Tag Archives: Van Tharp

Como Conseguir o que quiser na vida

“You can do anything in your life, but not everything” Jim Rogers

“The definition of insanity is doing the same thing over and over and expecting different results.” Albert Einstein

 

Em menos de mil palavras aqui eu coloco o meu desafio em explicar pra você como conseguir o que quiser na vida.

Sim qualquer coisa que desejar. 🙂

Muitas vezes eu falhei na vida tentando conseguir o que “queria” até que um dia eu tive uma revelação surpreendente.

Eu estava focando nos meus resultados.

Isto mesmo, focando nos resultados eu estava só aumentando minha frustração e nunca atingindo meus objetivos.

A minha grande revelação foi que a unica forma de conseguir os resultados que eu quisesse era NÃO FOCAR nos resultados.

Porque focar nos resultados é perda de tempo e não funciona?

Porque os resultados é a parte do seu objetivo que você NÃO tem CONTROLE e eu queria ter total controle em conseguir o que quisesse.

Então, se não sou capaz que controlar os resultados que quero como que vou conseguir o que quero?

Simples. Você precise focar no seu comportamento que produz o resultado e não no resultado em si.

 Comportamento = Resultado

A diferença é que o lado direito da equação não esta sob o seu controle e o lado esquerdo potencialmente está 100% sob o seu controle.

Como então que gero os comportamentos que vão me dar os resultados que eu quero?

Espera… antes tem um primeiro passo e isto se faz de traz pra frente.

Primeiramente você precisa identifica os resultados que quer, então pode começar uma pesquisa de qual/quais o(s) comportamento(s) necessário(s) para produzir o resultado que quer.

Esta ciência se chama MODELAGEM.

Vou dar um exemplo pessoal.

Eu queria perder peso de forma permanente e principalmente massa de gordura do meu corpo para menos de 15% do meu peso. Sempre tive problema de baixar meu peso abaixo de 80Kg e muito menos a massa de gordura que estava estagnada em 25%.

Eu corria pra caramba e tentava reduzir a comida e para minha frustração eu olhava na balança, i.e. resultados, e não conseguia ir muito abaixo dos 80 kg. Eu me pesava todo dia e NADA… Eu fazia gráfico do meu progresso que sempre chegava em um ponto que eu estagnava e ai eu desistia e acabava voltando a minha vida ao meu ritmo “normal” e meu peso voltava a 85 Kg para minha frustração. Ok! nasci pra ser gordinho mesmo.

Até que então eu comecei a pesquisar esta parada de desenvolvimento pessoal e psicologia devido a minha frustração com meu trading. Assim, comecei a modelar o comportamento para quem quer ser mais esbelto e rasgado, sarado. Tipo virar um pão.

Li alguns livros

Comprei alguns eBooks no assunto.

Montei um plano baseado no que aprendi

Quando eu fiz isto eu montei um plano que tivesse total alinhamento com o estilo de vida que queria e lógico um plano que pudesse me comprometer 100% com ele para o resto da minha vida.

Sem querer entrar em detalhes aqui estão os resultados que estou obtendo com este plano.

Comportamento e Resultado

Meus resultados

 

A receitinha que achei que funciona pra mim é:

–          Cortar 100% do C.R.A.P Carbs (carboidratos), Refined Sugar (açúcar refinado), Alcohol (biriba) and Process Food (comida processada).ESTA É A PARTE MAIS IMPORTANTE e se quiser ajuda nesta parte acesse aqui

–          Ir na academia 3x por semana por 40 min (incluindo aquecimento, treino e alongamento).

–          Ter uma dieta disciplinada com macro nutrientes de 40% Carboidratos, 40% proteína e 20% gordura

–          Ter um dia livre pra comer UMA refeição o que quiser. Por incrível que pareca isto ajuda a perder gordura, mas isto posso explicar em um outro post.

Eu parei de me pesar, mas a cada 4 a 6 semanas eu fazia uma avaliação (foto acima) na academia de como estava indo com o meu progresso.

Os resultados eram CERTOS e eu só precisava focar no Comportamento ou PROCESSO.

Os resultados eu só uso como um sistema de feedback para mudar algo no meu processo ou plano caso os resultados não reflitam a minha intenção.

 “Na vida nao existe sucesso e fracasso somente feedback” Van Tharp

Parece simples.

Então, porque tem um monte de gente fora de forma que não consegue se controlar?

Se é tão fácil assim ficar com o corpo igual do Cristiano Ronaldo, porque a maioria não tem barriga tanquinho?

Source: http://metrouk2.files.wordpress.com/2014/01/ay_35932740.jpg

 

Resposta: Mentalidade ou em outras palavras psicologia.

A mesma coisa funciona para trading.

O conteúdo deste Blog te da todos os elementos necessários para ser o melhor trader que você pode ser, entretanto você tem que estar disposto a desenvolver um plano que tem a TUDO a ver com você e SEGUIR A P*&*&^ DO PLANO sem hesitar.

Mas se a sua mentalidade nao estiver alinhada aos resultados que o plano vai produzir, então simplemente será incapaz de executá-lo

Caramba então tudo esta perdido pra mim? F@*&U?

Como que posso solucionar esta parte da mentalidade?

Simples 🙂

Você precisa entender como que a mente humana funciona e uma vez que descobrir e desvendar seus mistérios o céu é o limite, ou melhor, a sua própria mente.

Mas isto é assunto para um outro post

10 Comments

Filed under Psicologia de Trading, Trading Plan, Vela's Beliefs

Livros que li em 2013 – PARTE I

“I find television very educational. Every time someone switches it on I go into another room and read a good book.” Groucho Marx 

Agora já virou tradição em todo começo de ano. Eu publico um post com os livros que li no ano anterior.

Você pode checar aqui os livros que li em 2011, 2012 e minha biblioteca essencial de trading.

2013 sem dúvida foi o ano que mais li livros em toda minha vida. Ler foi algo que sempre gostei, mas a cada dia mais gosto mais. Antes lia cerca de 4 a 5 livros por ano, mas agora com disciplina e foco e lógico muita curiosidade e vontade de aprender eu li 50 lívros em 2013. Isto meso cinquenta. Praticamente um livro por semana e algumas semanas li mais do que um. Foram estimadas 12,300 paginas e cerca de 200 a 300 horas de leitura.

Então para não ficar longo o post vou quebrar este blog post em 3. Parte I, II e III.

Vou colocar em ordem cronológica de leitura e, como sempre, vou colocar um pequeno comentário sobre o ponto principal que aprendi e se recomendo a ler ou não.

1. The Science of Getting Rich by Wallace Wattle: Um clássico do desenvolvimento pessoal que inclusive foi o livro que inspirou Rhonda Byrn a escrever e filmar o documentário The Secret. O livro passa a lição principal que o Napoleao Hill e o Earl Nightingale sempre fala. E a lição é “Nós nos tornamos o que pensamos”. Então, o processo de prosperar é um trabalho mental e não puramente físico. O físico é apenas uma manifestação do mental. Altamente recomendado. O livro é um clássico e foi escrito Circa 1910. Está no domínio público e tem vários PDFs por ai na net. Recomendo.

2. Trading Beyond the Matrix by Van Tharp: O melhor livro do Van Tharp depois, lógico do clássico Trade Your Way to Financial Freedom. Este é o livro que Van é o mais generoso possível revelando o maior conteúdo de seus seminários de psicologia que eu tive o privilégio de participar em Marco de 2013. A parte mais valiosa do livro é a estrutura para se desenvolver um business plan de trading que acho que vale a compra. O livro é bem interessante, pois conta a jornada de transformação de vários traders e quais são os pontos chaves desta transformação. Para mim foi especial, pois eu li o livro enquanto fazia os seminários. Recomendo muito.

