Expresse-se a si mesmo através do trading

“Empty your mind, Be formless, shapeless, like water. Now if you put water into a cup, it becomes the cup. Put it into a teapot, it becomes the teapot. Now water can flow, or creep or drip or crash. Be water my friend” Bruce Lee

Esta citação é o exato Script da fala de Bruce Lee representando a si mesmo em um papel na seria de TV Longstreet na decada de 70. Provavelmente alguns anos poucos antes de sua prematura morte em 1973 quanto tinha apenas 32 anos.

Bruce Lee nasceu em 1940 nos EUA, por acaso, pois seu pai era ator de opera cantonesa e estava em um tour pelos EUA. Nasceu em San Francisco, CA, mas quando o tour acabou, apesar de vários colegas de seu pai ter ficado em San Francisco a família de Lee volta para as suas origens em Hong Kong.

Foi lá que Bruce cresceu e formou a grande parte de sua filosofia e caráter.

Hong Kong naquela época era um lugar bem perigoso, principalmente nas ruas. Bruce, apesar de viver em uma área afluente e sua mãe pertencer a um Clan rico e ter sido bem educado, acabou se envolvendo em brigas de rua e apanhou. Seu pai, então, decidiu que deveria aprender artes marciais e isto acabou sendo a paixão de Lee por sua vida e através das artes marciais que ele atingiu grande sucesso na vida.

Agora muito conhecem Bruce Lee por seu sucesso nas artes marciais, como cineasta e lógico ator de filmes “toscos” de Kung Fu.

Recentemente eu assisti um video no You Tube sobre um remix sobre Bruce Lee que foi enviado por uma pessoa que sigo no Twitter. Mais abaixo passo o link do vídeo.

Confesso que este vídeo mexeu comigo e vi, vi vi e re-vi Várias vezes e me fez pensar muito. Mas como assim um vídeo do Bruce Lee dando porrada? Sim.

Tanto é que gravei no meu iPhone e ouvia várias veses. Toda vez que ouvia aquilo me colocava pra cima. Ai que está a questão. Não era a imagem em si, mas as palavras que falaram forte pra mim.

Gostei tanto que procurei pesquisar mais sobre Bruce Lee.

Então, assisti a entrevista que ele deu na integra em 1971 no show do Pierre Burton em Hong Kong. O que Bruce falou nesta entrevista que serviu como base para a montagem do vídeo que mencionei acima.

Esta entrevista me fez passar a admirar muito Bruce que pra mim não se passava de um cara que era muito forte e lutava bem Kung Fu e fazia uns filmes de segunda categoria. Confesso que abri minha mente sobre ele e hoje posso chama-lo de MESTRE!

“When the student is ready, the teacher appears” Jedi Yoda

Tem seis pontos na entrevista que me falou muito e acho que tem TUDO a ver com trading.

