Meu primeiro Trading Plan (estrategia de operacao)

Na minha percepcao sobre o fundo do poco no mercado, vide post anterior,  eu tracei uma estrategia, bem inspirado no livro: How to Beat the Managed Funds by 20%

Os criterios da estratégia eram os seguinte:

Selecionar no maximo 5 acoes que atuam em setores diferentes que estavam em uma tendencia de alta.

O que o livro fala sobre diversificação é que se voce compra mais do que 5 a 10 ações o retorno da carteira fica praticamente muito parecido com o indice do mercado. Neste caso é melhor comprar o indice ou um fundo de indice que é mais eficiente em termos de custos.

O Ator, como eu, é um advogado da concentração e não diversificação, mas nao vou discutir isto neste post.

Enfim, destas cinco ações o balanceamento inicial do portfólio era 20% por acao com um stop loss de 15%. Quando os 15% for atingido ficar em caixa ou compra a acao que esta mais subindo no portfolio. Simples assim.

Este sistema era mais um que adota o principio.

“Corte suas perdas e deixe o lucro fluir” ou em Ingles: “Cut your losses and let the profits run”.

Eu violei a regra do sistema sobre açoes em tendencia de alta. Acho que na epoca fiquei ancioso e percebi que o mercado estava perdendo força e meio que se consolidando e resolvi tomar o risco. Eu nao recomendo a fazer isto, a não ser que voce honre a principal regra de qualquer sistema, na minha opinião, CORTAR as PERDAS. Segundo o livro uma tendencia de alta era definida se a ação esta fazendo novos altos altos e novos altos baixos nos ultimos 3 meses. Mais sobre isso na parte de analises gráfica do site e no link do curso abaixo.

O meu critério da escolha das ações era totalmente arbitrario e foi o eguinte:

Escolher empresas que pagavam mais que 5% em dividendos. Com um balanco “solido”. Meu raciocinio era o seguinte. Se estas empresas com bom fundamentos cairam em media 50% em 6 meses e pagam mais de 5% em dividendo na pior das hipoteses eu ganho mais que renda fixa que na epoca estava dando 3% devido aos drasticos cortes do Banco Central Australiano com a Global Financial Crises (GFC).

Atenção que essa nao eh minha estrategia hoje, mas pelo menos foi um primeiro passo pra me levar onde estou hoje. Continue lendo que voce vai entender.

Fui lá em comprei $1000 de cada ação no dia 20 de Fevereiro de 2009. No primeiro dia todas subiram um pouco. Tinha colocado um Stop Loss de 15%. Ai as empresas comecaram a cair, cair, cair. Pensei: PRECISO SEGUIR O MEU PLANO. Ai esta um dos primeiros trejeitos de um bom trader. SEGUIR O PLANO uma vez ele traçado.

Aguentei firme quando eu estava pra colocar minha ordem de venda no Mercado ele comecou a virar de forma violenta e logo estava no lucro no final de marco. O fundo do poco foi 6 de marco. Apenas 2 semanas depois que entrei no Mercado. E vi acoes subirem 10, 20 ate 100% do meu preco de entrada em questao de 5 meses. Eu me arrependi so de ter colocado só $5000. Poderia ter colocado $50000 e estar dando risada.

Nessa epoca entao se intensificou minha pesquisa e comecei a ler todos os livros de investimento da biblioteca. Teve um em particular que causou a grande VIRADA. Foi Trading Secrets de Louise Bedford. Basicamente é um livro focado em um estilo técnico de trading aliado a um trading plan. Eu recomendo a leitura.

Eu sempre foi cetico a ser tecnico, sempre fui um cara intelectual e fundamentlista. Um dos motivos que pedi demissão na Hedging Griffo e fui para consultoria é que trabalhar e ser bem sucedido na área comercial não exigia um desafio intelectual. E isso me deixava pra baixo na época.

O que importava pra mim era os fundamentos. Ser tecnico na GV era meio que uma heresia, mas mais uma vez meus olhos comecaram a se abrir para novas perspectivas.