3. Finding your North Star by Martha Beck: Excelente livro para quem está procurando sua vocação e não entende porque você ODEIA o seu trabalho e isto muitas vezes te faz mal fisicamente. O livro explica como encontrar o nosso EU essencial. segundo a autora todos nos temos dois EUs. O social e o essencial. O social é a aquele que atende as expectativas da sociedade, incluindo, família, pais e colegas. O essencial, por outro lado, é aquele que conecta com as paixões de infância, que te deixa mais forte, inspirado e conectado com Deus. O livro é longo e com muitos exercícios e exemplos. Altamente recomendado.

4. The Laws of Success by Napoleon Hill: Foi uma maratona. Um livro de 1000 paginas que não li mais ouvi. Este é o livro mais completo de Napoleão Hill que publicou em 1927 depois de uma pesquisa que levou 20 anos para completar. Explico mais sobre isto neste post aqui. Altamente recomendado.

5. Loving What Is: Four Questions That Can Change Your Life by Byron Katie: Interessante livro que cheguei ao conhecimento por indicação do Van Tharp. Byron Katie tem um interessante método de resolver qualquer bloqueios mental que nos fazem sofrer sem necessidade. O método se chama The Work. O princípio é que nos projetamos aquilo que damos atenção nos outros e isto nos faz irritar e sofrer e no final das contas tudo não basta de uma criação mental. Recomendo se quer quebrar algumas noias que tem na cabeça e quer melhorar em geral seus relacionamentos, perdoar e ter mais paz. No final das contas o maior problema, se existe algum, está dentro da gente e quando queremos mudar basta somente analisar a nossa mente e mudar, então, o mundo a nossa volta muda.

6.The Magic by Rhonda Byrne: Da mesta criadora do The Secret. O livro basicamente é um exercício de gratidão onde ele leva ao extremo ser uma pessoa grata. Segundo a autora a gratidão é o ponto da grande virada na vida de um indivíduo da pobreza para a prosperidade. Então se está desesperado e não sabe por onde começar comece a agradecer que as coisas começam a mudar. Eu achei meio chato a leitura. Os primeiros capítulos são interessantes e depois fica chato, mas é um bom começo para entender o quão ao extremo uma pessoa pode ser grata. Com certeza cada dia mais eu sou mais grato e por incrível que pareca te da um grande senso de segurança e paz. Não recomendo a leitura.

7. The Secret of Quantum Living by Frank Kinslow: Interessante este livro que pela primeira vez me deu uma noção de física quântica e qual a sua relação com o plano psicológico e espiritual. O que me irritou um pouco no livro é que ele vem com uma pequena solução para todos os nossos problemas (de saúde, mentais, financeiros de relacionamento e etc.) e talvez para mim que sou uma pessoa muito lógica e estrategista me deixou um pouco cético e meio que abandonei a possibilidade de acreditar no método 100% a ponto de usar na minha vida, mas eu tive algumas experienciarias interessantes aplicando o seu método. Pode funcionar para você, mas para mim foi interessante aprender. Recomendo com reservas se quiser explorar este plano de possibilidade.

8. The Disapearance of the universe by Gary Renard: Me interessei por este livro quanto fiquei curioso para estudar o livro A course in miracles (ACIM) que é bem recomendado por Van Tharp no processo de transformação. Este livro é meio que um resumão do conteúdo e aplicações das teorias do ACIM. O livro foi canalizado por duas entidades que Gary supostamente encontra e dita as teorias. Interessante até certo ponto, mas chegou um ponto que ficou meio ridículo e acho que ai o ego do autor cresceu como um balalão e começou a colocar algumas crenças politicas, fazer previsões sobre o futuro e colocar alguns juízos de valor que vai contra alguns conceitos colocados no livro o que pra mim tirou total algum crédito que o autor ainda tinha. Eu NÃO recomendo a leitura. O livro é extenso, mais de 400 paginas.

9. The Richest man in Babylon by George S. Clason: Livro que foi recomendado por Jim Rohn e muitos autores em desenvolvimento pessoal usam suas teorias como exemplo. O principal princípio deste livro é “pay yourself first” que consiste em separar 30% da renda ganha em três partes. 1) 10% Dizimo (doar para uma caridade que esteja ligada a uma crença espiritual)  2) 10% para uma conta de poupança que rende um jurinho 3) 10% em capital de risco aplicado em uma empresa ou negócio que gerará lucro. Recomendo.

10. A Thousand Names for Joy: Living in Harmony with the Way Things Are by Byron Katie: Livro na mesma linha do # 5 acima.

11. Cashflow Quadrand by Robert Kyosaki: Pra mim um dos melhores livros que já lí. Particularmente este livro o que eu sentia quando lia era que era um livro que EU gostaria de um dia escrever, pois me identifico muito com a teoria. Genial. Basicamente o livro fala sobre 4 formas de ganhar a vida. E (Empregado), S (Self Employed ou Prestador de Serviço), B (Business ou Negócios) e I (Investidor). O livro explica como que funciona cada um e quais a limitação de um e do outro. Dos 4 tipos o que recomenda é uma mistura de Business e Investimentos que é onde as pessoas ais ricas do mundo flutuam. Altamente recomendado.

12: Rich Dad Poor Dad by Robert Kyosaki: O livro muita coisa vai na linha do 11 e foi o primeiro livro da série e explica os mesmos conceitos. Todos os livros do Kyosaki depois ficam repetitivos, mas a coisa principal é a mudança de mentalidade. Ajuda muito a entender como é possível um mendigo ficar milionário. Altamente recomendado.

13: The Life Plan: How Any Man Can Achieve Lasting Health, Great Sex, and a Stronger, Leaner Body by Jeffry S. Life: Queria um livro completo sobre saúde, alimentação, exercício e como ficar sarado. O que me atraiu neste livro foi a impressionante foto do cara que escreveu. Um velhinho de 72 anos que é SARADASSO. Foi muito bom, pois ele fala cientificamente e desvendando os segredos de como ter uma vida mais saudável e como a alimentação e o exercício é importante. Isto me fez mudar totalmente minha dieta e a começar a ir a academia e levantar peso. Se quer melhorar seu trading, o foco, o libido, a energia, a saúde eu recomendo muito.

14: Wishes Fulfiled by Wayne Dyer: O Wayne também foi mais uma recomendação do Van e já conhecia alguns YouTubes muito bons dele. Este livro praticamente é um cópia de um clássico do Neville Gouddard  (The power of awareness) que foi escrito na década de 30. Enfim, o livro fala da parte mais espiritual e mistica do desenvolvimento pessoal que é explorado no livro #1 acima. Basicamente a ideia principal é que para mudar de situação seja qual for a sua é viver como se já tivesse realizado o seu sonho. Exemplo se quer ser um trader o segredo é acordar e já agradecer que é um trader bem sucedido, sentir como já fosse uma realidade. Isto é um processo que ajuda o subconsciente que não consegue diferenciar o que é um centavo e o que é um milhão, mas o que você coloca na cabeça ele aceita. Mais uma vez um livro que ajuda no processo de transformação, pois sempre digo que tudo é psicológico e começa na mente. Recomendado.

