momento nao poderia ser mais oportuno.

Novamente são conceitos simples e que acredite se quiser só funcionam se são seguidos com disciplina.

O resumao do livro pra mim foi o autor bater na tecla de MANTER SUAS PERDAS pequenas e isto se traduz em GERENCIAMENTO de RISCO.

Mas mais do que manter as perdas pequenas é entender as implicações e impacto emocional de tomar VARIAS e ABUNDANTES perdas. E neste ponto o autor dedica um capitulo que fala em se render para o mercado e admitir que tem um ponto em que temos que transferir o risco para outros traders, caso contrario iremos destruir nosso capital enquanto mantemos nosso ego intacto.

Na ultima pagina do livro tem uma paragrafo que explica bem o que o autor fala exaustivamente. CUT YOUR LOSSES, CUT YOUR LOSSES. Sem brincadeira das 166 paginas acho que deve ter a palavra CUT YOU LOSSES ou MANTAIN YOUR LOSSES SMALL uma vez a cada duas paginas.

Parafraseando o paragrafo em português ele é assim: “se voce quer ter a chance de tentar crescer consistentemente o seu capital no longo prazo voce tem que aceitar os sentimentos que vem com a inevitável queda do seu capital no processo”

Sem bichisse aqui, como diz o Hugo, o X da questão aqui é que tradar é PHODA por causa das perdas. Se nao fosse por causa das perdas seria FACIL tradar.

Desde que comecei a estudar o assunto e depois quando comecei a desenvolver sistemas e colocar dinheiro real na reta a parte mais difícil é aceitar as perdas e o fato de admitir estar errado em suas analises e que o trade que achou que fosse dar certo deu errado. E dizer que trade sistemático elimina o emocional. BULL SHIT. Vai tradar voce pra ver.

Nesta hora que vem a grande verdade sobre trade: CUT YOUR LOSSES. Essa é a parte mais importante. Neste ponto o livro fez bem pra mim por ter insistido muito.

A única coisa comum a todos os trades independente do método, time frame, instrumento etc… é GERENCIAMENTO de RISCO.

Como falar em EXAUSTAO é necessario para entender um conceito vou lembrar do Paul Tudor Jones que quando entrevistado no documentario Trader de 1987 ele diz que acoisa que mais o preocupa é em não perder dinheiro. E isso quem esta falando é alguem que teve múltiplos anos de 100%+ de rendimento na época.

Ed Seykota em sua entrevista em Market Wizard diz que as tres coisas mais importantes é Cut your losses, Cut your losses and Cut your losses.

Se pegar TODOS os Market Wizards ele falam que honrar stops e cortar as perdas é a parte mais importante que TODOS tem em comum.

É altamente anti natural admitir que se esta errado. Por isso muitos de voces estao aqui lendo o meu blog pra ver se tem alguma dica de qual é o melhor momento de entrar na bolsa e o que fazer agora que o mercado esta caindo, mas a melhor “dica” que eu posso te dar é: CUT YOUR LOSSES, admita o seu erro e nao tente ser um heroi, como diz Tudor Jones.

Nao comentei aqui no blog, mas li um livro do Larry Willians ha uns meses atras. O Long Term Secrets of Short Term Trading. Recomendo a leitura. Bons insights tecnicos na parte grafica, sistemas e tambem a parte psicologica.

Uma das coisas que me marcou no livro foi quando Larry falou sobre perdas e como ele encara a questao.

Larry Willians diz que toda vez que ele coloca um trade e estabelece um stop ele JA CONSIDERA aquele dinheiro como um dinheiro que SE FOI. Tipo se arriscou 1% ele ja esta 1% down quando coloca o trade. Assim ele sabe que o trade dali em diante so tem up side. Eu achei que foi e MELHOR parte do livro. Um verdeiro AHA!

Confesso que a parte mais importante em adquirir a habilidade de tomar as perdas é nao tentar lutar com os sentimentos que vem com a perda, pois como Ed Seykota diz em sua metodologian de psicologica Trading Tribe Process® que os sentimentos tem intencoes positivas e  uma das intencoes positivas do medo é o gerenciamento de risco. Caso voce tentar ser heroi e dizer que nao tem medo o seu sub consciente vai fazer seu sistema ter uma perda GIGANTE para que seu consciente entenda a necessidade de ter gerenciamento de risco. E citanto a frase mais famosa de Seykota em Market Wizards “Everyone get what they want from the market… some wants to lose”

Neste sentido do livro do Martin tem me colocado no caminho certo para ser bem sucedido como trader e focar no que é importante acho que foi um dos melhores livros que ja li na minha jornada e busca por clareza e conhecimento interior.

Em suma conhecimento tecnico, apesar de importante, não vai te fazer bem sucedido, mas sim o quanto voce conhece de si mesmo.

Outro ponto que o livro bate bastante na tecla que voce somente sera bem sucedido como trader quando conseguir alinhar conhecimento interior e seu sistema de trading. Quando isto acontecer a parte de execucao sera sem esforco e hesitação.

Isto me fez re-ler um capitulo do livro Trading Tribe de Seykota quando ele fala do modelo de trading que usa para os membros das tribos. La ele diz que “ O trader que quer ser bem sucedido deve ter a curiosidade intelectual e a honestidade de desenvolver um sistema de trading lucrativo e ter a disciplina e vontade interior de segui-lo”.

Logico que isto nao é um processo simples, mas uma jornada que ele coloca em 5 passos. Como se fosse um processo continuo de descoberta interior, sendo

1-      Definição: Parte de trabalho de conhecimento interno e definição de qual é o seu provavel sistema baseado em seu feeling. Esta é a parte “discrecionaria” do seu sistema onde vai escolher suas preferencias como, time frame, frequencia, mercado, volatilidade, apetite por risco e etc. Isto depende da personalidade de cada um

2-      Teste: A parte onde vai testar se a sua intuição seria lucrativa na pratica. Neste ponto voce tem que ser honesto com voce mesmo e verificar se seu feeling é lucrativo ou é uma bosta. Neste caso precisa mais trabalho de pesquisa e trabalho interior para achar algo que esteja satisfeito e que tenha a ver com sua personalidade

3-      Trade: Esta parte é a parte de implementação onde o que tem que fazer é puxar a p… do gatinho e STICK to the System.

4-      Variation Report: Esta parte é quando tem que avaliar sua stick-to-itiviness, ou seja, o quao esta seguindo as suas regras.

5-      Reavaliação:  Este é um processo de onde tem que ter uma possivel correção de curso. Se a variacao de reporte é  menor do que 95% voce deve buscar dois caminhos

  1. Revisitar o sistema e ajustar parametros a fim de criar algo seguivel segundo sua personalidade
  2. Trabalhar o psicologico e começar a seguir o sistema. Ai ele recomenda fazer uma “ terapia” em grupo e levar o assunto a sua trading tribe local.

Enfim quem quer ser um trader sistematico de sucesso tem que ter a intenção de passar por este processo. Esta é a licao de casa que tem que ser feita.

Passado então meu período de fechamento para balanço e busca interior vou me concentrar em teste de sistemas, estudar mais programação, re-ver os testes que ja fiz para voltar a tradar meus sistemas com mais conviccao, pois serão sistemas mais alinhados a minha personalidade.

Assim que sentir no coração eu posto aqui pra compartilhar minha jornada.

Mãos a obra.

