A volta do “fundamentalista” capitalizado

Digo que da metade de 2000 ate 2004 foram 4 anos de silencio para mim na bolsa (Ibovespa).

Em 2001 perdi meu emprego trabalhando como consultor de estrategia e ja estava 100% em cash e não poderia bancar ariscar na bolsa. Nesta epoca que perdi meu emprego, teve uma pequena recessão no Brasil onde bateu forte em industrias como consultoria, bancos de investimento e empresas de internet. Lembro que na epoca estava todo mundo largando tudo para ir para internet e depois foi mandado embora com 6 meses na nova aventura.

Pra piorar a quebra de Nasdaq teve o ataque terrorista de 9/11. Lembro estar na casa dos meus pais numa terca de manha (acho eu) e o telefone toca. Uma amiga que na epoca morava nos EUA e estava de ferias no Brasil.

Ela : “…. liga a TV…”

Eu: “…. oi…? … porque?”

Ela: “… Estao falando que a Terceira Guerra mundial vai comecar…!”

Eu :“ Annn? Como?”

Ela : “… isso mesmo acabaram de derrubar as torres gemeas em NY estou morrendo de medo que nao vou mais conseguir voltar para os EUA…”

Bom ai voce sabe o que aconteceu na epoca e aqui estamos vivinho sem Terceira Guerra depois de quase 10 anos. Minha amiga hoje mora nos EUA e esta la feliz da vida com sua familia.

Enfim foram periodos dificeis, mas finalmente consegui emprego no ramo de consultoria novamente e foram anos dourados pra mim. Ganhava muita grana para um solteiro com baixos custos. Praticamente 50% do salario ia para meu fundo DI. Vivia no aeroporto, em hoteis e flats de Rio, Porto Alegre e Brasilia. Era uma vida glamurosa. So falava com alta gestao e era rotina reuniao no Board Room. Bom isso aqui nao eh uma auto biografia, entao foco.

Entao, de vez em quando dava uma olhada na bolsa e vi que estava tendo uma recuperacao desde 2003. Lembro que a economia estava bem forte. So um pequeno parenteses: Nao se iluda com corelacao entre bolsa e economia. Nao é tao simples assim e nem sempre a correlação é verdadeira, principalmente no curto prazo.

Enfim, depois de minha experiencia tragica com Embratel estava bem receoso com bolsa e alem disso estava feliz com meu rendimento em DI que me dava 2 % ao mes na epoca. Eu era feliz e nao sabia.

Muito embora, com o passar dos anos o rendimento em DI caiu para menos que 1% ao mes e bolsa estava comecando a ficar interessante. Queria dar mais uma chance para a bolsa, apesar de minhas mas experiencia ruins. Me lembro que a Bovespa de 2000 a 2003 teve um decrescimo de empresas listadas, entretanto em 2004 teve um re-surgimento de empresas se tornando publica e pensei que seria uma boa ideia participar de IPOs (Inicial Public Offering).

Entao comprei 2 acoes que me deram alegria. Natura e Gol. Natura me lucrou ja no primeiro dia coisa absurda. Dobrou. Pena que como a demanda foi muita eu so pude comprar $2000. Gol tambem tinha um troquinho la uns $3000 e rendeu 40% em um pequeno espaco de tempo. E lembro ter comprador um pouco de WEG devido ela ter subido bem com o apagao que deu na epoca, mas assim que comprei ficou de lado, caindo um pouco.

Essa era minha pequena carteira. Hoje olho e vejo que era um cego andando no meio de um tiroteio. Basicamente minha estrategia, pelo menos tinha alguma, era comprar empresas conhecidas que tinha um bom fundamento e potencial de crescimento.

A analise que fazia era ler o prospecto, me convencer que era um bom investimento e colocar a grana pra trabalhar pra mim. Funcionou, pois estavamos no inicio de um longo bull market. Hoje com o benefio da percepcao tardia podemos dizer isto com seguranca. No presente o que podemos dizer com 100% é que apesar te ter coisas bem provaveis de acontecer: Qualquer coisa pode acontecer. Enfim desta vez eu tive sorte e peguei um bom momento no Mercado e ganhei um dinheirinho. Eu tinha um “plano”, mas muito, muito longe do ideial.

Naquele mesmo ano surgiu a oportunidade de comprar um terreno em Atibaia, pois era meu sonho mudar pra la. E nao aguentava mais a loucura de Sao Paulo. Saquei toda a grana do DI, fruto de economias de 3 a 4 anos e imobilizei meu capital. Isso final de 2004.

Mantive minhas ações ja que era “pouco” dinheiro e estava me proporcionando certa alegra.

Ate que em 2005 decidi me mudar para Australia. Foi tudo muito rapido. Em 6 meses saiu o visto de imigracao qualificada e em 2006 estava em Adelaide comecando uma nova vida com alguns dolares no bolso, muita disposicao e duas malas cada um. Eu e minha esposa.

Para bancar parte da viagem liquidei toda minha posicao de acoes.

Pelos proximos 3 anos mais um silencio no Mercado de ações. E bem nessa hora que o Mercado foi pro espaco e eu so olhei de camorete. Estava quebrado sem nenhum capital pra investir. Posso dizer que ai tive azar porque aqui na Australia o mercado estava numa tremenda bull run. Eu so olhava o mercado subir, subir, subir e eu pagando minhas contas.

Pensei, quando esse mercado despencar eu entro… esse dia ha de vir…

3 Comments

Filed under Jornada

3 Responses to A volta do “fundamentalista” capitalizado

  1. joao

    Olá! Mais um post supremo, gosto muito de acompanhar a história dos traders, de certa forma estimulam os iniciantes como eu!!

    Se um dia vc puder mais contar da sua trajetória (de vida mesmo), seria bem legal!

    até logo.

    • Cara nao queria perder muito tempo falando sobre minha vida e falar mais sobre trade e o que esta acontecendo hoje.

      Acho importante entender a jornada, pois a vida eh um constante aprendizado e uma busca para o conhecimento e entender o que rola.

      Isso se chama crescimento pessoal. Mais importante do que o sucesso e o dinheiro em si.

      O significado e a certeza de que faz o que ama eh mais importante do que tudo isto.

  2. Pingback: Lista de todos os posts do Velaepavio « Velaepavio's Blog

Leave a Reply