Market Wizard – Bruce Kovner

“Nowadays, everybody is a chartist, and there are a huge number of technical trading
systems. I think that change has made it much harder for the technical trader” Bruce Kovner

 Estas entrevistas com os Market Wizards é uma melhor do que a outra. Caso você já leu o livro eu recomendo re-ler. Eu por exemplo estou re-lendo pela terceira vez. 

O que estou percebendo é que cada vez que leio mais coisa NOVAS absorvo. Lembro que da primeira vez que li o meu queixo caiu com alguns aspectos como os resultados absurdos que os Market Wizards conseguiam. Para mim foi uma total mudança de paradigma.

Este livro foi o que mais me despertou interesse em pesquisar mais sobre trading. O que ocorre é que depois de anos de pesquisa e entender mais o mercado agora estou entendendo melhor o que os traders querem dizer nas entrevistas e estou tendo novas sacadas e novas idéias para melhorar o meu trading.

Bruce Kovner foi discipulo de Michael Marcus. Marcus de cara ele já percebeu que Kovner seria um sucesso. Para começar na entrevista onde Marcus estava a procura de um assistente. Entretanto, depois de entrevista-lo Marcus gostou tanto que quando ligou para oferecer a vaga disse que tinha duas noticias. Uma ruim e uma boa.

A ruim é que ele não seria mais contratado como assistente e a boa é que seria contratado como trader pleno!

Bruce Kovner trabalhou na Commodities Corporation, assim como Ed Seykota, Paul Tudor Jones, Marty Schwartz e Louis Bacon.

Kovner se aposentou do trading em 2011, mas a empresa que fundou em 1983, Caxton Associates, ainda administra cerca de 8 Bilhões de dólares.

Hoje Kovner se ocupa mais com atividades filantrópicas e vive nesta pequena casa na 5a avenida em Nova Iorque. Atualmente está na em #95 na lista dos caras mais ricos dos EUA.

1130 Fifth Avenue, Bruce Kovner Residence. Fonte: Wikipedia

Aqui então vai as minhas sacadas da entrevista que falaram muito ao meu coração.

Intuição e emoções: Quando ele percebe que o mercado está fazendo alguma coisa que está perturbando emocionalmente e não entende o que está ocorrendo no mundo, então, a melhor coisa que faz é fechar todas as posições. Segundo ele, não vale a pena ser pego em uma situação onde se perde dinheiro por não entender o que ocorre no mercado. É importante ter extremo equilíbrio emocional para ser trader, pois os níveis emocionais podem ser fortes demais. Isto porque perder milhões no mercado é algo corriqueiro quando vira um trader grande. Caso tenha problema em perder uma quantia assim, melhor não ser trader.

 Trabalho duro: Uma coisa que aprendeu com Michael Marcus que um dia disse que se ele se “aplicasse nos mercado poderia fazer milhões”. Kovner acredita que se você não trabalhar duro dificilmente será um  trader competente.

Erros: Traders tem que estar dispostos a cometer erros. Não tem nada de errado em cometer erros.

Imaginação e cenários: Traders tem que ter a mente criativa de imaginar possíveis rumos que o mercado pode tomar e ter isto planejado em cada operação.

Treinar traders: Kovner acredita que é possível treinar traders a serem bem sucedidos, mas ele não obteve muito sucesso nesta área. Ele chegou a treinar vários traders e somente alguns poucos acabaram ficando muito bons. Os pontos chaves, segundo ele, foram força [mental], disciplina e disposição de entrar em uma posição que ninguém está confortável em tomar.

Analise técnica vs. Analise fundamentalista: Sem dúvida alguma Kovner é um cara fundamentalista que olhava para o gráfico confirmar o cenários que estava esperando. Kovner faz a analogia do médico com o termômetro. Assim como o termômetro ajuda o médico a diagnosticar a doença a analise técnica ajuda ao trader diagnosticar o mercado, mas os fundamentos são mais importantes, pois são eles que definirão a visão macro e as possíveis direções do mercado. Segundo ele, o trader deve olhar todos os aspectos do mercado que dão uma vantagem competitiva.

Análise técnica é uma boa ferramenta para explicar o passado e não o futuro.

