Market Wizard – Michael Marcus

“The most important question a person can ask is, “Is the Universe a friendly place?” – Albert Einstein

Sem sombra de dúvida o livro que me deixou paralisado foi Market Wizard de Jack Schwager.

Livro recomendado na lista do Trade Your Way to Financial Freedom do Van Tharp.

O livro é uma coletanea de entrevista dos melhores traders do mundo. Pessoas reais que são considerado magos do mercado devido aos ganhos percentuais absurdos.

Até então eu só acreditava que seria possível atingir retornos de 10 a 12% ao ano consistentemente com uma estrategia buy and hold, comprando ações e se descontar a inflação este ganho chega a ser de apenas um digito.

Então quando leio Market Wizard percebe-se que existem traders, pessoas reais, que transformaram quantias como $400 em $200,000,000 ou $5,000 em $12,000,000. Ganhos consistentes de mais de 100% ao ano em um período de mais de 10 anos. Pessoas que fizeram fortunas e perderam fortunar no mercado.

Se ainda não leu o livro. POR FAVOR LEIA. É o livro mais importante para formar o seu estilo de trading.

Neste tom que queria lançar uma série de posts sobre os Markets Wizards para revisitar os meus Market Wizards preferidos. São traders que procuro adotar um pequeno aspecto deles que sintonizam com minha personalidade.

Hoje começo por Michael Marcus e coloco aqui os meus insights ao re-ler sua entrevista esta semana.

 Michael Marcus começou sua carreira com uma analista de commodities numa corretora de valores e já desenvolveu aquele gosto pelo mercado, entretanto nos primeiros anos como trader so tomou porrada. Perdeu muito dinheiro e quebrou umas 3 vezes, emprestou dinheiro da vó, da mãe e a herança do pai… TORROU TUDO operando no mercado.

Michael Marcus. Fonte: Wikipedia

O problema de Marcus no começo não era acertar o trade, mas na execução e no gerenciamento de risco. Ele tinha um bom tino para o negócio e conseguia operar $2,000 e fazer virar $30,000 ou $50,000 com boas chamadas de mercado, mas depois o dinheiro evaporava na fumaça com cagadas homéricas.

Até que um dia encontrou um cara chamado Ed Seykota que deu umas “dicas”sobre gerenciamento de risco.

A vida de Michael Marcus começou a mudar pra melhor e ele começou a perder menos.

Mas o ponto baixo da carreira de Marcus foi quando ele estava operando soja na década de 70 e resolveu sair da posição, tomando o lucro muito cedo.

Entretanto, o seu amigo, Ed Seykota, que era um trend follower continuou no trade. Cada dia que passava o preço da soja indo pro espaço. Michael Marcus começou a querer literalmente se matar. A cada dia que chegava no trabalho a primeira coisa era entrar no escritório do Ed… O que? Ed estava firme na posição, pois o mercado estava subindo.

Acabou que Marcus ficou TÃO mal que acabou tomando um remédio “tarja preta” que nem foi trabalhar um dia. Até que finalmente a soja parou de subir e a tendencia reverteu e o Ed tomou o lucro absurdamente grande no trade.

A partir deste dia Marcus nunca mais foi o mesmo até hoje é considerado um dos traders mais bem sucedidos da Commodities Corporation que acabou sendo comprado pelo Goldman Sachs em 1997.

Chegou um ponto que os lucros de Michael Marcus era maior que a soma de todos os outros traders somados. Ele competia com caras como Ed Seykota, Paul Tudor Jones, Bruce Kovner, dentre outros. Não necessariamente todos contemporâneos, mas esta era o calibre dos traders da Commodities Corporation.

Agora queria colocar aqui os meus highlights da entrevista que toca fundo no meu coração.

Alinhamento de Fundamentos, Analise Técnica e Sentimento: O estilo de Marcus consistia em encher a mão de ganhar dinheiro quando conseguia alinhar estes três aspectos. Isto indica que Marcus era um trader rules based discretionary. Segundo ele, se ele operasse somente estes poucos trades ULTRA selecionados ele teria feito muito mais dinheiro. Entretanto, como ele gostava de operar ele acabava perdendo dinheiro nos trader em geral, pois ele sabia que não dava em nada e que nem precisava operar e só fazia pelo vício mesmo.

Tamanho da posição: Sabendo da vulnerabilidade e da importância do gerenciamento de risco Marcus apostava bem pouco em trades corriqueiros de vício, mas nos que tudo alinhava ele enchia a mão e colocava uma posição GIGANTE, mas nunca ultrapassava a quantia de 5% do capital total.

Sempre alerta para o inesperado: Marcus desenvolveu um senso muito preciso com relação ao mercado e muitas vezes quando o mercado mexia de uma forma estranha ele preferia sair da posição e depois tentar entender o porque.

Conhecimento de si mesmo: Michael era um excelente trader, mas não tão bom investidor. Ganhou milhões operando, mas perdeu muito investindo em imóveis, comprando aviões particulares e negócios que quebraram. Com o tempo ele reconheceu isto e focou no trading e parou de investir em ativos que não entendia. Acho isto um importante aspecto de conhecer a si mesmo.