Nota Importante: Este não é um site comercial e não tem o intuito de lucrar per se. Dou credito a Ed Seykota todo conteúdo citado do seu website  (http://www.seykota.com). The Trading Tribe FAQ site is copyright (c) Ed Seykota, 2003 – 2011. O artigo acima não pode ser em hipótese alguma considerado como uma recomendação de investimento. Velaepavio é apenas um blog de trading que me permite  compartilhar meus pensamentos e opiniões pessoais com o intuito de desenvolvimento pessoal e de quem estiver interessado a ler meus pensamentos que são opiniões pessoais. Velaepavio não é um agente de investimento registrado e autorizado a dar conselhos sobre investimento. O artigo não leva em consideração circunstancias financeiras pessoais dos leitores. Lembre-se que investir e operar no mercado é arriscado, podendo ocorrer perda significativa de capital num montante igual ou maior que o investimento inicial, caso instrumentos de alavancagem sejam usados. O artigo é propriedade intelectual de velaepavio e apesar de poder ser compartilhada livremente caso o uso for não comercial e com o consentimento do autor caso tenha interesse comercial, estando sujeita a leis de direitos autorais internacionais e locais.

9 Comments

Filed under Biblioteca, Jornada, Psicologia de Trading, Reflexão, Trading Plan

Covel parte II

Terminei hoje a leitura do Little Book of Trading: Trend Following Strategy for Big Winnings by Michael Covel. Simplesmente o tipo do livro que nao conseguia parar de ler. Se tivesse menos ocupado teria literalmente lido de uma sentada.  Então, aproveitei qualquer janela de oportunidade pra ler nem que for uma pagina do livro.

Sou bem suspeito pra falar devido ao fato de ser fa de trend following e tambem porque Covel ao mesmo tempo que é um cara muito amado, tambem muito odiado. Nao é o concur generalizado.

Pode parecer o jeito que ele escreve é meio esnobe. Lembro que quando li o Complete Turtle Trader eu não gostei muito quando ele desceu a lenha no Curtis Faith, que foi um dos Trutles. Achei o comentário desnecessário, por mais que a argumentação faça sentido da parte do Covel. Nao achei construtivo o comentário que Faith é o Turtle mais fracassado de todos.

Eu li o livro The Way of the Turtle, incluído na minha biblioteca de trading, e o livro é excelente. Apesar de ter lido o trading from the gut, outro livro de Faith, e não achei bom.

Voltando ao livro do Covel, novamente, são 208 paginas, mas como o livro é bem pequeno e a leitura fluida da pra degustar muito rápido.

Sem maiores delongas o livro anterior que li dele, Trend Commandments, comentado no blog, é mais sobre o que é trend  trading. Diria é mais o WHAT (O que)

O Little Book of Trading diria que é mais o HOW (como).

O formato é como se fosse de entrevista, mas não no estilo do Market Wizard com perguntas e respostas, mas o Covel passa em sua narrativa a experiência  sobre o como de trend following na opinião de vários traders.

Interessante que o nome de Ed Seykota aparece por todo o livro como mentor e quem inspirou muitos traders ali.

Depois de ler o livro fico mais convencido sobre ser um trend follower e fazer o preparativo psicológico para atingir este objetivo, pois geralmente sao sistema que exige tremenda paciência e resistência emocional. Isto devido a media de acerto girar em torno de somente 30% e exige paciência de surfar os vencedores, pois tem que ser bem grandes em relação aos perdedores para compensar as pequenas perdas. Tomar pequenas perdas sempre te coloca na posição de humildade de assumir que não é sua tarefa prever o mercado. Isto deve ser deixado para as pessoas inteligentes, os economistas e comentaristas financeiros.

So fazendo um pequeno calculo de probabilidades em um sistema de acerto de 30% para ficar no break even a media dos vencedores tem que ser 2.33 x maiores que as perdas medias. Para o sistema valer mesmo a pena, na minha opiniao os vencedores medios devem ser pelo menos 4x maiores que os perdedores o que geraria uma expectative media de 0.5R. Pra gerar ganhos medios de 4R tem que ter mega paciência e aguentar a coceira de nao tomar os lucros.

Um sistema neste parâmetro de ganhos de somente 30% é tao comum ter 10 perdedores em seguida como ter 3 vencedores em seguida. Ambos acontecimentos tem a probabilidade de ocorrer de aproximadamente 2.8%.

Se não entendeu este paragrafo visite os posts.

R multiplos

Expectativa

O livro deixa bem claro sobre a simplicidade e essencia  de trend following que se resume em:

-Cortar as perdas, cordar as perdas e cortar as perdas

-Surfar os vencedores ATE o FINAL quando a tendência muda. E isto significa volatilidade, drawdown e devolver lucros para o mercado.

-GERENCIAR RISCO.  Acho que NOVAMENTE, estou batendo nesta tecla que é a parte mais importante de trading depois de psicologia, é claro. O gerenciamento de risco que faz voce continuar seguindo o sistema e ainda dormir a noite.

– e é LOGICO por ultimo: Ignorar completamente as noticias.

Uma vez Ed Seykota disse que o sistema ideal para cada pessoa é aquele que as perdas sao pequenas suficientes para nao ter importancia a ponto do trader sempre executar as regras do sistemas e os ganhos tem que ser grandes suficientes para valer a pena continuar a operar. Assim, o sistema ideal tem que ser a intercessão deste universo.

Clip: http://cdn1.fishpond.co.nz/9781118063507-crop-325×325.jpg

19 Comments

Filed under Biblioteca, Jornada, Reflexão

Brandt and Covel – Review

Dando prosseguimento ao meu post sobre fechamento para balanco.

Eu terminei a leitura de dois livros dos 4 que tenha na minha fila de leitura.

Nao quero aqui fazer resenha de livros e sem maiores delongas dizer se o livro é bom ou não, porque, e se vale a pena ler.

Sobre o livro do Peter Brandt, Diary of a professional commoditie trader: Achei o livro muito bom e desde já recomendo, principalmente se voce JA tem alguma experiência operando no mercado. Quando lê o livro vai tendo uma perspectiva e confirmação de como é a realidade dos ossos do ofício e que operar não é fácil e mexe DEMAIS com as emoções e ego.

Acho que pra mim a principal lição do livro foi quando ele sinceramente diz: “There will be losing days, there will be losing months and even losing YEARS”. Acho que neste momento que vem aquele pensamento. Seia realmente que quero ser um trader?

Lógico que ele nao quer dizer que ser trader é alguem  perdedor. O livro enfatiza que o objetivo é ganhar dinheiro no longo prazo, mas que períodos de draw down existem e podem ser longos e neste momento que os que acreditam na estratégia  e tem a força interna de continuar seguindo a estrategia robusta e lucrativa de longo prazo.

Por isso, Brandt enfatiza em seu livro que a coisa mais importante em trade é gerenciamento de risco, pois isto te manterá solvente em períodos de draw down mantendo firme na rota de lucros acima da media no longo prazo.

O estilo de trade do autor é discrecionario com regras. Basicamente Bradt tem varias chart patterns que ele opera com o objetivo de surfar a tendência, mas com alvos. Nesta estratégia tem a discricao de colocar um traling stop ou ser estopado no stop colocado na estrada. Isto porque ele diz que tem o tipo trade pop corn que no inicio vai na direcao da tendencia com um lucro razoavel e depois termina em preju.

A media historica de acerto do seu trade eh de cerca de 30% e o retorno composto dos ultimos 30 anos é de 68% ao ano. O pior DD foi de 30%. Ele faz questão de dizer, e isso mostra sua honestidade, que nos ultimos anos tem usado um terco da alavancagem que usava quando comecou a operar no final dos anos 70.