Vi que análise tecnica fazia total sentido. Não que analise fundamentalista seja asneiras porque, na minha opinião, tanto uma quanto a outra fazem sentido. Elas são apenas duas estratégias diferentes de fazer dinheiro no mercado. O importante é saber como que cada estretégia funciona e seguir as regras.

Então, na internet comecei a pesquisar e encontrei um bom site sobre trading education (informed traders). Lá tem excelentes cursos gratuitos. Se você entende Inglês eu recomendo. Acho bobagem comprar cursos de analise tecnica basica como eu comprei um brasileiro da Kaeme Brasil e me arrependi. Não que o curso seja ruim, mas tem coisa melhor e de graça na internet como o link acima.

Um parenteses: Nao se iluda que analise tecnica é a resposta pra tudo:  não é.

Analise técinica é apenas uma parte importante, mas não a mais importante.

Com a leitura deste blog voce vai entender o que estou de falando. É que não quero te inundar com informação logo no começo, pois tem assunto pra muito post ainda. O intuito do início do blog é contar sobre minha jornada e como que uma coisa levou a outra pra chegar onde estou hoje. Isso não significa que cheguei em um lugar e vou ficar aqui. A jornada ainda continua.

Enfim voltando a onde estava, essa foi a epoca que comecei a me aprofundar em analise tecnica. E comecei a ler tudo o que podia.

Assistindo um cursos de analise tecnica no site Informed Traders e em particular no modulo 7 sobre positioning size teve uma frase que me chamou a atenção que era a chamada do video: O que separa os vencedores dos perdedores.

Neste modulo me deparei com um nome que citaram algumas vezes. Van K Tharp. E comecei a pesquisar sobre ele.

Nesta epoca foi mais ou menos em Julho de 2009 e minha carteira estava bombando e a bolsa estava no maior rally da história, so que ao mesmo tempo percebi que quanto mais lia, eu me dava conta que menos eu sabia e que minha primeira estratégia, apesar de ter sido importante no aprendizado não ia me levar muito longe, pois eu queria mais do que bater os fundos por 20%. Meu objetivo era viver do meu lucro de trading e ter independência financeira.

Então decidi vender todas minhas ações e ir pra caixa 100% novamente. Foi ai que entrei no processo de imersão em leitura, estudo e achar o que fazia sentido pra mim em trading.

1 Comment

Filed under Jornada, Trading Plan

Pesquisa e novas descobertas

Em 2008 ja estabilizado na Australia, emprego e visto e tudo tranquilo. Nesta epoca o mercado de trabalho estava muito aquecido e tinha acabado de mudar de emprego. Estava ganhando relativamente bem e juntando dinheiro para comprar uma casa ou pelo menos dar a entrada e levanter uma hipoteca, digamos, grande.

O que me lembro desta epoca, nao muito tempo atras, ‘e que neste novo emprego, que comecei em Julho de 2008 tinha um grafico do AUD/USD na intranet. O meu trabalho era de analista financeiro e planejamento de compras e como importavamos 80% das mercadorias, cambio era muito importante. Todo dia eu chegava no escritorio e percebia que o grafico que vinha subindo nos ultimos 3 anos, ate entao, comecou uma queda brusca.

Quando mudei pra Australia em marco de 2006 o cambio AUD/USD estava em torno de 75c e em Julho de 2008 estava em 98c e em todo este periodo foi uma subida quase que constante e devagar para cima.

Enfim, estou contando isso para dizer que esses eventos foram as faiscas que fez resurgir meu interesse pelo Mercado, mas comecou mais ou menos na interacao com este grafico.

Lembro que algumas fichas comecaram a cair e os neoronios a fazer conexoes. Basicamente eu pensei que deve existir algum jeito de lucrar com estes movimentos de preco que sobem e descem durante longos ou curtos periodos de tempo.

Nesta mesma epoca o noticiario de Wall Street nao era muito poromissor. Bear Sterns tinha quebrado no primeiro semester e havia rumores de uma crise no Mercado imobiliario nos EUA desde 2007. Outro boato eh que com o fim das Olimpiadas em Pequim a China tambem ia dar uma desacelerada.