15. The Creature from Jekyll Island : A Second Look at the Federal Reserve by G. Edward Griffin: Este foi mais um audio livro que ouvi, não li. O livro conta a história da criação do FED (Banco Central Americano). Muito interessante a trama que foi arquitetada como um forma de favorecer o setor financeiro e o status quo, danificando as liberdades individuais. O livro conta a orquestração politica e as manobras de mídia que os criadores do banco fizeram para implementar o seu plano astuto. Ano passado o banco central fez 100 anos. Na minha opinião, assim como do autor, ele deve ser fechado. Recomendo se gosta de história e quer entender mais sobre economia.

16: Choose Yourself by James Altucher: James, como já disse mil vezes aqui, é o meu blogger favorito. Ele me inspira muito e este livro eu li mais pelo interesse nas histórias sobre empreendedorismo que ele conta no livro. Bem divertida e inspiradora a leitura. Altamente recomendado.

2013 eu não li muito livros sobre trading e resolvi focar quase que totalmente na parte psicológica e em desenvolvimento pessoal, pois estou disposto a atingir outros patamares pessoais e sei que a única forma é através da psicologia. 

Continuo nos próximos posts as leituras restantes.

Li PRA CARAMBA em 2013

4 Comments

Filed under Biblioteca, Jornada, Psicologia de Trading, Reflexão

Pessoas que me inspiram

“You attract things to your life by being the person you are” Jim Rohn

Não muito tempo atrás eu ouvi alguém falando sobre o significado da palavra inspirar e confesso que fiquei surpreso, pois nunca tinha me passado na cabeça. Para você que não sabe inspirar significa EM ESPÍRITO. Significa estar guiado pelo espirito com indescritível criatividade e idéias que vem do nada.

No caminho do conhecimento interior e pessoal eu gosto de estudar pessoas que me inspiram, ou seja, pessoas que acendem a chama criativa dentro de mim e que me impulsiona a fazer coisas que me motivam, me mantém na jornada e me desafia a mover em direção ao meus objetivos a cada dia mais.

 Segue, então, uma lista de pessoas que me inspiram pelo que elas são e me ensinam dando idéias de como que posso criar o meu próprio ser.

Jesus: A pessoa que andou na terra que pode ser considerada a mais iluminada e na minha opinião. Uma das pessoas mais mal interpretadas também. O que me inspira em Jesus é sua capacidade de amar as coisas como elas são, ou seja, incondicionalmente e sem se preocupar em forçar nenhum comportamento. Ele ensinou que primeiro devemos nos preocupar com nossas coisas primeiros, nos amar primeiro, então seriamos capaz de amar o próximo. Usando esta estratégia de ser que Jesus conseguia o respeito que tinha. O cara conseguia entrar num prostíbulo e trocar uma ideia com as prostitutas ou entrar na favela e falar com os traficantes ou os maiores criminosos e ser bem vindo, sem agressão, e realmente tocar a vida destas pessoas a ponto de transformarem naquilo que elas realmente queriam no fundo no fundo. Imagino que por onde ele passava sua presença tomava conta do local de uma forma que as pessoas ficavam perplexas. Um cara que realmente vivia o que falava e não estava preocupado com o dia de amanhã. Vivia no aqui e no agora sabendo que toda a provisão viria. As únicas pessoas que ele incomodava eram os hipócritas, não os “pecadores”. Ele confrontava a religião organizada e o sistema político da época e imagino o que ele faria se vivesse hoje. O que diria da “igreja” e a política hoje. Isto só pode ficar na minha imaginação.

Benjamim (meu filho): A melhor coisa que pode acontecer na vida de uma pessoa é ter um filho(a). Ter a oportunidade de ver este milagre acontecer não tem preço. Ver o desenvolvimento de uma pessoa que não tem uma agenda, não tem preconceito, ama as coisas como são, é curioso e explora tudo sem medo. Acho que o mais importante que ele tem me ensinado é seguir o próprio coração. O que ele ensina é que quando você é uma criança você gosta de desenhar, ler, correr, rir, brincar e imaginar um mundo mágico.  Penso que nós adultos nunca mais teremos a oportunidade de viver isto novamente do profundo do nosso coração, talvez sim, ainda temos esta chance.

DSC_0367

Crianças se divertem

James Altucher: Este é o meu blogger preferido. O que gosto nele e acho que ele é parecido comigo é a sua sinceridade. Uma coisa que gostaria de praticar um pouco aqui no blog. Ser sincero o suficiente para gerar um pouco de polêmica, mas ao mesmo tempo falar coisas profundas e do coração. Nós vivemos num mundo de superficialidades e a maioria das pessoas não vivem a própria vida, mas a vida que outros querem. Ela não gerar polêmica pela polêmica, mas para instigar pessoas a analisar sues mais profundos desejos e buscar uma vida que vale a pena viver. Também aprendi com ele o segredo da felicidade.

Chris Guillebeau: Conheci ele pessoalmente em Melbourne o ano passado no seu book tour ($100 Startup). Sou leitor de seu blog e de algum de seus livros. Me inspira me a formar minha própria tribo a influenciar pessoas conversando das coisas que tenho paixão. Ele me impulsionou a voltar a escrever aqui no blog e me desafiar a trazer este blog para um outro patamar. Chris no mes passado completou sua façanha de visitar todos os países do mundo. Ele visitou os atuais 198 países registrados na ONU. Também ele me ajudou muito na inspiração de publicar o eBook.

IMG_0153

Guillebeau Inspire

Charles Feeney: O maior filantropista que já andou aqui na terra. Ele doou em vida já mais de 8 bilhões de dólares. Conheci ele porque ele saiu da toca cerca de uns 5 anos atrás. Até então ele era não só o maior filantropista do mundo, mas o maior anônimo. Uma das condições que a fundação dele colocava era que o recebedor do dinheiro mantasse o anonimato. Feeney, andava de classe econômica, usava um relógio de plastico, morava em um pequeno apartamento e não possuía carro. Detalhe que sua fortuna foi construída vendendo artigos de luxo. Ele é o acionista majoritário da maior rede de Duty Free Shops do mundo. O que ele me ensinou é que devemos ser generosos enquanto vivemos. E me ensinou que a lei da reciprocidade é verdadeira, i.e. é dando que se recebe e é melhor dar do que receber.

Albert Einstein: O que me impressiona mais em Einstein não são seus feitos no campo da física, que diga se de passagem, uma das mentes mais brilhantes que já existiu, mas sua capacidade e seu dom de refletir e filosofar. Eu atribuo seus feitos na ciência muito mais pela sua capacidade criativa do que sua capacidade intelectual. Como ele mesmo diz: “Imagination is more important than knowledge”.

Albert Kahn: Escrevi uma vez sobre ele num blog. O que me inspira nele é sua capacidade de viver como um homem a frente do seu tempo e ter realizado um dos maiores projetos fotográficos e de video do mundo no início do seculo 20. Foi um homem que fez bom uso do dinheiro que ganhou na vida. Isto me ensina muita coisa.

Ed Seykota: Primeiro me interessei muito pelo Ed como trader e por ser uma das minha entrevistas preferidas no Market Wizard, mas o que hoje me atrai mais no Ed é o seu lado de desenvolvimento pessoal e sua generosidade em ajudar pessoas que querem ser ajudadas. Acho que este é o principal atributo de seu sucesso, não porque ele é um bom trader, mas por ser a pessoa que ele é ele acaba sendo um bom trader. Ele me ensinou que meus sentimentos tem muito a me ensinar, que trend following é aplicado não só a trading, mas a vida.