Alguem ai leu o livro do Brandt? Quer ler?

Sobre o livro Trend Commandments de Michael Covel: Em suma acho que Covel fez um EXCELENTE trabalho. Pra quem ja esta convencido que trend following é a estrategia que tem a ver ou que ja leu o primeiro livro do Covel (Trend Following) o livro nao tem muito a acrescentar como novidades sobre o assunto, mas mesmo assim recomento.

Pra quem ainda nao esta convencido eu NAO recomendo o livro, pois se ainda nao se convenceu lendo o primeiro o segundo vai te deixar mais nervoso ainda.

Gosto muito a irreverencia do Covel com os “cegos” que nao conseguem enxergar o conceito e estao atras de uma receita de trend following. Que pra mim nao existe.  Geralmente sao pessoas que tem a analise fundamentalista como uma vaca sagrada ou sao aqueles que sempre estao atras de uma opiniao sobre o futuro ou estao atras de um lucro rapido ou ate mesmo qualquer combinacao das anteriores.

Eu as vezes penso sobre o Covel que possa precer um pouco arrogante e ate tenho dividas que é um trade de tendencia, pois dificil com um ego muito grante. Já dei opinião que ele é um excelente pesquisador e alias o cara que mais sabe da história de trend following, mas não considero ele trader, mesmo que ele se intitule um. Acho que ele ganha dinheiro mais com os livros e os sistemas que ele vende, mais que tradando mesmo.

Eu acho que Trend following alem de uma estrategia de trade é mais uma filosofia que cada um adapta segundo a sua lente da realidade. Ed Seykota diz que tendencia é algo subjetivo e depende de que parametros sao usados para acentuar ou amenizar a tendencia.

Ja nao querendo decepcionar leitores Covel fala que o objetivo do Trend Commandments foi “re-escrever” trend following de uma forma mais digestivel, mais divertida e acessivel que seu primeiro livro. Nao tenho duvida que o objetivo foi atingido.

O livro é bem profundo no sentido que passa a essencia de trend following, mas é bem leve e fluido na leitura. Uma leitura facil e de uma sentada para aqueles que leem rapido. Eu li em tres sentadas neste final de semana. Apesar de 240 paginas acho que tirando os espacos em branco da umas 120 paginas. Poderia gastar menos papel se a formatação fosse menos espaçada.

Pra mim os MELHORES capitulos sao os 3 ultimos, principalmente o ORIGINS que conta a historia do trend following. Uma riqueza na narrative e uma BELA pesquisa realizada. O capitulo me inclina a ler alguns livros de analises tecnica classica que estao na minha lista e que tambem foi largamente citado no livro do Peter Brandt como as BIBLIAS da analise tecnica. Livros escritos nas decadas de 30 e 40.

Enfim, eu acho que os dois livros valem cada centavo que paguei e com certeza estara na minha lista de Biblioteca de trading que recomendo como leitura.

Eu tenho sim livros de trade que li e que nao gostei e inclusive parei no meio e dei pra alguem e alguns estao em uma caixa na minha garagem. Com certeza nao é o caso dos livros acima.

8 Comments

Filed under Biblioteca, Jornada, Reflexão

Melhor de FAQs

Clip:http://www.khjradio.com/faqs.html

Nos últimos 3 meses li toda as FAQs do site do Ed Seykota e foi um grande aprendizado.

Copiei e colei todas as frases que tocaram meu coração e gostaria de compartilhar qui no blog.

É um pouco extenso mas vale bem a pena ler.

Aproveite esta preciosidade e espero que melhore não só o seu trade, mas você como pessoa.

“if you maintain the vision, the vision maintains you, especially during key events like run-ups and draw-downs” Ed Seykota

“To avoid whipsaw losses, stop trading.” Ed Seykota

“If comfort is your goal, stop trading.” Ed Seykota

“Traders who can celebrate both winning and losing, as just natural parts of the process, like breathing in and breathing out, can also buy and sell the same way” Ed Seykota

“Some traders try to ignore and/or suppress their feelings; this seems to work for a while and then lead to the big blowout. Some just trade small enough so that losing does not make a difference … and then neither does winning.” Ed Seykota

“I support your looking for the answers in the right place: namely, within yourself.” Ed Seykota

“Another way to frame pyramiding is to pre-figure your total position, and then to pyramid up to it, rather than pyramid on top of it. “Ed Seykota

“Trading profitably beats both being right and feeling comfortable” Ed Seykota

“The Moron Rule: just keep adding more-on.” Ed Seykota

“Everything influences everything and life evolves. Your choice is the degree to which you participate” Ed Seykota

“One good trend, stuck with, is worth more than a thousand optimal signals, missed.” Ed Seykota

“ A trend is a general direction. To generalize, use smoothing, such as: moving average; trend line; support & resistance. Your definition of trend is the smoothing method you use.” Ed Seykota

“Your method would determine your 1-unit run. A 10-year system would have larger unit moves than a 10-minute system.” Ed Seykota

“Yes, it is possible to profit from trend-following, indeed, impossible any other way; if a trade shows a profit it is, by definition, in line with the trend.” Ed Seykota

“Advanced technology for analyzing the markets is interesting, entertaining, distracting, and even counter-productive to coming to terms with emotional reactions to uncertainty and volatility.” Ed Seykota

“If you can’t afford to lose, you can’t afford to trade.” Ed Seykota

“It takes guts to keep buying breakouts and cutting losses quickly.” Ed Seykota

“if the delta between your theoretical and your actual performance is zero, and no one ever misses a signal or jumps out of a position, and you all have happy marriages and great kids and all your relationships are excellent, then discussing psychology might be extraneous.  After all, there is not much sense fixing it if it isn’t broken.” Ed Seykota

“Your beliefs and attitudes frame your world, the way you trade” Ed Seykota

“If you want to trade consistently, without the swings in confidence, then you have to learn to accept, even celebrate, the feeling of uncertainty.” Ed Seykota

“ By definition, if you make money in the markets, you are on the right side of a trend.” Ed Seykota

“Being at ease and letting go of what does not work are trend-following principles and the basic work of the Trading Tribe” Ed Seykota

“The trend following strategy does not anticipate anything. The trader might anticipate a top or a bottom, and stick to his system anyway.” Ed Seykota

“Long-term trading has an advantage, in that the transaction costs are small relative to the average move.  Some traders might find it difficult to sit tight through prolonged corrections.” Ed Seykota

“Fundamentalists like to analyse past events and predict the future.  Trend Followers react to the ever evolving moment of now.” Ed Seykota

  • “Trade with the trend
  • Ride winners
  • Cut losers
  • Keep risk manageable” Ed Seykota

“Trends come and go. Trend followers do too. Some stay longer than others.” Ed Seykota

“[D]iscipline and rules are central to following trends and also to playing golf; a lot can depend whether a trader views himself as the golfer or the ball.” Ed Seykota

“Trend following systems that use stops automatically stay in the now moment and react just when the trend changes” Ed Seykota

“In a Trend Following world, reasons are optional.” Ed Seykota

“The Trading Tribe takes the view that you are successful in creating a result that elevates your feelings up to the point you notice them. By locating and finding the positive intention for your feelings directly, you might not need to create dramas in your trading.” Ed Seykota

“The Trading Tribe holds that we are responsible for our results, and that results indicate intentions.” Ed Seykota