Ja se falava em recessao nos EUA em 2008/2009. Em agosto o preco do AUD que estava sempre firme em direcao a paridade ao USD comecou a cair mais rapido que o normal. Eu vi o negocio indo de 98c pra 88c muito rapido. Quando chegou setembro as coisas comecaram a piorar em Wall Street. Fannie Mae e Frad Mac com problemas e a bolsa bem tensa e o cambio, caindo e caindo. O Mercado de bonds pirando. Finalmente chegou a hora da verdade em que deixaram o Lehman Brothers  quebrar. Foi um Deus nos acuda. A bolsa comecou a despencar e o AUD foi pra uns 60c.

Pra mim que estava 100% em cash todo o movimento e o panico no Mercado foi “boa noticia”. O dinheiro que “deixei” de fazer por nao estar na bolsa de 2006 a 2008 devido a ter outras prioridade, como adaptar em um novo pais e comecar um novo pe de meia, passou a ser inexistente. Os precos das acoes no final de 2008 estavam em niveis de 2006, em alguns casos mais baratos que os precos de 2003 que foi quando o bull market comecou liderado pelas empresas de mineracao.

Oh Boy! Era hora de intensificar minha pesquisa. Nao podia ficar fora quando o negocio comecar a subir novamente. Como era um cego em terra de pessoas com 3 olhos eu comeci a pesquisar de varias fontes. Comecei a ler o Financial Review (a Gazeta Mercantil da Australia) todo final de semana. Comprava a Smart Investor magazine e fui na minha biblioteca local pesquisar alguns livros sobre o Mercado.

Peguei 2 livros emprestado:

Vou fazer uma sessao aqui no Blog sobre minha biblioteca com minha revisao de livros e qual minha recomendacao de leitura em ordem de prioridade e preferencia.

Estes livros, citados acima, nao sao a base do meu trading hoje, muito embora, eles falaram muito comigo na epoca. Acho que uma coisa foi levando a outra. Foi um processo que comecou dentro da minha mente onde muitas crencas sobre o mercado comecou a ser desafiada e minha perspective sobre o Mercado comecou a mudar. E mudar pra melhor.

Lendo estes dois livros eu pela primeira vez tinha um plano e um objetivo de investimento. Coisas do tipo que acao comprar, quando, quanto, stop loss, etc. Que vou entrar em detalhes mais pra frente o que é um trading plan.

Nessa mesma epoca abri minha conta numa corretora e comecei a acompanhar o Mercado quase que diariamente. Em um dos livros tive meu primeiro contato com conhecimentos basicos de analise grafica que pra mim até entao era uma heresia. Como assim um cara com fortes conhecimentos de financas e valuation vai tradar olhando pra gráfico, mas por incrivel que pareca a estrategia do livro “How to Beat….” dizia que olhar o gráfico era imporante.

Percebi então que o Mercado ainda persistia em uma tendencia de baixa, olhando o candlestick, ate o final de 2008 e fazendo novos baixos (new lows). Veio 2009 e os precos comecaram a cair em Janeiro, mas parece que Fevereiro ja nao caiam com  tanta intensidade. Parecia que estava chegando no fundo do poco e meio de lado.

2 Comments

Filed under Jornada

A volta do “fundamentalista” capitalizado

Digo que da metade de 2000 ate 2004 foram 4 anos de silencio para mim na bolsa (Ibovespa).

Em 2001 perdi meu emprego trabalhando como consultor de estrategia e ja estava 100% em cash e não poderia bancar ariscar na bolsa. Nesta epoca que perdi meu emprego, teve uma pequena recessão no Brasil onde bateu forte em industrias como consultoria, bancos de investimento e empresas de internet. Lembro que na epoca estava todo mundo largando tudo para ir para internet e depois foi mandado embora com 6 meses na nova aventura.