Warren Buffet: Eu agradeço a pessoa que escreveu a biografia dele, pois ao le-la me abriu para um novo mundo que não conhecia. O fato de ler sua biografia me estimulou a completamente parar de ler jornal, pois a visão que tinha sobre Warren era tão limitada e o juízo de valor que colocava por detrás da pessoa que eu achava que conhecia. Recomendo demais a leitura da bem extensa biografia. Mostra uma pessoa com tremenda disciplina, mas o mais interessante ele fazia as coisas com tremenda paixão e foco e o dinheiro foi apenas uma recompensa de sua paixão. Eu não sou um trader fundamentalista, mas ele tem muito a ensinar quem quer ser um dedicado operador técnico e merece respeito, pois ele é o trader mais bem sucedido da história.

Napoeon Hill: Ele é responsável por despertar o meu adormecido interesse por desenvolvimento pessoal ou auto ajuda, como falam no Brasil. Com clareza ele me ajudou a quebrar o meu limite mental de compreender como que os ricos se tornam ricos e que é muito mais do que apenas um principio econômico, mas principalmente um princípio de psicologia aplicada. Tudo começa na mente. Ser rico não tem nada a ver com dinheiro, mas um estado mental.

Jim Rohn: Achei que fosse mais um destes caras de personal development e descobri ele recentemente. O que me identifico no Jim, e o que torna ele diferente de muitos do pessoal de auto ajuda, é que ele é MUITO prático. Ele tira totalmente o misticismo do campo de auto ajuda e mostra tudo com o pé no chão. Talvez por ser uma pessoa mais racional ele caiu como uma luva e recomendo demais. Sem falar que o cara é uma figura de engraçado. Dou muitas risadas com ele.

Robert Kyosaki: Na mesma linha do Jim Rohn, Robert é um cara que traduz bem a questão do mundo de como ser rico em passos bem práticos e ao mesmo tempo coloca bem a parte psicológica sem o WOO WOO que muitos colocam. Interessante que sempre soube da existência de seus livros e tudo estava embaixo do meu nariz e eu nunca li seus livros. No momento estou lendo e estudando muito sobre ele e está relacionado a minha paixão por independência financeira que acho que é algo que veio no meu microchip biológico e atualmente estou despertando. Recomendo demais também. 

 Vou deixar este como um post em aberto. Tem outros que me inspirar mas vou somente citar e um dia escrever mais sobre eles aqui:  Steve Jobs, Van Tharp, Jim Rogers, Bill Gates, Michael Covel, Henry Ford, Andrew Carnegie, Benjamin Franklin, Alberto Santos Dumond, Paul Tudor Jones, Byron Katie, Wayne Dyer, Steve Pavlina, Steve Wozniak, Robert Sheidt, Tiger Woods, Ayrton Senna dentre outros.

Como Napoleon Hill diz “Toda pessoa bem sucedida são adoradores de heróis”

e você? Quem te inspira?

6 Comments

Filed under Jornada, Reflexão

Uma revelacao surpreendente

Investi tempo depois do período fechado para balanço para re-testar meu sistema short e fazer uma analise caso operar long e short.

No começo fiquei bem empolgado com meu sistema long, mas logo que comecei a operar eu passei uma pessima sequência de perdedores (whipsaw) o que me tirou um pouco dos trilhos e resolvi dar uma re-analisada no Back Test, principalmente a parte de Drawdown (DD).

E ai que foi a minha revelação surpreendente. Mesmo que o sistema apresentasse uma relação CAR/MaxDD que me deixasse feliz eu cometi um erro de não dar uma olhada em quanto tempo o DD iria demorar caso entrasse em um e quantos trades demoraria pra sair do DD.

Apesar do DD maximo ser de apenas 5.66% com um position sizing de 1% do equity o pior DD demorou 443 dias corridos ou aproximadamente 14 meses. Sendo um sistema longo os piores DD ocorreram em bear markets. Sendo eles

13/03/2002 a 20/02/2003 – 352 dias

20/06/2008 a 2/07/2009- 442 dias

O primeiro DD durou 17 trades e o segundo 19. Sendo que o sistema Longo da em media 15 trades por ano ou um pouco mais de um trade por mes.

Entao depois de ter revisao o sistema short que estava com um problema de execução devido aos stops curtos que eram stopados no after market agora estou mais satisfeito com as regras ajustadas. O sistema “piorou” os resultados, mas a ideia aqui é usar o sistema em conjunto com o longo por dois motivos. Ter um colchão de hedge em bear markets para diminuir DD e duracao de DD e aumentar a frequência de trading para aumentar os juros compostos.

então aqui vai a analise de ter os sistemas sozinho ou combinado:

Agora para visualizar a curva de equity com um investimento hipotético de 10,000 como seria a curva.

Veja que os maximos DD em duração estão dentro dos retângulos.

Veja que o sistema short se comportou “bem” nos bear markets de 2001-2002 e de 2007-2008 e em periodos Bull ficou flat a caindo um pouco. Isto o porque do sistema operar um índice de ação (S&P 200 Australia) o que tem um “vies” Bull.

Lembro do Roberto ter comentado de ter um sistema short junto com o longo pra melhorar a performance total e é o que acontece no Back test.

Voltei a tradar com mais confiança os dois sistema com um controle de risco bem apertado (1% do equity) só pra voltar a ter confiança em no sistema e me conhecer melhor o quão aderente estou ao sistema.

Lógico que o intuito é ganhar dinheiro, mas quero focar muito mais no processo no momento de descoberta e auto-conhecimento, pois só serei um trader de sucesso o dia que descobrir o sistema que tem dentro de mim e se estou dispostos a sentir os sentimentos que vem com meu sistema que no fundo no fundo esta no meu DNA.

Neste intuito eu lanço o desafio de seguir 30 sinais de forma mecânica e vou postar no Twitter as ordens de entrada e ajustes diarios de trailing e profit target.

No momento estou em um trade longo que esta ganhando 1.2R e que teve uma MAE (Maximum Adverse Excursion) de 1.74R. Faz parte de ser trend following devolver pro mercado para deixar o lucro fluir.

Espero que me sigam no Twitter se querem saber meu trading journal enquanto ele acontece.

Ajusto minhas ordens e stop quando o mercado fecha por volta de 17h horario de Adelaide, Australia.

7 Comments

Filed under Psicologia de Trading, Trading Plan

Fechado pra balanco

Caros leitores,

Quem acompanha o blog aqui sabe que sou 100% sincero com a minha jornada de trade. Sabe que no momento eu faço parte dos trades perdedores (uhauhauhahuauah) que esta em busca de ser um trader consistente e lucrativo e financeiramente independente.

Mesmo assim tenho alguns seguidores, que estão na mesmo jornada dos “perdedores” ou, acredito, e porque nao, que tem traders que ja sao vencedores e me seguem e contribuem aqui no blog e sinceramente tem me ajudado muito no meu desenvolvimento.

Comecei este ano o projeto desafio onde tradei um sistema de trend following longo e um sistema short de break out desenvolvidos por mim. Entretanto, como colocado no blog em alguns posts e comentários eu parei de tradar ambos e no momento estou fechado para balanco. 100% caixa. Acompanho o sistema mesmo assim e estou coma lição de casa de re-testar o short que teve alguns problemas de execução.

Tambem atualmente não estou tendo o tempo necessário que gostaria estar dedicando ao meu business plan de trading devido a ter outras prioridades mais importantes. Isto de certa forma tem atrasado eu finalmente atingir meus objetivos na minha carreira de trader.

Estou aproveitando no pouco tempo que sobre ler livro para relaxar. Como parte disto estou lendo alguns livros, de trading LOGICO, que tem me ajudado a voltar nos trilhos em breve. E voltar a  tradar com um estado de espirito mais calmo e de forma mais effortless.

Fiquei bem feliz que o Hugo voltou a escrever no Senho Mercado e re-ativou o Forum. Que recomendo que participem la. Eu estou la sempre dando meus pitacos. Valeu HUGAO!