“A Trader exchanges things, usually by buying and selling. A Speculator (from Latin: speculare, to observe) meditates and ponders over possible outcomes. An Investor (from vest, to clothe) endows an operation with money, time or other capital.  A Gambler bets on the outcome of a game. A Broker acts as agent for a trader and charges a fee. A Dealer buys and sells for his own account. A Fundamentalist looks at a situation and makes predictions about the future. A Trend Follower figures prices to keep going in the same direction, by momentum. A Chartist looks at price patterns, expecting them to repeat. A Contrarian bets against the crowd. A Day Trader makes short term trades. A Scalper trades on the floor, to provide liquidity. A Position Trader stays in for the major move. “ Ed Seykota

“Too much pyramiding can result in large draw downs.” Ed Seykota

The popularity of fundamental analysis ensures the profitability of trend following.” Ed. Seykota

“I like framing the “not knowing the fundamentals” part of Trend Trading as knowing you don’t have to know it.” Ed Seykota

“Trend Trading is conceptually simple and operationally difficult only in proportion to unresolved emotional issues.” Ed Seykota

“When you reach AHA your thoughts, feelings and trading all fall nicely into place.” Ed Seykota

“When you first start using a trend following system, you might find yourself fighting it where your objectives differ.” Ed Seykota

“As you resolve your issues, your system and your feelings pick the same trades.” Ed Seykota

“The Trading Tribe Process is not a method for practicing trading. It is a method for resolving drama by experiencing feelings; the Trading Tribe Process might lead to a change in trading style, or to another career entirely.” Ed Seykota

“FAQ encourages personal growth groups and Intentional Communities and provides a bulletin board and directory to assist like-minded people to connect, at their own risk.” Ed Seykota

“Life is not fair; if it were, you would look like me. You might examine the feeling of wanting things to be fair.” Ed Seykota

“It’s all about sticking to your plan and experiencing feelings as they arise. If you are unwilling to feel your feelings, the temptation is to avoid them by jumping off your system.” Ed Seykota

“The point of risk management it to contain risk, by position sizing and stop placement, before you enter a trade. Once you enter a trade, risk control is already a done deal” Ed Seykota

“The Trading Tribe Process intends to reframe feelings you don’t like, as feelings you are willing to feel.” Ed Seykota

“Mastery seems to come to those who practice sending and receiving with masters.” Ed Seykota

“Fundamentalists predict. Trend Traders postdict and simuldict.” Ed Seykota

Children seem open to feel whatever they feel. Their moods change from moment to moment as they keep experiencing their feelings. As we mature, we learn to contain our feelings.” Ed Seykota

“TTP tends to lead to right livelihood. For some it means a career as a trader.” Ed Seykota

“TTP deals with you as a whole person and trading issues resolve as part of the whole. The best way to become a better trader is to become a better person.” Ed. Seykota

“When you buy or sell or hold, against the rules of your system, in order to accommodate your feelings, you are acting out a drama for Fred.” Ed Seykota

“Yes, one of the surprising things about TTP is that it seems to work and people’s lives change toward right livelihood.”Ed Seykota

“Your goals, along with everything else, exist only in the now.” Ed Seykota

Long term trend trading is generally incompatible with profit targeting.” Ed Seykota

“People who try to force ideas on others are generally in drama.” Ed Seykota

“In tracking your feelings and in tracking the markets, take whatever comes up and go with it.” Ed Seykota

“Trying to force a feeling is like trying to force a market.” Ed Seykota

“Some people who get their kicks from winning, tend to take their profits right away and let their losses run. Trend Trading requires an ability to ride winners and cut losers.” Ed Seykota

“In general, over the life of a winning trade, long positions increase in volatility while short positions decrease in  volatility. So, for equal price moves, the long trade has a higher signal-to-noise ratio at inception.” Ed Seykota

“Trading from a peaceful state can be direct, business-like, non-dramatic, even machine-like.” Ed Seykota

“Anticipating the future is part of the Fundamentalist approach. Trend followers stay in the present while trading instruments of all types.” Ed Seykota

“If you know a consistently profitable day trader you might encourage him to share his audited track record and method.  As far as I know, none such exists.” Ed Seykota

“One way to minimize slippage effects is to trade infrequently.” Ed Seykota

“If you continue to work your trading according to Trend Following principles, you tend to make more money in vigorously trending markets. If you select trending markets to trade, you may enhance your chances of catching some good trends.” Ed Seykota

“Take responsibility for your experience and you can see that intentions = results.” Ed Seykota

“Short-term systems tend to succumb to transaction costs.” Ed Seykota

“Trend Traders tend to capture a lot of the major trends and lose on the small ones.” Ed Seykota

“Since so much of trading is about your ability to follow your system, a good system generally resonates with your gut approach, and evolves through years of trading. The chances of finding a system, off the shelf, that works for you are slim to none. Before you do much trading, you might like to study your system’s historical performance to help you set your expectations, about how you might feel following it. You might also take your feelings of discouragement to a Tribe meeting, to see if you are just using trading as a way to justify them.  You might even have an AHA about the positive intention of discouragement.” Ed Seykota

“The Trading Tribe Process (TTP) intends to convert feelings from adversaries into allies, thus supporting sticking with sound principles. Tribe members intend to find positive intentions for their feelings.” Ed Seykota

“The notion that Intention = Result, is a belief or personal decision, subscription to which invokes powerful corollaries about dealing with uncertainty, staying in the now, taking responsibility, etc. If you accept Intention = Result, you see that it is your intention (and everyone else’s) for events to occur exactly the way they do. This attitude is particularly compatible with trend following.” Ed Seykota

“One of my beliefs about religions is that they tend to converge with each other, at their basic tenets.” Ed Seykota

“People who follow the DIM process (being judgmental, should-ing, why-ing, looking for causes and reasons, thinking about past and future, entraining repetitive dramas, etc.) seem to have fairly similar consequences.” Ed Seykota

“Your freedom lies along the lines of accepting your own feelings and acknowledging their positive intentions. You might consider taking your feelings to a Tribe meeting, and experiencing them until you come to celebrate them. When you allow your feelings and parents to be the way they are, you are free.” Ed Seykota

“Trend Traders, such as myself, cannot agree to deliver profit to a specific target, particularly on a consistent, annual basis. If you intend to get above-average returns, you might do well to expect above-average volatility, and considerable uncertainty. You might consider taking your feelings about wanting a secure future into TTP. Once you learn to live with uncertainty, your investment options may expand.” Ed Seykota

“Events may “plug us in” to feelings we don’t like, and serve as triggers for our dramas. Once we are into a drama, we may find causes, apply judgments, get angry, fight back and otherwise engage the DIM process. Alternatively, we can take the event as an opportunity to connect Fred and CM, experience our feelings, find positive intentions and reprogram Fred. This is the work of the Trading Tribe.” Ed Seykota

“Your intention for trading is accumulating wealth, so your result of trading is accumulating wealth.” Ed Seykota

“Trend Following and Radial Momentum Theory both hold that things in motion tend to stay in motion.” Ed Seykota

“Your intention to win in the long run might include the willingness to take small losses in the short run.” Ed Seykota

“Experiencing loss (and seeing its positive intentions) can be part of the process of minimizing loss, in both your trading account and your psyche.” Ed Seykota

“If the trend is already in progress, one way to get on board is to enter a stop order just outside the recent trading range. If a trend is not currently in process, you can enter a stop order outside the long-term trading range. “Ed Seykota

“ Trend Followers buy on penetration of resistance, sell on penetration of support and ignore targets” Ed Seykota