Pra piorar a quebra de Nasdaq teve o ataque terrorista de 9/11. Lembro estar na casa dos meus pais numa terca de manha (acho eu) e o telefone toca. Uma amiga que na epoca morava nos EUA e estava de ferias no Brasil.

Ela : “…. liga a TV…”

Eu: “…. oi…? … porque?”

Ela: “… Estao falando que a Terceira Guerra mundial vai comecar…!”

Eu :“ Annn? Como?”

Ela : “… isso mesmo acabaram de derrubar as torres gemeas em NY estou morrendo de medo que nao vou mais conseguir voltar para os EUA…”

Bom ai voce sabe o que aconteceu na epoca e aqui estamos vivinho sem Terceira Guerra depois de quase 10 anos. Minha amiga hoje mora nos EUA e esta la feliz da vida com sua familia.

Enfim foram periodos dificeis, mas finalmente consegui emprego no ramo de consultoria novamente e foram anos dourados pra mim. Ganhava muita grana para um solteiro com baixos custos. Praticamente 50% do salario ia para meu fundo DI. Vivia no aeroporto, em hoteis e flats de Rio, Porto Alegre e Brasilia. Era uma vida glamurosa. So falava com alta gestao e era rotina reuniao no Board Room. Bom isso aqui nao eh uma auto biografia, entao foco.

Entao, de vez em quando dava uma olhada na bolsa e vi que estava tendo uma recuperacao desde 2003. Lembro que a economia estava bem forte. So um pequeno parenteses: Nao se iluda com corelacao entre bolsa e economia. Nao é tao simples assim e nem sempre a correlação é verdadeira, principalmente no curto prazo.

Enfim, depois de minha experiencia tragica com Embratel estava bem receoso com bolsa e alem disso estava feliz com meu rendimento em DI que me dava 2 % ao mes na epoca. Eu era feliz e nao sabia.

Muito embora, com o passar dos anos o rendimento em DI caiu para menos que 1% ao mes e bolsa estava comecando a ficar interessante. Queria dar mais uma chance para a bolsa, apesar de minhas mas experiencia ruins. Me lembro que a Bovespa de 2000 a 2003 teve um decrescimo de empresas listadas, entretanto em 2004 teve um re-surgimento de empresas se tornando publica e pensei que seria uma boa ideia participar de IPOs (Inicial Public Offering).

Entao comprei 2 acoes que me deram alegria. Natura e Gol. Natura me lucrou ja no primeiro dia coisa absurda. Dobrou. Pena que como a demanda foi muita eu so pude comprar $2000. Gol tambem tinha um troquinho la uns $3000 e rendeu 40% em um pequeno espaco de tempo. E lembro ter comprador um pouco de WEG devido ela ter subido bem com o apagao que deu na epoca, mas assim que comprei ficou de lado, caindo um pouco.

Essa era minha pequena carteira. Hoje olho e vejo que era um cego andando no meio de um tiroteio. Basicamente minha estrategia, pelo menos tinha alguma, era comprar empresas conhecidas que tinha um bom fundamento e potencial de crescimento.

A analise que fazia era ler o prospecto, me convencer que era um bom investimento e colocar a grana pra trabalhar pra mim. Funcionou, pois estavamos no inicio de um longo bull market. Hoje com o benefio da percepcao tardia podemos dizer isto com seguranca. No presente o que podemos dizer com 100% é que apesar te ter coisas bem provaveis de acontecer: Qualquer coisa pode acontecer. Enfim desta vez eu tive sorte e peguei um bom momento no Mercado e ganhei um dinheirinho. Eu tinha um “plano”, mas muito, muito longe do ideial.

Naquele mesmo ano surgiu a oportunidade de comprar um terreno em Atibaia, pois era meu sonho mudar pra la. E nao aguentava mais a loucura de Sao Paulo. Saquei toda a grana do DI, fruto de economias de 3 a 4 anos e imobilizei meu capital. Isso final de 2004.

Mantive minhas ações ja que era “pouco” dinheiro e estava me proporcionando certa alegra.