Intuição: Um aspecto que se desenvolveu depois de muito tempo operando. Acredita ser bem importante e que todo trader profissional tem. Além disto não só intuição, mas coragem, vontade de vencer, falhar, tentar e continuar tentando quando a coisa está apertada.

Usar STOPS: ESSENCIAL. Se não tem stop ele nem coloca o trade.

Melhor conselho que pode dar a um iniciante: Deixar o lucro fluir e cortar as perdas, pois a única forma de pagar pelo prejuízo que faz no mercado é deixando o lucro fluir.

Hobby: Apesar de trading exigir extrema dedicação, paixão, tempo e concentração, para ser bem sucedido, é necessário se divertir fora do mercado também. Ter um hobby e se divertir com outros aspectos da vida.

Perdas consecutivas: Quando ocorrer a melhor coisa a fazer é diminuir o tamanho da posição e em alguns casos extremos dar um tempo no mercado. Ele mesmo já chegou a ficar 3 a 4 semanas sem operar depois de grandes porradas que levou no mercado.

FX: Operou FX no início da carreira, mas hoje o mercado, segundo ele, está muito manipulado por banco centrais. Deve levar-se em consideração que o livro foi publicado em 1992.

Trend Following: Acredita que apesar de ter sido ÓTIMO ser um trend follower de longo prazo em commodities na década de 1970 acredita que a estratégia esta fadada a tomar muita violinada e só funciona em casos extremos de desbalanceamento de oferta e de demanda. Mesmo ponto a considerar que o mercado sempre muda. Acredito ainda ser válido este comentário, pois trend following tem tomado muita porrada ultimamente. Digo nos últimos 3 anos. Tem sido MUITO difícil e muitos operadores estão esperando um novo período inflacionário para voltar a fazer fortunas nos mercados, como foi “fácil” em 1970.

Small Caps: No momento da entrevista Marcus tem operado mais ações de empresas de pequeno e médio porte, pois segundo ele não são operadas pelos grandes fundos e não recebem muita atenção da mídia, fazendo mais “fácil” operar o comportamento do preço.

Espiritualidade: Pelo menos minha interpretação foi que Marcus passava por um momento mais ZEN e que tem buscado estudar mais sobre espiritualidade e até citou Einstein sobre questionar se o Universo é um lugar amigável.

Enfim, fica aqui minha impressão e as lições deixadas por Michael Marcus. O próximo post será de Bruce Kovner que hoje é um cara que vale mais de 4.3 Bi de dólares e era pupilo de Marcus no início de carreira.

10 Comments

Filed under Biblioteca, Jornada, Psicologia de Trading, Vela's Beliefs

10 Responses to Market Wizard – Michael Marcus

  1. João Corinthiano

    opa…agora sim…toda semana tem post novo :)

  2. Jean

    Baita post! Ta aí um livro que eu quero ler ainda, só não consegui ainda por falta de tempo!

    • Jean

      Tempo apenas uma ilusão ele não existe. O que existe são prioridades.

      Eu sempre digo

      Eu nunca fiz isto, pois não e a minha prioridade.

      Abraço

      Vela.

      • Jean

        Exato, dessa maneira fica muito melhor… estou com prioridades de ler alguns livros diferentes que não tem haver com investimentos e estudando pra provas finais também. Estou dedicando 100% quase do tempo pra isso, manter o foco não é tão fácil. Abraço Vela!

        • Jean

          Não e fácil.

          Uma coisa que ajuda manter o foco e saber o que quer, escrever num papel, listar as tarefa e começar a fazer até vc completar. Não tem segredo.
          Entretanto, não e fácil e nós temos muitas distrações na vida

          O importante e separar o que e importante e que NÃO e importante. Saber o que quer e sempre o primeiro passo.

          Abraço

          Vela

  3. To silencioso mas sempre acompanho o blog.

    Sobre trend following, eu tenho reparado isso. Estamos numa época muito difícil e talvez aquele período inflacionário desde os anos 70 nunca mais volte…fim do padrão-ouro.

    Ultimamente tenho me deslumbrado com Price Action por resumir tudo que é bom em trading: simplicidade, gerenciamento de risco e flexibilidade. O blog do Niall Fuller tem muito material bom.

    Abs

  4. Excelente suas postagens sobre o livro Market Wizard! Não conhecia essa preciosidade. Descobri que o mesmo está disponível em português traduzido pelo Márcio Noronha: http://www.guiainvest.com.br/shopping/produto/default.aspx?produto=100

    Será a minha primeira aquisição para 2014! Valeu pela indicação de leitura!

    • Olá André.

      Este e um livro de cabeceira. A primeira vez que li eu não conseguia parar de ler.
      Parecia conto de fada. Mas e realidade.
      A melhor coisa que faz.
      Abraço e feliz ano novo
      Vela

Leave a Reply