“ The trend is your friend except at the ends where it bends.” Ed Seykota

“Between meetings, Tribe Members tend to attract others who are good senders and receivers, so TTP becomes just part of life itself. Fully experiencing feelings “on the fly” by yourself requires intention, discipline, courage, practice – since you are trying to explore areas you instinctively avoid – and you may drift into trying to fix or get rid of your feelings, rather than go with them.” Ed Seykota

“TTP seems compatible with NLP, and with other forms of personal and spiritual growth technology. When you find the positive intention of your feelings of disgust and anger, you can use them to detect the flaws in the linguistic forms you cite.” Ed Seykota

“No trend, no profit.  All profitable trading is trend-trading.” Ed Seykota

“The twin dogs of judgment and resistance guard the door to insight from those who would enter by the path of logic.” Ed Seykota

Commitment is the power to realize that intention = result.” Ed Seykota

“That {2 = 2} does not imply that {2 causes 2}.  Once you clear yourself of causality, blame, excuses, etc. you notice that {intention = result} shows up more and more.” Ed Seykota

“One confirmation for completion of a TTP issue is noticing it no longer bothers you.” Ed Seykota

“You can find lots of bold traders and lots of old traders.  You can’t find many old bold traders.” Ed Seykota

“Computing the probability of a stock rising (in the future) is inconsistent with trend following” Ed Seykota

“Other methods of measuring success include noticing how well you follow your signals, ride your winners, cut losses and manage risk.” Ed Seykota

“Rule of thumb for passive trend following systems – allow about 50% of your expected annual profit for drawdowns – so if you want 1,500% per year, you might allow for 750% drawdowns.” Ed Seykota

“Your father can control you, only to the extent that you, in turn, are trying to control him. If you don’t care what he does, he has no control.” Ed Seykota

People who practice TTP tend to stop day trading, stop top and bottom picking, and stop trying to figure out the markets. They tend to develop an affinity for trend following, profit riding and loss cutting.” Ed Seykota

“Many successful traders have (1) a trading system that works, and (2) the ability to follow it.” Ed Seykota

“When people experience their feelings, naturally and without judgment, they seem to discover right livelihood, automatically.” Ed Seykota

“You can begin practicing TTP by being a good receiver for those around you; listen to them in a way that celebrates them being just the way they are.” Ed Seykota

“Causality and Responsibility are notions; they have no existence, other than to organize perception. You can’t buy a causality or a responsibility at Wal-Mart. The causal model has very narrow application. You can use causality to analyze what happens when the cue ball strikes the ten – you can’t use it to analyze how the pool table, the balls, and the player all come to appear at the same place and time. The responsibility model, in which you intend a result and assume responsibility seems to provide a better fit for real-life situations.” Ed Seykota

“as you work to free yourself from drama, your trading system and you as a trader tend to converge toward something that works.” Ed Seykota

“Trend Trading tends to keep you out of the markets, and safe during severe declines” Ed Seykota

“Our greatest accomplishments seem to occur without much participation from Conscious Mind.” Ed Seykota

“Belief in time allows people to avoid taking responsibility, and enables derivative myths such as causality, guilt and blame that provide bases for organizing society.” Ed Seykota

“In TTP framing, it’s all about how you choose to populate your moment of now. In time-centric framing, its all about Time in a Bottle.” Ed Seykota

“I do not claim to own any time, and do not think it even exists” Ed Seykota

“In general, a long term trend is what you see when you put a chart on your screen and look at it from across the room.  A short term trend is what you see when you look at it up close.” Ed Seykota

“A trend is a general direction in which something moves. To define a trend, pick a historical price, and subtract it from the current price. “ Ed Seykota

“A market has no inherent trend.  It only has a price, now.  A trend is a notion you bring to the market, depending on your own definition of trend.” Ed Seykota

“If you believe time exists, you perform that act of believing in the now.” Ed Seykota

“During trending markets, trend followers tend to wax strong and confident; they follow breakouts with enthusiasm and vigor.  This tends to precipitate choppy markets and strings of false breakouts that tend to discourage trend followers.” Ed Seykota

“A system exists as long as someone follows it.  People have a life span and tend to lose effectiveness near the end” Ed Seykota

“Trend Following acknowledges the principle of Momentum; as long as momentum exists, there is a place for trend following.” Ed Seykota

“Our lives generally assume the contours of the feelings we are unwilling to experience.” Ed Seykota

“You might keep a log of all the things you do during your trading day. Rank them according to how much time you spend doing them. Rank them according to how much they contribute to your performance. Likely you get two very different rankings.” Ed Seykota

“All things that exist, exist in this moment of now. While the concept of time may exist in the moment of now, time may not.” Ed Seykota

“Believing in the time model leads to all kinds of internal fractionations, interferes with Fred (the feelings pump) and empowers drama.” Ed Seykota

“Living within the “now model” tends to lead to CM-Fred integration and to right livelihood” Ed Seykota

People say they do or do not have “time” for things according to their priorities.” Ed Seykota

“Willingness to experience life, in all its forms, typifies the zero point.  From there you can increment to one-ness.” Ed Seykota

The definition of Trend  is specific to individual traders.” Ed Seykota

“Yes.  Commitment carries power and magic.” Ed Seykota

“If one person in a relationship dissolves co-dependence, and the other does not, they tend to separate and find appropriate partners. People in relationships that commit to growth tend to support each other through transitions – their relationships become containers for passingAHA’s.” Ed Seykota

“Aggressive pyramiding, and other forms of accumulating monster positions are good ways to lose big money, even in a bull market.” Ed Seykota

“Maintaining a commitment is particularly important when it comes up for a test.” Ed Seykota

“People are already getting exactly what they want.  Attempts to change behaviour by “positive thinking” go against the grain.” Ed Seykota

“If you wish to discover right livelihood and move toward it, you might consider taking the feelings of the judgments that define positive and negative into TTP as an entry point.” Ed Seykota

“In the responsibility model, there is no cause, no fault and no blame. Fault and blame are notions that derive from the causal model.” Ed Seykota

“The causality model supports the notions of blame and guilt.  These, in turn, support enforcement our basic societal institutions like law and politics.” Ed Seykota

“Many people set goals out in the non-existing future and then pose why questions about them. In TTP we create a snapshot, hold it in the now and experience the k-nots between us and our snapshots. In goal setting, the unit of measure between you and your goal is time. In the snapshot process, the unit of measure between you and your snapshot is k-nots of unwillingness.” Ed Seykota

Successful traders tend to take responsibility for (following) the rules.” Ed Seykota

“The Trading Tribe is an intentional community.  We hold that intention = results.” Ed Seykota

“Some People Take Responsibility for intentions = results. Others rely on concepts like luck, and like “stuff just happens” to explain others’ success” Ed Seykota

“In TTP we hold that we are responsible for our own feelings and and we work to convert our feelings from adversaries to allies.” Ed Seykota

“Working on others is a form of drama.  Working on ourselves reduces drama.” Ed Seykota

A trading system is an agreement you make between yourself and the markets. You can use a number of ways to test the agreement before you make it.” Ed Seykota

“At the Zero point, you are willing to experience all your feelings simultaneously, absent attachment to any of them.” Ed Seykota

“A therapist who charges clients by the hour may have an inherent conflict of interest – and feel financial pressure to create a co-dependent relationship – to exploit the client rather than set him free.” Ed Seykota

