Monthly Archives: July 2013

Como operar milagres

“Do what you can the best you can” Jim Rohn

Um dos últimos comentário no blog um dos leitores me chamou a atenção que Jim Rohn é falecido e que tinha me referido a ele como se ele estivesse vivo. De fato, eu já sabia que ele tinha morrido, mas quando descobri ele gostei tanto que me fez ouvir muito de seus áudios. Assim se está morto ou vivo era irrelevante, pois era como que se ele estivesse vivo. De qualquer forma obrigado pelo aviso.

Ouvido os seus áudios um aspecto que ele discute é a questão de como atingir metas “impossíveis”. O que gosto é a clareza e simplicidade que ele fala como as coisas devem ser feitas.

Entretanto, antes de entrar no detalhe que ele discutiu gostaria de contar uma historia. Não vou usar aqui um exemplo meu só para reforçar o ponto que isto pode acontecer com qualquer um.

Aconteceu com minha esposa que é gerente de vendas e este último ano fiscal (Julho 2012 a Junho de 2013) tinha uma meta de vendas de 19 milhões de dólares. Fazendo uma conta rápida isto da 1.58 milhões por mês.

Então, no final de Junho estava em 17 milhões e com dois funcionários a menos, sendo uma se demitiu e a outra de licença médica. Enfim, tudo estava contra a realização da meta e ela poderia ter usado isto como uma desculpa para relaxar, pois tinha apenas um mês para vender mais 2 milhões com duas vendedoras a menos.

Em situações como esta podemos fazer duas coisas. Se entregar ou fazer alguma coisa.

Nestas horas também tem outras duas coisas que pode fazer:

  • As coisas que pode fazer alguma coisa e;
  • as coisas que não pode fazer nada.

As coisas que você pode fazer alguma coisa você deve fazer o melhor que pode. Já as coisas que não pode fazer nada, você não deve fazer NADA. Isso mesmo NADA. Nesta hora me vem umas palavras de Jesus

“Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal” Mateus 6 : 34

Acredito que nestes momentos de desafios devemos deixar os milagres operarem, pois pra mim é algo que acontece sem muita explicação lógica. Emfim, parece que foi MAGICA.

Desta forma, voltando a historia, ela se concentrou no que poderia fazer, mesmo com toda adversidade a volta. Continuou ligando para os clientes prospectivos, marcando reunião, fazendo o trabalho administrativo,trabalhando horas extras e fazendo o que ela podia o melhor que ela podia.

Interessante que os milagres começaram a acontecer e de duzentos ou quatrocentos mil em quatrocentos mil ela foi ficando mais perto de sua meta.

No último dia preparando o relatório de final de mês e somando o que tinha já vendido na ultimas quatro semanas ela se deu conta que só faltava 150 mil. Já estava feliz que a meta tinha quase batido, mas seria legal que tivesse atingido. Não bestasse ter sido já o melhor mês do ano com toda adversidade o telefone toca.

“Alo”

“Aqui é o Dr. Watson”

“Sim Dr. Watson, como está o Sr.”

“Tudo bem obrigado, então queria fechar aquele contrato e precisa ser hoje”

“Claro claro, deixa ver aqui o seu arquivo” – Quando ela abriu o arquivo ela não acreditou… era um contrato no exato valor de 150 mil

Silencio por 10 segundos

“Senhora… senhora… está me ouvindo… alo… alo…”

Com a voz embargada ela respondeu “Sim… sim… estou aqui” e suspirou e retomou o folego.

Para operar milagres temos que fazer tudo que podemos o melhor que podemos. Quanto a operação de milagres não precisamos fazer nada, pois não cabe a nos operá-los.

 

Andando na água

Andando na água

 

 

2 Comments

Filed under Jornada, Psicologia de Trading, Reflexão, Vela's Beliefs