Alem disto estou re-pensando meu estilo de trading que ainda esta se formando.

O que ja sei é que a minha praia é trend following, mais pendendo para ser tecnico/mecanico, mas logico sempre com uma visao macro para ajudar a identificar onde estao as melhores tendencias no mercado. Uma vez fiz o test do Van Tharp e pra mim deu Strategic Trader. E o modelo de trader usado como exemplo foi o Paul Tudor Jones II.

Jones, diz que analise tecnica é responsavel por metade de sua fortuna e analise fundamentalista pela outra metade, apesar de ter admitido que a analise tecnica é mais importante da duas.

Acho que me identifico com o trader estrategico porque eu tenho paixao trading e por macro economia e visão geo-politica, vide vários posts sobre visão macro que tenho postado aqui.

Como parte do meu tempo fechado pra balanço eu comprei uns livros pra ler que queria adicionar a minha biblioteca de trading

–          Diary of a professional commoditie trader, Peter Brandt

–          Trend Commandments, Michael Covel

–          Little Book of Trading, Michael Covel

–          Inner Voice of Trading, Michael Martin

Vou ler na ordem acima.

Atualmente estou terminando o livro do Peter Brandt e estou achando fenomenal. Nao que tenha alguma formula magica. Pelo contrario o livro, que é escrito por um trader de commoditie real e nao um Guru em Psicologia, coloca a verdadeira realidade do que éser um trader. Acaba com a “falacia” do sistema perfeito que acerta +50% e faz rios de dinheiro. Ele mostra  suas frustrações, dilemas e erros cometidos por falta de disciplina, paciência e por não seguir algumas vezes a risca sua metodologia.

Neste sentido o livro é muito humano e sincero e de certa forma tem me feito sentir menos mal com relação as dificuldades psicológicas que passei e momentos de hesitação quando operava o meu sistema.

Na sequência lerei os livros do Covel. Acho que Covel é um tremendo marqueteiro do Trend Following e diga se de passagem ele passa de forma brilhante o conceito filosófico de Trend Following, mas infelizmente não passa experiência como trader que na verdade nao é um. Por isto neste sentido o livro do Brandt é mais util.

Sobre o Michael Martin é um cara que descobri quando pesquisando sobre o Ed Seykota.

Ed Seykota é um dos mentores do Michael que tem um site bem legal que recomendo. Martin Kronicles. Eu tenho ultimamente devorado o blog dele que tem bastante coisa interessante. Principalmente se voce é um cara que gosta de commodity. Eu ouvi TODOS os podcasts do site e recomendo. Tem muita informacao ali pra quem é apaixonado por trading em geral.

Este é um posto sé pra dar uma atualizacao na minha jornada e o que esta se passando no momento.

Hoje mesmo minha esposa disse quão importante é ter um objetivo claro para alguem atingi-los. Mesmo uma pequena to do list ja ajuda em conseguir as coisas feitas.

Pra mim o mais importantes para qualquer um atingir objetivos altos é ter CLAREZA do que se quer. Eu estou neste processo de definir com CLAREZA o que realmente quero com trading. Eu acredito que tenho que colocar isto em um business plan e seguir a p… do business plan.

As vezes da aquele sentimento que estou perdendo movimentos no mercado atual. Logico que é facil de falar com o beneficio da percepção tardia, mas melhor estar fora com a mente limpa do que dentro coma mente não clara.

O senhor mercado sempre estará la pra oportunidades, mas um tem que ter a estrutura para operar no mercado de forma clara.

Como bem colocado por Ed Seykota: “the focus should be on the process of achieving your goals, not on the goal itself”

agradeço a participação e apoio de todos e por estar aqui compartilhando a minha e a sua jornada.

Forte Abraco

Vela

Clip: http://llipel.blogspot.com/2011/04/fechado-pra-balanco.html

13 Comments

Filed under Biblioteca, Jornada, Reflexão

Um Trade Um Perdedor

“ Life is a process. There is no success or failure—only feedback “ Van K. Tharp

” To avoid whipsaw losses, stop trading.” Ed Seykota

Dando prosseguimento em reportar sobre o meu projeto desafio e analisar os meus sentimentos com relação a seguir meu sistema.

Hoje fui Stopado do meu primeiro trade. YES !!!! Segui as minhas regras e CORTEI MINHAS PERDAS RAPIDO.

Comecei a operar dia 3 de maio. Este trade foi um sobe e desce e a maior parte do tempo o trade ficou no negativo. Confesso que durante o trade tive sentimentos de irritação pela posição mover contra mim, mas esperei pelo melhor sabendo que a pior das hipóteses era o meu STOP e a melhor delas era desconhecida ou até a tendencia terminar.

Falando um pouco do sistema e sobre o trade no meu backtest eu percebi que cometi um erro de vazamento de futuro (future leak), que significa que estava entrando trades com beneficio da percepção tardia (hindsight). No post sobre o sistema a regra diz que entraria no break out de 3 dias caso o fechamento cruzasse o breakout. O problema é que existem dias que o breakout ocorre, entretanto o fechamento fica abaixo do break.

Então, fui na formula do meu backtest e mudei para que comprasse sempre o breakout quando ocorresse no intra day. Os resultados foram que o sistema piorou os resultados, mas ainda continuava um sistema interessante do ponto de vista de indicadores aceitáveis de acordo com meus parâmetros e objetivos em trading.

Analisando os resultados do backtest eu isolei somente os dias onde o fechamento ficou abaixo do breakout (10% dos trades) e percebi que estes trades eram ligeiramente negativos na somatória, embora alguns fossem lucrativos. Diria que a somatoria dos trades ficava no break even. Então, fui la no código de programação e criei uma regrinha para re-testar o sistema, só para desencargo de consciência. A regra era que caso o fechamento fosse menor que break eu sairia do trade no fechamento ou perto dele. Isto exigiria estar operando ao vivo no fim do pregão e tomar a perda caso isto ocorresse. Esse não era meu plano original, pois a ideia era ajustar minha ordem no máximo 2 vez ao dia no after market.

Todavia, os resultados do backtest disse que o resultado do sistema, por incrível que pareça, PIORARIA, se fizesse isto. Então, a conclusão foi que deveria  manter o plano de comprar sempre o breakout no intraday com uma stop buy order.

“It takes guts to keep buying breakouts and cutting losses quickly.” Ed Seykota

Acontece que para minha “sorte” o primeiro trade tomado foi um com esta característica i.e. fechar abaixo do break. Entretanto, como quero seguir uma filosofia sa de trading eu decidi seguir o meu sistema e cortar as perdas rápido, se necessário, mesmo que isto me irrite. Quando me irritei talvez meu inconsciente queria me avisar quando a perda ainda eh pequena, através do meu sistema.

Desde que entrei o trade foi um sobe e desce. A maior parte do tempo o trade ficou no negativo. Mesmo sendo stopado, estou disposto a seguir as regras do sistema, mesmo sabendo que na eventualidade do fechamento ser menor que o break a chance de ser um perdedor é maior do que se fechasse acima.

Isso me faz lembrar uma quote do Ed Seykota

“The trend following strategy does not anticipate anything. The trader might anticipate a top or a bottom, and stick to his system anyway.” Ed Seykota

Assim, no momento que fiquei irritado que o trade ficava no zig zag e quase sendo whipsawed respirei fundo e olhei para minha check list com relação aos meus axiomas.