  1.  Expressar a si mesmo: As artes marciais era uma forma de Bruce Lee expressar-se a si mesmo e seu corpo. Usando as artes marciais como uma metáfora eu posso fazer uma analogia para o trading como uma forma de expressar-se a si mesmo e usar como uma metáfora de transformação e crescimento pessoal
  2. Luta real: A grande diferença de Bruce Lee com os lutadores convencionais de artes marciais é que ele treinava para enfrentar situações REAIS de luta e não simulações e lutinhas de competição onde os lutadores são atores com movimentos ensaiados. E ai ele solta uma frase de efeito “Em uma situação de luta real você tem que treinar CADA parte do seu corpo, baby”. Imagine que no trading é exatamente a mesma coisa. Imagine como operar o mercado como uma situação real de luta. Tem que treinar cada parte do seu método.
  3. Estilo: Lee não acredita em Estilo. Ele sabia vários estilos como Kung Fu, Jiu Jitso, Kick Boxing, Karate e etc, mas ele não ensinava nenhum em especial, pois ele acha que estilos separam a humanidade e limitam o crescimento pessoal. Bruce acredita que cada um deve formar o seu estilo pessoal e pegar de tudo um pouco e fala que este é um processo de crescimento contínuo. Por isso, não acho que devemos bitolar num método como trend following, mean reversion, ou seja lá o que for. Crie o seu próprio. Seja ÚNICO.
  4. Equilíbrio: Lee fala que como o Ying-Wang deve se ter um equilíbrio entre controle (razão) e instinto, pois se desequilibrar de um lado para outro ou vai ser muito mecânico ou não científico. Tai uma dica para aqueles que estão pendendo para ser somente mecânico ou ter um elemento de discrição no trading.
  5. Reflexos: Acho que uma decorrência do ponto 4. Os nossos reflexos devem estar treinados, para quando precisarmos deles. Eles estão. Pra mim isto em trading é saber usar nossa intuição que nada mais nada menos é a experiencia acumulada ao longo dos anos no mercado e as horas de olhar gráficos e testar sistemas. Ele fala em tornar um só com instinto e reflexo. Meio que luta sem pensar e os movimentos vem naturalmente.
  6. Movimento: Não fique parado, mas continue se movimentando. Aqui ele usa a analogia da água que vem da citação do inicio do post. Seja como água meu amigo, continue fluindo, pois água que se move não estraga. Então, fique sempre atento ao seu crescimento, melhorando seu método e atento ao que acontece no mercado que opera. E este último ponto faz me lembrar de uma citação que li na biografia de Einstein que estou lendo:

“Life is like riding a bicycle. To keep your balance, you must keep moving”

Aqui vai o link se quiser ouvir na integra a entrevista. PUTZ tiraram do ar

Mas tem pedacos dele como este aqui…

Entrevista Bruce Lee

E o MELHOR

O Remix

Seja Agua meu Amigo

 

2 Comments

Filed under Uncategorized

2 Responses to Expresse-se a si mesmo através do trading

  1. Achei muito interessante essas idéias de analogia ao trade.

    Até pouco tempo atrás achava que cada pessoa devia operar apenas em um método, eu me identifico um pouco mais com mean reversion só pq percebo mais facilmente os sinais e tenho mais tranquilidade para operar dessa maneira devido aos pontos de stop, etc. Entretanto, ultimamente, montando um plano de operação mais extenso, notei um impulso sereno de querer anotar os sinais que eu vejo claramente em trend following, com isso fiz essas anotações meio com uma sensação de segredo, como se eu não pudesse fazer aquilo, com essa idéia de que o método de cada um deve ser único me sinto mais a vontade por perceber que isso faz sentido para outras pessoas tb.

    Uma coisa que eu venho notando é que da mesma forma que o método é único para cada um, os sinais, stop, etc, tb parecem serem únicos para cada um, pois perdi aquele paradigma de que o MACD precisa cruzar a sua linha de sinal, ou que o +DI precisa cruzar o -DI. O que eu vejo parece que mais ninguém vê (sem querer lembrei de uma música, rs). Se os sinais a serem seguidos fossem esses assim tão fáceis, qualquer adolescente seria um operador, mas cada indicador parece que possui uma infinidade de sinais e padrões particulares para cada individuio.

    • Fala Senna,

      A ideia e esta mesma. Que cada um desenvolve o seu metodo e aos poucos vai evoluindo com ele. Um metodo unico. Nao necessariamente um sistema, mas varios. O metodo constitui em todo o processo de preparacao, pesquisa e melhoria continua. A ideia que quis passar no post foi esta.

      Todos nos temos um sistema lucrativo dentro da gente. Depende de cada um estar disposto a trabalhar ele. E principalmente os aspectos psicologicos envolvidos. Como o mestre Seykota diz que o nosso trading system e nossos sentimentos querem fazer a mesma coisa o problema é que existem barreiras psicologicas que impedem que nos facamos isto. Ou seja fazer o que devemos fazer e isto inclui seguir o metodo. Por isso, as pessoas desenvolvem sistemas lucrativos e nao seguem. Por negligenciarem a parte mais importante.

      Nesta minha fase quero focar bem nesta parte psicológica e tambem sobre o processo de encarar a realidade.

      aguarde

      Valeu

      Vella

Leave a Reply