“The DIM process works fine for feelings you are already willing to experience, feelings you have on your emotional instrument panel.” Ed Seykota

We all tend to see whatever we see. Objective truth is highly subjective. Trends, in particular, are not objective.  They depend on subjective factors, such as personal preference in choosing smoothing factors.” Ed Seykota

To manifest your result try putting some tension in your intention” Ed Seykota

“Everything changes and adapts, as part of survival. TTP is a technique to facilitate adaptation.” Ed Seykota

“Back testing can help you experiment with various methods for trend identification and risk management until you find some combinations that suit your temperament. Any back testing you do, and any subsequent trading you do, all occur in the moment of now.” Ed Seykota

“The easiest way to reduce volatility is to stop trading.” Ed Seykota

“When people work through these k-nots, they tend to lose interest in individual events and gain interest in building and operating a system that averages out profitably in the long-term” Ed Seykota

Trend Traders get a signal and pull the trigger without regard to the result of any individual trade. Summing over many trades, you can derive an aggregate expectation for system profitability.” Ed Seykota

“When you trade at the Zero Point, you do so without responding to your own hopes, fears, expectations and other emotions about the trade. You operate the system, invisibly, without seeing yourself.” Ed Seykota

“When you accept that your results indicate your real intentions, you may be able to untie some of your k-nots and acquire different intentions and results.” Ed Seykota

“Complainers are typically very clever about pretending that they are not responsible for the results they get.” Ed Seykota

“Yes, as societies decline, welfare replaces charity, law replaces ethics, redistribution replaces enterprise, government replaces family and Homer Simpson replaces Ben Cartwright” Ed Seykota

“At the Zero Point, where the knots spill and where intention = result and where you have enormous creative power, I prefer creating with a bias toward “right” livelihood and “positive” intention, per the examples below.” Ed Seykota

“In TTP, we use the Responsibility Model. We do not attempt to explain things in terms of causality” Ed Seykota

“I use a rule of thumb that you place less than 10% of your liquid net worth at risk and that you stop your losses at 50% of that – so you have net exposure of 5% of your liquid net worth. If you are young and have another source of income, or if have higher liquid assets, you might be able to risk more. The idea is to keep the venture below your threshold of financial importance, so nominal ups and downs do not trigger your emotional uncle point and motivate you to abandon the venture during drawdowns.” Ed Seykota

“In the Responsibility Model, people focus on opportunities rather than on rights.” Ed Seykota

“TTP does not attempt to fix people; it is a method to assist people who are willing, to fix themselves. I teach a system.  For that, you are welcome. Your changes result from your own intention.” Ed Seykota

Willingness to stick to a system tends to pay off big time in losing weight, rock climbing, trading the markets and life in general.” Ed Seykota

“In general, long-term simulations on Trend Following systems tend to show better results on the long side. This correlates with the observation that volatility is proportional to price, so when you play from the long side you are starting with lower volatility and therefore a better reward / risk possibility.” Ed Seykota

“You Can Have Any Thing You Want if you are willing to do what it takes to get it.” Ed Seykota

“TTP Seems Consistent with Most Religions and seems to help people from one religion accept people from others.” Ed Seykota

“One problem with the Libertarian Party is that it tries to be what it can never be: namely, a Political Party.” Ed Seykota

“ SVO-p supports taking responsibility and staying in the now.” Ed Seykota

“Large-Community policies, such as how to spend federal money are not likely to change until citizens become willing to take responsibility for the situation and to experience their embarrassment, fear, sadness and disgust about the way the system works.” Ed Seykota

“You might consider taking your feelings about not having enough money to your Tribe as entry points.” Ed Seykota

“Absent these k-nots we would likely dismantle the minimum wage, the welfare system and the border control and the system would find a new way to balance.” Ed Seykota

“Fundamental Analysisis basically trying to guess right. Trend Trading is a process in which right and wrong are irrelevant.” Ed Seykota

“ If you wish to “grow a healthy child,” you might consider treating your child with honesty and respect – and taking your feelings about children being a burden to the hot seat as an entry point.” Ed Seykota

The More We Help To Set Others Free the more free we ourselves become.” Ed Seykota

“Yes. Successful traders have a profitable system and they stick to it.” Ed Seykota

“It requires (1) defining your system rigorously and (2) sticking to your system.” Ed Seykota

“In TTP Loving Relationships provide an opportunity to increase bandwidth.” Ed Seykota

“Cutting losses refers to the general notion of protecting yourself from further damage” Ed Seykota

“In practice, sticking to the part of your system that requires cutting losses may involve more than logic.” Ed Seykota

Trend Followers stay in the now and go with the flow.” Ed Seykota

“The Safest Way to Double Your Money is to fold it in half.” Ed Seykota

“Along with buying breakouts and riding winners, remember that Trend Trading includes managing risk and cutting losses.” Ed Seykota

“Day traders who attend Tribe meetings typically discover what they are really up to and give up day trading.” Ed Seykota

“Yes, Tribe members seem to develop deep caring about each other – and an uncanny ability to read each other’s feelings.” Ed Seykota

“The problem with Trend Following systems lies in the difficulty in following them.” Ed Seykota

Trend Followers do not think about statistical return-to-mean strategies.” Ed Seykota

“People tend to lose faith in Trend Following after a series of reversals / whipsaws.  One pretty good sign that trends are about to assert again is people (such as yourself) renouncing Trend Following on FAQs” Ed Seykota

“Unwavering commitment to following a system is essential to making it work. Those who do not keep their commitments seem to generate justifying beliefs, such as the idea that the market’s job is to derail systems. Such beliefs are consistent with the experience of abandoning a system – right before it becomes profitable. You might take your feelings about sticking to a system to a Tribe meeting.” Ed Seykota (YES!!)

Taking profits on the way up is a counter-trend strategy.” Ed Seykota

“What do you do when you catch a trend? You ride that sucker to the end.” Ed Seykota

“Intentions = Results. They are one and the same and both occur in the ever-evolving moment of now.” Ed Seykota

“The equation, Intentions = Results, conveys no entitlements to link a current wish to a result in the non-existing future.” Ed Seykota

Trading targets are incongruent with Trend Trading.”

“Making Money in a Bull Market is like getting wet in a rainstorm.” Ed Seykota

“Meaning is subjective and may well depend upon your feelings and intentions.” Ed Seykota

“Volatility, trends, draw-downs and whipsaws are all part of the Trend Trading experience.  You might consider keeping them in your testing since the feelings they excite account for much of the actual  experience of trading.” Ed Seykota

“The Things You Dislike About Corporations are things you dislike.” Ed Seykota

“You might also consider taking the feelings you dislike about corporate life to your Tribe as an entry point.  If these feelings have anything to do with stress and / or accountability, they are likely to emerge during critical phases of your trading.” Ed Seykota

“The methods you use to define trend (to view history) are entirely up to you, so you get to define trend any way you wish; everyone may have a different idea of “the” trend.” Ed Seykota

The News can provide lots of excuses to abandon your system” Ed Seykota

“Trend Followers tend to “go with the flow” and follow their systems.  The causal model may serve trend followers excuses for abandoning trend-following discipline.” Ed Seykota

“My guess (intuition) is that you find these basic Trend Trading  requirements emotionally difficult and you are looking for a way to avoid your feelings of having to buy high, sell low and deal with “mistakes.“” Ed Seykota

“TTP emphasizes encouraging the expression of feelings and the adoption of pro-active resources in response to feelings. It does not promote any particular religion and seems compatible with most belief systems, including AA.” Ed Seykota