–          O sistema foi desenvolvido por mim? (YES)

–          O sistema tem uma expectativa positiva? (YES)

–          Eu posso lidar com o MAXIMO DD? (iiiiYYYES… vamos ver)

–          Tem boas regras de gerenciamento de risco e position size? (YES)

–          É um sistema de trend following? (YES)

–          É um sistema que corta as perdas rapidos e deixa o lucro fluir? (YES)

Então não preciso fazer mais nada alem de STICK TO MY SYSTEM sem tentar adivinhar o futuro e celebrar os lucros e as perdas, sabendo que fazem parte do processo. Só preciso seguir a tendência e ir com o fluxo

“ By definition, if you make money in the markets, you are on the right side of a trend.” Ed Seykota

No momento estou negativo 1%, gracas a minhas regras de money management ainda tenho 99% do meu capital pra operar o próximo trade e seguir o meu sistema.

“When you finally decide that you are responsible for your own life—for what has happened in the past—you will find that you get an immense rush of freedom” Van K. Tharp

Clip: http://daveanddawncook.com/wp-content/uploads/2010/04/Follow-the-rules.jpg

Nota Importante: Este não é um site comercial e não tem o intuito de lucrar per se. Dou credito a Ed Seykota todo conteúdo citado do seu website  (http://www.seykota.com). The Trading Tribe FAQ site is copyright (c) Ed Seykota, 2003 – 2011. O artigo acima não pode ser em hipótese alguma considerado como uma recomendação de investimento. Velaepavio é apenas um blog de trading que me permite  compartilhar meus pensamentos e opiniões pessoais com o intuito de desenvolvimento pessoal e de quem estiver interessado a ler meus pensamentos que são opiniões pessoais. Velaepavio não é um agente de investimento registrado e autorizado a dar conselhos sobre investimento. O artigo não leva em consideração circunstancias financeiras pessoais dos leitores. Lembre-se que investir e operar no mercado é arriscado, podendo ocorrer perda significativa de capital num montante igual ou maior que o investimento inicial, caso instrumentos de alavancagem sejam usados. O artigo é propriedade intelectual de velaepavio e apesar de poder ser compartilhada livremente caso o uso for não comercial e com o consentimento do autor caso tenha interesse comercial, estando sujeita a leis de direitos autorais internacionais e locais.

20 Comments

Filed under Independencia Financeira, Jornada, Psicologia de Trading, Vela's Beliefs

Obrigado 5000

A quase dois anos eu venho estudado incansavelmente sobre o assunto trading, eu estudo ainda, e nesta busca pelo conhecimento e o que fazia sentido, aprendi coisas que nunca tinha percebido, mesmo tendo vivido neste mundo algumas décadas e digo que tive vários momentos de ahas!! nos últimos dois anos lendo vários livros, web sites, fóruns, blogs e etc.

Então, pensei em começar este blog como uma forma de retribuir um pouco o que aprendi com muitas pessoas, mas além de compartilhar meu conhecimento estava também pensando em estruturar meu pensamento e ajudar a si próprio. No final eu acabei sendo o maior beneficiário do blog.

O motivo do blog não foi pra ganhar dinheiro tendo o blog como um meio, mas via como uma  forma de melhorar o meu próprio trade e reforçar as coisas que acredito sobre trading.

Queria aproveitar a ocasião que o blog atinge 5000 page views, o que é muito pouco pra dizer que é um blog bem sucedido, embora ache algo significativo comparado com minhas expectativas iniciais que alias não tinha nenhuma. Então queria para fazer uma pausa de agradecimento aos responsáveis por estas 5000 page views.

Acho que os responsáveis são:

– O Hugo Teixeira do Senhor Mercado, que aliás tem um blog EXCELENTE. Lembro que já tinha começado o blog há umas 3 semanas e estava procurando um blog em português que estava falando de coisas que queria falar como trade systems, gerenciamento de risco e as coisas que acho importante nos livros que li sobre como operar no mercado. Confesso que muito trafego que vem aqui pro Velaepavio vem lá do Forum Senhor Mercado que aliás tento ser bem presente lá, mas ultimamente anda meio parado. O pessoal anda ocupado… até mesmo o Hugo deu uma sumida.

– Pessoal do infomoney que colocou o meu blog no blog roll da comunidade. O que acaba trazendo um certo trafego aqui pro blog. Costumava ser melhor, mas foi bem importante no começo.

– Todos os leitores assíduos do blog que de vez em quando fazem comentário que acho que são muito importantes pra dar feed-back. Isso significa que as pessoas não somente clicam no meu site por estar atrás de assuntos de trading e trading system, mas elas lêem os posts e comentam. Valeu galera!!

E é lógico todos os responsáveis que me inspiraram e me direcionaram pra onde estou hoje.

Acho que a primeira semente que foi lançada foi uma video aula que assisti no Informed Traders do David Waring. Se quiser ver o video onde tudo começou veja aqui. Isso foi há menos de dois anos atrás onde não sabia o que era candle stick (vela e pavio). Alias sabia, mas achava baboseira, pois era um cara puramente fundamentalista.

Neste curso de análise técnica que o David W. falou de um cara chamado Van Tharp e o livro Trade Your Way to Financial Freedoom.

Nesta mesma busca eu encontei o David Jenyns que me ajudou na parte de trading no começo. Explicando a parte de position size, risk management e etc.

Assim por diante os principais autores que gostaria de agradecer aqui: Van Tharp, Jack Schwager e Michael Covel.

E os traders que me inspiram e que sou fã:

Jesse Livermore, Gerald Loeb, Nicholas Darvas, Chuck LeBeau, Richard Dennis, Willian Eckard, Curtis Faith, Marty Schwartz (minha entrevista preferida no Market Wizard), Ed Seykota e Paul Tudor Jones.

Acho que estes são os que me marcaram mais e consigo lembrar de cabeça.

Acho que o blog tem bastante conteúdo e tudo que sei sobre trade eu escrevi aqui, pelo menos as coisas mais relevantes que acho importante que todos precisam saber. Não o que escreva seja a verdade absoluta sobre trade, pois não acho que alguma exista, mas existe a que tem a ver com suas crenças. E este blog está cheia delas.

Gostaria de escrever mais, mas acho que preciso no momento focar em outras coisas para o meu desenvolvimento pessoal como trader, além de escrever, que toma tempo. Vou me disciplinar mais em seguir a minha rotina para ser mais bem sucedido em trading, pois ainda tenho que ter meu trabalho diário tempo integral para trazer a minha renda, mas meu objetivo é ser trader full time. Sei que se focar mais no meu desenvolvimento pessoal e na minha psicologia eu vou atingir o objetivo mais rápido então terei mais tempo de escrever, que é algo que gosto de fazer.

Então espere eu dar uma sumida do blog, pois vou concentrar mais no meu desenvolvimento e nas pesquisas que ando fazendo no momento.

Também mês que vem meu primeiro filho vai nascer e vou estar bem ocupado e isto com certeza tomará o meu tempo.

Enfim, MUITO OBRIGADO a todos/todas e também a VOCE que está lendo este post neste exato momento. Acho que a gratidão é uma virtude e que gosto de cultiva-la e sei que ela acaba voltando em dobro.

16 Comments

Filed under Jornada, Reflexão

Porque risco é mais importante que retorno

“The probability of an individual trade working out is either 100% or 0% depending on how it actually works” – Ed Seykota, TT-FAQs

Na minha humilde opinião o primeiro passo para ser bem sucedido em trading é entender risco.

Fui por quase um ano um vendedor de fundo de investimento e lembro que uma pergunta comum dos clientes prospectivos.

“Quanto que da a aplicação?”