Surpresa: Quando um movimento de mercado ocorre de forma forte e de surpresa, ou seja, ninguém está esperando, então mais provável que o movimento continue numa tendencia. Principalmente vindo de uma congestão. Kovner da exemplos de governos que podem estar atuando no mercado de commodities e ninguém está sabendo, somente os insider. Kovner da o exemplo do governo Russo operando no mercado de grãos.

A mesma lógica vale para o contrário. Quando todo mundo esta esperando algo e algo ocorre, grande chances do mercado reverter. 

Cortar as perdas: Assim como Marcus ele diminui o tamanho das apostas quando está numa sequencia de perdedores.

Sistemas automáticos: Não acredita em sistemas automáticos, pois os mercados estão em constante mudanças. Confirmando seu viés discricionário.

Stops: Antes de entrar em qualquer posição ele já sabe onde vai sair caso as coisas não ocorram como o esperado. O tamanho da posição é calculado baseado em onde está o stop e o stop é colocado de acordo com a analise técnica. O Stop é sempre colocado em um lugar não tão perto da entrada para deixar o trader mais folgado para trabalhar e nem num lugar muito obvio que fará o stop ser executado facilmente. 

Preocupações: A ÚNICA coisa que preocupa ele é mau gerenciamento de risco, de resto NADA preocupa ele.

Forex e 24/7: No momento da entrevista Kovner tinha monitores e telas espalhadas por suas casas. Inclusive a de campo. E durante a noite tinha assistentes monitorando o mercado 24 horas. O assistente pessoal dele era autorizado a acorda-lo somente duas noites por ano. Somente em casos de guerra ou se algum primeiro ministro renunciasse, por exemplo. Isto porque, estes eventos podem causar grandes movimentos no mercado de Forex. Do contrário o assistente tomava decisões nos cenários que eram atualizados semanalmente. Na época da entrevista, cerca de 1990, Forex correspondia 60% do volume operado por ele. O fato de operar 24 horas por dia não incomodava ele, pois estava “no sangue” e ele curtia demais.

Trend Following: Tem a mesma opinião que o Michael Marcus. Trend Folowing foi muito bom nos anos 70 e depois só tomou porrada. Principalmente no mercado de commodities. Vale lembrar que a entrevista foi em 1990 e na época Richard Denis, um grande trend follower estava tomando tanta porrada que resolveu se aposentar depois de perder 50%. Ele acredita que devido a muitos traders usarem sistemas parecidos o mercado está mais vulnerável a falsos break outs.

Conselho para os iniciantes: A coisa mais IMPORTANTE é gerenciamento de risco.

Bruce Kovner. Fonte: Forbes

6 Comments

Filed under Biblioteca, Fundamentos, Psicologia de Trading, Reflexão, Trading Plan

6 Responses to Market Wizard – Bruce Kovner

  1. João Corinthiano

    muito bom…aguardando p próximo.

  2. Jean

    Interessante, ele não acredita em sistemas automáticos e parece não ter interesse em TF. Pelo menos praticamente todos traders sérios concordam no gerenciamento de risco. Muito legal o post!

    • Jean

      Ele não tem interesse no trend following clássico mecânico e sistemático.

      Mas acredito que ele segue tendências usando uma interposição de fundamentos e intuição.

      Abraço.

      Vela

      • Ramses

        Não é incomum estes grandes investidores descrerem da análise gráfica.
        Acredito, no entanto, que eles a tem na cabeça, no “feeling” instintivo por anos de experiência, ainda que fundamentalistas.
        Por exemplo, em entrevista recente (http://exame.abril.com.br/mercados/noticias/estou-torcendo-para-a-proxima-crise-chegar-diz-bilionario?page=5)
        o bilionário Luís Barsi Filho não acredita em gráficos: é futurologia, adivinhação, segundo ele.
        No entanto, mostra ser um excelente trader de curto prazo. Comprou 355 mil reais em Oi e vendeu-as por 404 mil quatro dias depois.Comprou 567 mil reais de Sabesp, à mesma ocasião, e vendeu-as por 590 mil sete dias após.
        Que foi isso, senão um primoroso “swing trader”? Sem gráfico, ou melhor, o gráfico estava na cabeça dele…

Leave a Reply