Nota Importante: Este não é um site comercial e não tem o intuito de lucrar per se. Dou credito a Ed Seykota todo conteúdo citado do seu website  (http://www.seykota.com). The Trading Tribe FAQ site is copyright (c) Ed Seykota, 2003 – 2011. O artigo acima não pode ser em hipótese alguma considerado como uma recomendação de investimento. Velaepavio é apenas um blog de trading que me permite  compartilhar meus pensamentos e opiniões pessoais com o intuito de desenvolvimento pessoal e de quem estiver interessado a ler meus pensamentos que são opiniões pessoais. Velaepavio não é um agente de investimento registrado e autorizado a dar conselhos sobre investimento. O artigo não leva em consideração circunstancias financeiras pessoais dos leitores. Lembre-se que investir e operar no mercado é arriscado, podendo ocorrer perda significativa de capital num montante igual ou maior que o investimento inicial, caso instrumentos de alavancagem sejam usados. O artigo é propriedade intelectual de velaepavio e apesar de poder ser compartilhada livremente caso o uso for não comercial e com o consentimento do autor caso tenha interesse comercial, estando sujeita a leis de direitos autorais internacionais e locais.

4 Comments

Filed under Jornada, Psicologia de Trading, Reflexão, Vela's Beliefs

Fechado pra balanco

Caros leitores,

Quem acompanha o blog aqui sabe que sou 100% sincero com a minha jornada de trade. Sabe que no momento eu faço parte dos trades perdedores (uhauhauhahuauah) que esta em busca de ser um trader consistente e lucrativo e financeiramente independente.

Mesmo assim tenho alguns seguidores, que estão na mesmo jornada dos “perdedores” ou, acredito, e porque nao, que tem traders que ja sao vencedores e me seguem e contribuem aqui no blog e sinceramente tem me ajudado muito no meu desenvolvimento.

Comecei este ano o projeto desafio onde tradei um sistema de trend following longo e um sistema short de break out desenvolvidos por mim. Entretanto, como colocado no blog em alguns posts e comentários eu parei de tradar ambos e no momento estou fechado para balanco. 100% caixa. Acompanho o sistema mesmo assim e estou coma lição de casa de re-testar o short que teve alguns problemas de execução.

Tambem atualmente não estou tendo o tempo necessário que gostaria estar dedicando ao meu business plan de trading devido a ter outras prioridades mais importantes. Isto de certa forma tem atrasado eu finalmente atingir meus objetivos na minha carreira de trader.

Estou aproveitando no pouco tempo que sobre ler livro para relaxar. Como parte disto estou lendo alguns livros, de trading LOGICO, que tem me ajudado a voltar nos trilhos em breve. E voltar a  tradar com um estado de espirito mais calmo e de forma mais effortless.

Fiquei bem feliz que o Hugo voltou a escrever no Senho Mercado e re-ativou o Forum. Que recomendo que participem la. Eu estou la sempre dando meus pitacos. Valeu HUGAO!

Alem disto estou re-pensando meu estilo de trading que ainda esta se formando.

O que ja sei é que a minha praia é trend following, mais pendendo para ser tecnico/mecanico, mas logico sempre com uma visao macro para ajudar a identificar onde estao as melhores tendencias no mercado. Uma vez fiz o test do Van Tharp e pra mim deu Strategic Trader. E o modelo de trader usado como exemplo foi o Paul Tudor Jones II.

Jones, diz que analise tecnica é responsavel por metade de sua fortuna e analise fundamentalista pela outra metade, apesar de ter admitido que a analise tecnica é mais importante da duas.

Acho que me identifico com o trader estrategico porque eu tenho paixao trading e por macro economia e visão geo-politica, vide vários posts sobre visão macro que tenho postado aqui.

Como parte do meu tempo fechado pra balanço eu comprei uns livros pra ler que queria adicionar a minha biblioteca de trading

–          Diary of a professional commoditie trader, Peter Brandt

–          Trend Commandments, Michael Covel

–          Little Book of Trading, Michael Covel

–          Inner Voice of Trading, Michael Martin

Vou ler na ordem acima.

Atualmente estou terminando o livro do Peter Brandt e estou achando fenomenal. Nao que tenha alguma formula magica. Pelo contrario o livro, que é escrito por um trader de commoditie real e nao um Guru em Psicologia, coloca a verdadeira realidade do que éser um trader. Acaba com a “falacia” do sistema perfeito que acerta +50% e faz rios de dinheiro. Ele mostra  suas frustrações, dilemas e erros cometidos por falta de disciplina, paciência e por não seguir algumas vezes a risca sua metodologia.

Neste sentido o livro é muito humano e sincero e de certa forma tem me feito sentir menos mal com relação as dificuldades psicológicas que passei e momentos de hesitação quando operava o meu sistema.

Na sequência lerei os livros do Covel. Acho que Covel é um tremendo marqueteiro do Trend Following e diga se de passagem ele passa de forma brilhante o conceito filosófico de Trend Following, mas infelizmente não passa experiência como trader que na verdade nao é um. Por isto neste sentido o livro do Brandt é mais util.

Sobre o Michael Martin é um cara que descobri quando pesquisando sobre o Ed Seykota.

Ed Seykota é um dos mentores do Michael que tem um site bem legal que recomendo. Martin Kronicles. Eu tenho ultimamente devorado o blog dele que tem bastante coisa interessante. Principalmente se voce é um cara que gosta de commodity. Eu ouvi TODOS os podcasts do site e recomendo. Tem muita informacao ali pra quem é apaixonado por trading em geral.

Este é um posto sé pra dar uma atualizacao na minha jornada e o que esta se passando no momento.

Hoje mesmo minha esposa disse quão importante é ter um objetivo claro para alguem atingi-los. Mesmo uma pequena to do list ja ajuda em conseguir as coisas feitas.

Pra mim o mais importantes para qualquer um atingir objetivos altos é ter CLAREZA do que se quer. Eu estou neste processo de definir com CLAREZA o que realmente quero com trading. Eu acredito que tenho que colocar isto em um business plan e seguir a p… do business plan.

As vezes da aquele sentimento que estou perdendo movimentos no mercado atual. Logico que é facil de falar com o beneficio da percepção tardia, mas melhor estar fora com a mente limpa do que dentro coma mente não clara.

O senhor mercado sempre estará la pra oportunidades, mas um tem que ter a estrutura para operar no mercado de forma clara.

Como bem colocado por Ed Seykota: “the focus should be on the process of achieving your goals, not on the goal itself”

agradeço a participação e apoio de todos e por estar aqui compartilhando a minha e a sua jornada.

Forte Abraco

Vela

Clip: http://llipel.blogspot.com/2011/04/fechado-pra-balanco.html

13 Comments

Filed under Biblioteca, Jornada, Reflexão

A Tempestade Perfeita: Australia Colapse

Escrevi um posto no blog  The News Rider sobre o provável crash no mercado imobiliário na Austrália.

Desde então venho acompanhando mais de perto o quão eminente este risco esta de acontecer.

A razão pela qual a Austrália tem este risco está no fato dos preços das casas terem aumentado excessivamente nos últimos anos. Bem acima da media histórica.

Na minha opinião o que causou isto foram vários fatores sendo os principais.

–          Baixa taxa de desemprego

–          Constante crescimento econômico sem recessão por mais de 14 anos

–          Baixa taxa de juros relativo a media histórica

–          Forte aumento populacional, principalmente causado por imigração liquida positiva

O resultado do preço das casas podem ser observado no seguinte gráfico.