E é por isso que muitas vezes, ou na maioria das vezes, as pessoas perdem dinheiro no mercado. Minha conclusão é: As pessoas em geral não entendem uma das coisas mais importantes que, pra mim, é o RISCO. Pelo contrario, se iludem na busca do retorno da “aplicação”.

Confesso que era bem mais fácil conquistar um novo cliente, tentando atrai-lo pelo retorno passado de uma certa aplicação, negligenciando, é lógico, o risco envolvido.

Estou batendo na mesmo tecla, pois já falei sobre risco em outros posts e acho importante enfatizar o tópico e coloca-lo de uma outra forma e assim deixa-lo mais claro e também para meu próprio beneficio, deixar ainda mais claro o conceito na minha cabeça.

Vou tentar ser direto e objetivo.

Risco, dentre as mil definições, para mim, no contexto de trading, é a probabilidade de algo dar errado ou não ir como esperado, pois apesar de esperança não ajudar em trading, todo mundo espera sempre o melhor.

Segundo Paul Tudor Jones

“I’m always thinking about losing money as opposed to making money. Don’t focus on making money, focus on protecting what you have”

Veja que ele esta mais preocupado em não perder dinheiro do que em ganhar.

Outros Hedge fund managers como Hugh Hendry também enfatizam a preocupação em NÃO perder dinheiro. Essa é a principal preocupação dele. Mais do que estar focando em ganhar dinheiro.

Até mesmo o value investor Warren Buffet coloca como sua primeira regra: Nunca perder dinheiro e a segunda como nunca esquecer da primeira regra.

Porque? Por que todos os gestores de fundos, traders e value investors que ganham dinheiro no longo prazo estão mais preocupados com risco do que com retorno.

Agora uma vez entendido risco o que tem que se analisar é a relação risco / retorno. Em outras palavras o quanto o trader esta disposto a perder, se as coisas não irem bem, para ter um determinado nível de retorno desejado?

Ai que acho que entra a psicologia em trading. Ninguem gosta de perder e é muito difícil aceitar a perda, mas o pulo do gato em controlar suas emoções negativas quando a perda ocorrer é aceitar a perda, pois ela faz parte no processo de ganhar dinheiro. Isto significa que perder faz parte do jogo e o Ego, que quer ser o Sr. Certo, fica bem educado e domado.

Dito isto, cada pessoa tem um nível de aceitação de perda. Uns aceitam mais outros aceitam menos. Isso não porque alguns gostem de sofrer mais do que outros, pois perder por perder é suicídio, mas aceitar a perda para um possível ganho pode ser bem recompensador. Esta é a parte difícil de entender.

Dai que o desenvolvimento de sistemas de trading podem ajudar, pois o sistema pode te dar uma boa  noção estatística (probabilidade) da relação risco retorno, assim fica mais objetivo a decisão de operar ou não operar um sistema de acordo com os objetivos de retorno e a capacidade de aceitar perdas de cada um.

Pra mim, o sistema ideal é aquele que minimiza meu risco dado um nível de retorno esperado. Eu outras palavras um sistema que quando der errado eu vou perder uma quantia que é aceitável e vai me manter no mercado tentando ser bem sucedido, mas quando estiver certo vou ganhar o suficiente para cobrir minhas pequenas perdas e ainda sobrar um “monte” de grana que me dará um retorno relativamente bom ajustado ao risco envolvido. Sistemas de trend following tem esta caracteristica. Perdem muito frequente e pouco, mas quando ganham salvam a pátria.

Van Tharp chama uma boa relação de risco retorno de idéia de baixo risco, ou seja, um sistema que da uma distribuição de trades onde a somatória dos ganhos é maior que a somatória das perdas. Alem disto, mais ideal ainda é um sistema onde o desvio padrão dos ganhos e perdas é o menor possível e o sistema também de muitas opotunidades de trades. O que chama de exportunity que foi discutido no post:  Pensando em R multiplos

Vou dar um exemplo que as pessoas acabam ocorrendo e entram pelo brejo, por negligenciarem o risco e ter problemas com aceitação de perdas.

O uso de alavancagem, por exemplo, que te permite emprestar dinheiro para aumentar o tamanho de sua posição. Eu sou absolutamente a favor de alavancagem e inclusive um usuário dela, mas pode ser uma bomba atômica, por outro lado.

Um trader pode explodir sua conta rapidinho se não entender risco.

Muitas vezes traders, e não só iniciantes, negligenciam o risco e colocam uma posição muito grande sem stop. Pra mim é o antagonismo do que estou tentando explicar aqui.

Vamos supor o exemplo do trader Zezinho que tem 10,000 reais e quer ganhar 1,000 reais por dia. Um alvo não impossível, mas um pouco ousado e diria irrealista pra quem ta começando com “pouco”.

Enfim, usando um mecanismo de alavancagem ,Zezinho coloca seu primeiro trade na acao WMD4 com uma posição de 500,000 (alavancagem de 50x). Assim, esperando um movimento de 0.2% pra fazer os 1,000. Entretanto, neste primeiro trade a sorte não esta do seu lado e o trade move 2% contra o Zezinho e nesta hora meu amigo ele tem que admitir que ele estava errado, pois os 10,000 foi pro espaço quando a posição for fechada por uma chamada de margem.

Pra finalizar eu quero deixar claro que não sou contra tomar risco. Inclusive acho que o maior risco de todos é não tomar NENHUM risco. Entretanto, o risco é algo a ser dado mais foco que o retorno, inclusive isto ajuda do ponto de vista psicológico.

Acho que o trabalho na pesquisa de um sistema de trading esta em achar estas relações de risco retorno maximizadas e ver se elas adaptam ao seu perfil de aceitação de perda a medida da sua capacidade psicológica de lidar com elas.

10 Comments

Filed under Psicologia de Trading, Reflexão, Trading Plan, Vela's Beliefs

O trade mais lucrativo de todos os tempos

Já comentei aqui no blog sobre alguns dos Market Wizards do livro de Jack Schwager. Sobre caras como Richard Denis que transformou $400 em $200,000,000 e caras como Ed Seykota que fez contas de clientes render milhares de %. Coisas do gênero de aplicação de $5,000 virar milhões em questão de menos de 10 anos.

Esses são excelentes traders que fizeram milhões no mercado e por isso que são considerados Market Wizards. Ao longo de suas carreiras eles fizeram vários trades que somados da estas quantias que fica difícil de acreditar. Tipo quando eu li o Market Wizards pela primeira vez eu dava risada, pois era algo tão absurdo que só rindo mesmo, pra quem achava fazer 130% do CDI um bom rendimento.

Entretanto, neste post quero falar de um trade que redeu bilhões. E não foi uma sequência de vários trades em vários intrumentos, mas uma grande posição que demorou mese pra desenvolver.

Este trade, o maior do século, é coisa absurda. Ele deixa o George Soros, que ganhou algo na casa de 1.1 bilhões em 1992 apostando contra a libra esterlina, um segundo lugar um pouco longe.

O Trade de Soros ficou famoso e depois deste nunca mais ninguém conseguia ultrapassar em uma só tacada, mas em 2007, na maior crise desde 1930, um cara conseguiu não só ultrapassar uma cifra fenomenal de Soros, mas fez em 15x mais.

Não é brincadeira o trade rendeu a casa dos cerca de 15 Bilhões de dolares em 2007. Na calada da noite, enquanto o sistema financeiro estava a beira de um colapso um Hedge Fund Manager, até entao não tão famoso, fez 15 bi no seu fundo.

Se ainda não sabe de quem estou falando eu recomendo a leitura o livro de Gregory Zuckerman – THE GREATEST TRADE EVER.