Ate que em 2005 decidi me mudar para Australia. Foi tudo muito rapido. Em 6 meses saiu o visto de imigracao qualificada e em 2006 estava em Adelaide comecando uma nova vida com alguns dolares no bolso, muita disposicao e duas malas cada um. Eu e minha esposa.

Para bancar parte da viagem liquidei toda minha posicao de acoes.

Pelos proximos 3 anos mais um silencio no Mercado de ações. E bem nessa hora que o Mercado foi pro espaco e eu so olhei de camorete. Estava quebrado sem nenhum capital pra investir. Posso dizer que ai tive azar porque aqui na Australia o mercado estava numa tremenda bull run. Eu so olhava o mercado subir, subir, subir e eu pagando minhas contas.

Pensei, quando esse mercado despencar eu entro… esse dia ha de vir…

3 Comments

Filed under Jornada

O primeiro contato, choque e o silêncio

Estava aqui tentando lembrar quando foi a primeira vez que entendi o conceito de bolsa de valores. Acho que este é o primeiro contato que temos com o Mercado. Nao consigo dizer precisamente quando foi, mas eu acho que foi assistindo uma novela na Globo. Pela pesquisa aque fiz deve ser Brega e Chique onde uma personagem interpretata por Gloria Menezes (Rosemere) era muito rica e alguma coisa tragica aconteceu em um episodio em que ela perdeu toda sua fortuna, ou pelo menos grande parte dela, na bolsa. Deve ser isso mesmo porque a novela é de 1987, onde ocorreu uma quebra mundial nas bolsas neste ano.

Tinha 11 anos na epoca e tive dificuldade de endender como que alguem perde uma fortuna em algo chamado bolsa de valores da noite para o dia. Me lembro da cena onde ela estava na sala de estar, tinha uma escada ao fundo e ela andava de um lado para o outros segurando uns papeis na mão e falando num telefone sem fio.

O que me lembro é que na epoca perguntei pra minha mãe e ela tentou me explicar eu acho que meio que entendi, mas nao ficou claro.

Confesso que não é um conceito facil de explicar para um menino de 11 anos. Depois um dia fui no banco com minha avó que ela foi vender umas ações que meu avo tinha da Duratex. Era bastante dinheiro para um menino, lembro um pedaço de papel com o preço da ação X a quatidade = Muito dinheiro.

Logico com o tempo eu fui entendendo o conceito. Que ação nada mais é um pedacinho de uma empresa que é negociado em um mercado público.

Enfim eu finalmente decidi estudar administração de empresa na GV e não demorou muito para decidir que a área que queria me especializar era mercado financeiro e finanças. Eu fiz todos os cursos que podia sobre finanças e sempre era certa referencia na classe quando o assunto era mercado financeiro.

Entretanto, não era bem sucedido nas competições de investimento. Eu não fazia muito dinheiro senão perdia dinheiro na media.

Fui trabalhar no mercado financeiro em uma posição de back office e nunca realmente consegui uma posição de operador que era o que queria. Primeiro foi no Banco Patente, meu primeiro emprego. Na verdade aprendi a mexer no excel e quatro pro, mas operar no mercado mesmo, ainda continuava um mistério pra mim.

Lembro que na mesa de operação tinha so engenheiro do ITA. Mesmo formado pela GV me sentia desqualificado para entender as contas que eram necessárias para fazer dinheiro. Na epoca, meados de 1998. O que estava em voga era fisica quantica para operar no mercado. O LTCM dos nobeis Black and Sholes era o Holy Grail do investimento. Operar em opções era o OH do Borogodo!

Como era muito cauteloso e ainda tinha aquela figura na cabeça da Gloria Menezes perdendo dinheiro no mercado eu me sentia seguro investindo em DI. Em 1998 nas vesperas da re-eleição de FHC tava dando quase 60% ao ano quase sem risco. Praque correr risco na bolsa e ficar fazendo conta de calculo tensorial?

Enfim, fui passar 6 meses nos EUA em Cleveland Ohio e percebi que pessoas idiotas estavam fazendo grana na bolsa. Lembro conversando com um cara na cafeteria e dizendo quanta grana tinha feito em Yahoo. Mal sabia que estava surfando numa das maiores bolhas da história.