Veja que desde 2002 pouco antes do Mining boom que começou forte em 2003 o preço das casas quase triplicaram em algumas capitais. Em media os preços dobraram em valor.

O que as vezes me revolta e isto e pra cala a boca de quem argumenta que a UNICA razão do aumento do preço das casas foi Supply and Demand e que tem MUITA demanda por casa e os preços NUNCA vão cair… Neste momento que eu fico mais bear do que nunca.

Veja a causa neste gráfico o crescimento do total do estoque de hipoteca na Austrália no mesmo período. (eixo esquerdo) e valor da hipoteca media (eixo direito)

A quantidade de estoque de hipoteca subiu de 300bi pra pouco mais de 1 trilhao no período. Ou seja apesar das casas terem subido cerca de 100% (dobrado) a quantidade de divida cresceu 230% (mais que triplicou). Ai você me pergunta o que empurrou a “demanda”. Fora a questão dos juros que são bem mais baixos o que permite maior alavancagem com o mesmo fluxo de caixa.

Continuando o raciocínio, o que começa a dar sinais que o castelo de cartas esta caindo é que parece que este movimento esta perdendo momento e a capacidade da família media Australiana e investidores a continuarem tomando emprestado esta desacelerando e ficando cada vez mais difícil.

Veja que o tamanho do empréstimo médio esta estagnado ali na cada dos 290mil desde 2009.

Mas antes de prosseguir quero mostrar o gráfico que mais vale a considerar neste cenário.

Que e a capacidade de empréstimo e como  a tradução fica difícil de ser precisa  eu chamo de affordability (capacidade de bancar).

No eixo esquerdo esta a % da renda media indo para pagamento de juros de hipoteca e eixo direito o preço médio das casas. Veja que o preço pago em juros pode cair mesmo com o preço das casas subindo. Isto porque na Australia a esmagadora maioria dos empréstimos são em juros variáveis. Caso o governo corte os juros em caso de crise o pagamento mensal fica mais em conta. O que foi o que ocorreu em 2008, mas desde 2009 o governo vem aumentando os juros apertando o cinto da galera.

O mais impressionante na Australia é que depois do colapso da crise de 2008 os preços aqui CONTINUARAM a subir. Isso pra mim é jogar mais gasolina em uma pilha de palha só esperando a faisca explodir.

Em 2008 veja que o banco central australiano deu uma apertado no juros e isto levou a proporção de juros sobre a renda media ao MAXIMO de quase 40%. Veja que de certa forma isto refletiu no preço das casas que deu uma caida neste período.

Em 2009 quando os juros bateram a mínima de 3% esta proporção despencou para menos de 25%. Isto na época encorajou que mais pessoas se endividassem e entrasse no mercado imobiliário. Só nos últimos 3 anos o estoque de divida subiu de 800bi a mais de 1 trilhao.

E pra complicar as coisas os bancos estão também apertando os cintos mais ainda, pois desde a crise de 2008, com o aumento do custo do funding dos bancos Australianos, eles aumentaram os spreads em relação a taxa básica de juros. Isto para compensar a dificuldade de levantar dinheiro barato no mercado internacional. Veja no gráfico abaixo.

Devido a este aperto de cinto a população Australia tem sido bem cautelosa ultimamente. O que me da um pouco de esperança de alguma forma. E isto inclusive ajuda na menor severidade de uma possível crise imobiliária.

Esta cautela foi muito bem colocada pelo presidente do Banco Central Australiano, Glen Stevens, no discurso que deu recentemente:  The Cautious Consumer

Resumão do discurso é que a população vem economizando mais dinheiro dinheiro e emprestando menos se comparado a media dos anos do Boom ou pre-crise. O que estão fazendo é tentar reparar os balanços patrimoniais pessoais devido a vertiginosa queda dos ativos nos últimos 3 anos.

Indo pra conclusão, pra mim, eh muito difícil dizer o que vai causar a quebra. Se causar… mas muito difícil de não ocorrer algum tipo de correção no mercado aqui. Nem que seja estagnação no mercado para voltar a linha de tendência media de longo prazo.

Podem ter  vários motivos que podem servir como gatilho, mas pra mim o principal é claramente uma desaceleração na  China que é o que vem puxando a economia Australiana. Principalmente nos últimos 2 anos com o estimulo absurdo que teve la.  Expliquei mais sobre isto no post: A China é uma bolha

O que colocou mais risco na situação é que apesar da desaceleração nos EUA e na EUROPA nos últimos 3 anos a China, pelo contrario,  continuou consumindo minérios como se não houvesse amanhã. Com isso a Austrália praticamente não sofreu com a crise a não ser um pequeno susto em 2008. E tecnicamente a Austrália nunca esteve em recessão, que é 2 trimestres com crescimento negativo de PIB.

Indo ao titulo do post “A tempestade perfeita” eu acredito que uma desaceleração na China causara o efeito domino na Economia Australiana. E todo este cenário possível causara esta tempestade perfeita.

Se a China desacelerar o desemprego vai aumentar rápido na Austrália, assim a capacidade de pagar divida de hipoteca vai despencar. Isto colocará muito pressão de venda no mercado fazendo com que os preços despenquem. Isso gerara um enorme crise bancaria aqui, pois a Australia é o pais onde a carteira de credito imobiliário é a maior do mundo proporcionalmente. O Commonwealth Bank tem 60% de sua carteira em credito imobiliário e uma crise seria desastrosa.

Mesmo os bancos Australianos serem considerados um dos mais seguros do mundo. Este anos os 4 maiores eram AAA e tiverem o rate rebaixado…. porque sera.

No momento estou pensando em formas de comprar seguros contra esta possível crise. Enquanto o seguro esta barato e em tempo.

Pode ser que isto nunca ocorra, mas como disse no post anterior… melhor prevenir do que não fazer nada e depois se matar por ter tido a oportunidade e mesmo assim não feito NADA.

Acho que algumas sugestões de proteção seria comprar PUTs (opcoes) out of money do indice de acoes, short o indice de materials (mineradoras), short os bancos e comprar PUTS e ficar uma parte em caixa

Tenho acompanhado noticias preocupantes da situaçao na China e a bolha que ocorre la.

Apenas como exemplo algumas matérias.

Que tal uma matéria da absurda destruição de capital que ocorre neste momento com as CIDADES FANTASMAS

Ou bancos Chineses com balanços suspeitos

e pra finalizar a situação da inflação saindo do controle e o Banco chinês com dificuldade de implementar politica monetária

Enquanto isso na Australia os preços das casas começando a escorregar e preocupar com mais este artigo no WSJ

Pra finalizar o post outra coisa de preocupar é a recente inversão da curva de juros na Australia que é um indicativo de recessão eminente…

Depois que a tempestade passar sera uma boa oportunidade de comprar ativos na Australia, pois aqui é uma terra muito sortuda e temos recursos que são muito valiosos no mundo como minérios (Ferro, Cobre, Uranio, Ouro,Carvao, Diamante… dentre outros). Apesar de uma possível, não certa, correção na China. Acho que a China/Asia caminha para dominar o mundo economicamente. E a Austrália esta MUITO bem posicionada geograficamente.

Aguarde um post com update de uma possível desaceleração na China e o OBVIO que ainda ninguém fala muito e quero falar mais sobre o tarde do SECULO que já foi dado a dica pelo Paul Tudor Jones.

2 Comments

Filed under Fundamentos, Reflexão, The Big Picture