O Livro é MUITO bem escrito e me deixou cativo até eu terminar. Devorei a leitura e recomendo se você é mais um que se interessa por gênios do mercado financeiro.

O livro também é excelente para entender o que realmente aconteceu na crise que quase evaporou o sistema financeiro mundial.

Falando no cara o nome dele, o cara que papou o trade, é John Paulson. Não vai confundir com o ex-secretario do tesouro Henry Paulson. Antes que me pergunte eles não tem nada a ver um com o outro. Nao são parentes.

Paulson levou pessoalmente estimada bolada de 4 Bilhões na jogada ou 10 Milhões por dia em 2007. Se dividir por 365. Talvez Michael Jordan, Tiger Woods e Ronaldinho combinados conseguem ganhar isso num ano

Enfim, a sacada do trade foi a seguinte.

Existem dois instrumentos no mercado que fez possível este magnifico trade.

CDO – Collateralized Debt Obligation

CDS – Credit Default Swap

Vou tentar explicar de uma forma didatica, assim como foi explicado no livro.

CDO é um pacotão de um monte de hipoteca (divida) que pode ser negociado no mercado financeiro e CDS é o seguro pra esse pacotão caso os devedores não paguem a divida.

O trade consistia na compra de CDSs dos CDOs. Assim, caso o mercado desse um calote nos CDO Paulson receberia o prêmio do seguro avaliado no valor da obrigação da dívida. Sem entrar em detalhes da história a grande sacada desde trade era a ABSURDA relação risco retorno.

Em proporções o preço dos CDS eram absurdamente baratos pela quantidade de CDO em divida que o  CDS estava cobrindo.

A grande sacada foi a seguinte. Se Paulson estivesse errado ele perderia alguns milhões de dólares. Algo na casa dos 100-200 milhões, not a big deal pra quem estava gerenciando alguns bilhões, mas caso estivesse correto, isto é, calote geral no mercado de CDO, OH BOY, ele faria os 15 bilhões.

Ele começou a jogada em 2006 e começou a montar posição comprando o máximo de CDS que pudesse e no começo ele perdia uma grana, mas foi paciente e esperou pro mercado entrar em pânico em 2007.  Nessa época que estava perdendo dinheiro havia uma festa no mercado na outra ponta vendendo CDS e o mercado de CDO era dinheiro barato no mercado. Enquanto todos faziam a festa Paulson comprava CDS a rodo.

Na época o mercado de CDS e CDO não estava muito forte e Paulson fez um bem bolado pra emitir o máximo e socou na outra ponta em clientes do Goldman Sachs, Deutsche Bank e outros. Isso deu até sabatina no Senado Americano.

Enfim se quiser saber mais detalhes sobre o trade recomendo a leitura do livro.

O que queria como lição aprendida é pra nós traders que o importante em trade é achar um sistema que tem baixo risco e alto retorno, seguindo a mesma ideia de Paulson.

Algo assim: se estiver errado o que perder não vai quebrar voce, mas se estiver certo vai fazer uma grana maior do que perderia. Isso Van Tharp chama de low risk ideia, ou positive expectancy system.

5 Comments

Filed under Biblioteca, Reflexão

No que você acredita?

Estes dias, devido a um bate bapo em um forum sobre como operar no mercado. Alias um  muito bom que fica no Site Senhor Mercado.

Alguem perguntou se o livro do Van Tharp “Super Trader” era bom ou nao. Acabei dando la minha opiniao, mas o motivo que queria trazer isto a tona foi que resolvi re-ler o livro. E por sinal foi muito bom. O interessante sobre reler livros como este, sobre principios, é que com mais maturidade acaba-se absorvendo mais o livro. E foi o que aconteceu quando lida segunda vez.

O livro trata muito da parte psicologica, sendo a mais importante em trade na minha opiniao. Acho que trade é uma questão de habilidades emocionais.

Um dos exercicios do livro é fazer um inventario de crencas ou fazer uma lista do que acredita. No final das contas isto influenciara grandemente na parte psicologica, pois lhe dara convicção do que acredita.

A importancia disto tudo esta no FATO que nós, serer humanos, fazemos o que acreditamos NATURALMENTE sem hesitar. Da mesma forma que evitamos a qualquer custo, mesmo que inconscimentemente, aquilo que não acreditamos.

Neste contexto a definição de “verdade” é bem interessante, pois é qualquer coisa que voce realmente acredita.

Exemplo de creças.

“Sair na rua a noite depois das 10:30 é perigoso” = Verdade

“Sair na rua a noite depois das 10:30 NAO é perigoso” = Verdade

“Vender a descoberto é uma forma de especulacao descarada” =Verdade

“Vendar a descoberto eh uma forma de ganhar dinheiro quando o mercado cai”= Verdade

“Analise fundamentalista funciona melhor que analise tecnica” = Verdade

“Analise Tecnica é melhor que analise fundamentalistas” = Verdade

“Bolsa é um lugar perigoso de investir dinheiro” = Verdade

“Trading é um casino” = Verdade

“Ouro é um bom investimento”= Verdade

“Se voce tomar manga com leite voce vai morrer”=Verdade

Percebeu que crencas diametralmente opostas e crencas “nada a ver”  podem ser perfeitamente “verdade”, contanto que voce acredite. Todos nos, queiramos ou nao, seguimos nossas crencas.

As origens destas crenças vem desde que nos formamos como pessoa, no ambiente que vivemos, a escola que frequentamos, os amigos que fizemos, os nossos pais (oh boy), nossas experiencias da vida, os livros que lemos.

Por isso, as vezes evito Foruns de discussao sobre mercado na internet porque voce depara com um monte de cara que acha que sao os donos da “verdade” ou em outras palavras os caras querem fazer voce engolir a crença deles guela a baixo e isso nao leva a lugar nenhum.

Um dos objetivos deste blog é colocar aqui as minhas crencas e como elas me ajudam em desenvolver e melhorar o meu trade. A cada dia percebo que é a unica forma de melhorar o meu trade, pois como disse anteriormente faz me fazer as coisas de forma natural e com convicção. Tipo quando se esta desenvolvendo um sistema, tem que acreditar no sistema para seguir as regras.

Quando comecei minha jornada em trade eu adquiri muitas novas crenças que anulou velhas crencas que tinha sobre trade e mercado. Se leu os post sobre jornada verá que eu mudei de opinião sobre trade. E muito. Ainda estou nesta jornada, mas estou na fase mais de ajustes finos agora, pois acredito que o principal esta bem consolidado.

No principio da jornada eu praticamente estava cego e precisava de uma reforma radical das minhas crencas sobre trading e o mercado. Por exemplo, coisas que antes acreditava e nao estava me levando a lugar nenhum foram eliminadas ou jogadas no lixo e otras NOVAS crencas entraram no meu repertorio.

Apos a leitura do livro do Super Trader resolvi documentar minhas crencas e fazer o exercicio de forma seria.

Assim estou lançando uma nova série de posts chamada: Vela’s beliefs.

Vou cobrir os seguintes pontos

  1. Big Picture
  2. Trading
  3. Conceitos de trade
  4. Melhores traders e no que eles acreditam
  5. Quais os segredos de fazer dinheiro no mercado
  6. Analise técnica e fundamentalista
  7. Noticias e midia
  8. Outros….

Quais sao as suas crencas? Voce ja pensou nisto? Voce não faz ideia de quais são? Quais crenças estão atrapalhando o seu trading e quais estao ajudando ?

Aguarde a serie Vela’s Beliefs.

8 Comments

Filed under Jornada, Psicologia de Trading, Reflexão, Vela's Beliefs