Voltando ao Brasil fui procurar emprego em finanças e acabei aterrizando na Hedging Griffo Asset Management em uma posição no comercial. Acabei sendo contratado porque viram potencial no meu sobrenome.

No HG fiz o meu primeiro trade. Lembro muito bem. em 1999 a bolsa bombando com a euforia da internet nos EUA. Lembro que não tinhamos nehuma empresa de internet como a Yahoo na bolsa, entao qualquer empresa que tinha alguma relação com internet estava explodindo.

Fui la eu e comprei Globo Cabo (NET). Acho que dobrei meu pequeno capital de 3000 reais em 2 a 3 meses. Pensei. Esse negocio é o bicho.Se continuar assim antes dos 30 faço meu primeiro milhão.

No começo de 2000 já estava pensando no meu segundo trade e olhei pra Embratel. Po… empresa promissora no ramo de internet. Nao lembro o preço mas estava mais ou menos uns 40 reais. Fui la em soquei 3000 pra olhar meu lucro em globo capo começar a evaporar. A ação caiu pra uns 20 reias com a quebra da bolsa da Nasdaq. Pensei. AGORA QUE ESTA BARATA MESMO. Fui la e comprei mais uns 2000. Ai que o negocio pioriou. A acao, caiu, caiu, caiu. Ai la da epoca do Patente, lembrei que o pessoal falava que tinhamos que uma hora ou outra. Take the Loss ou realizar a perda.

Enfim a dor era tanta que eu vendi tudo quando o negócio estava chegando perto de 10 reais. No final acho que a ação parou de cair quando bateu 4 ou 5 reais.

Na HG digo que ralei e captei alguns cliente, aprendi bastante, mas vi que aquilo não era a minha praia, precisava de um desavio intelectual. E acabei não vendo espaço para ir para a mesa de operação. Talvez não tenha sido muito persistente e fui atraz do low hanging fruit e fui trabalhar em consultoria de estratégia pelos próximos 4 anos.

Lição aprendida. Meu dinheiro voltou tudo pra DI e fiquei por um grande periodo em silêncio.

Lembro que olhava o Ibovespa indo de mal a pior no começo dos 2000 e meu dinheirinho rendendo legal no DI.

1 Comment

Filed under Jornada

Bem Vindo ao Vela e Pavio

Este blog tem o intuito de descrever minha jornada no aprendizado em trading. Apesar deste ser o principal objetivo, tem muito mais o que tirar daqui. Quero manter este como meu foco, mas o céu é o limite.

É minha intenção aqui no blog contar um pouco desta jornada. Antes de entrar nos detalhes da minha visão do que é trading com sucesso vou contar o que passaou na minha cabeça nesta longa caminhada. Onde tudo começou e  onde estou neste momento. Se você que está lendo este post e tem interesse em trading seja bem vindo. Tenha paciencia, me de uma chance, sei que não vai se arrepender.

Espero, não somente que aprenda sobre trading, mas que também possa servir de inspiração para a sua própria jornada.

Meu intuito aqui não é apresentar o certo ou o errado, mesmo porque eu acredito que isso não se aplica a trading. Nao existe uma única estratégia mágica vencedora, ou o que falam de “Holy Grail”. Entretanto, existem principios importantes que aprendi em minha jornada que tem sido um break through na minha vida e em meu trading. Esses principios, que é o que quero contar aqui, não são as receitas magicas, que já de antemão digo: não existem

Por incrivel que pareca, é muito comum dois traders bem sucedidos discordarem em metodos de trading e sistemas, entretanto eles tem algo em comum que explica o sucesso de ambos. E isso que quero focar aqui e colocar você na direção certa, deixando voce ter a total liberdade de tirar suas próprias conclusões do que é melhor para voce.

Peço que mantenha a mente aberta para novas ideias e desafie suas crenças atuais.

Tenho certeza que será uma caminhada de sucesso.

Bem vindo !

4 Comments

Filed under Jornada