15 coisas que meu pai me ensinou

“Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor, o teu Deus, te dá.” Êxodos 20:12

 

Este domingo dia primeiro de Setembro é dias dos pais aqui na Austrália e confesso que fiquei um pouco confuso quando mudei para cá em 2006 com esta data.

O dias das mães no Brasil, EUA e na Austrália é sempre no Segundo domingo de maio. 

Entretanto, o dia dos pais é diferente para cada um destes países. No Brasil é no Segundo domingo de agosto, nos EUA o terceiro de Junho e aqui na Austrália o primeiro domingo de Setembro. Vai saber…

Enfim tenho chance de comemorar pelo menos duas vezes por ano.

Há algumas semanas ouvi um sermão que me inspirou muito. O pregador era Allan Meyer. e ele falou sobre um versículo que tinha deveras dificuldade de entender êxodo 20:12 (acima). O negócio era sério, pois está nos 10 mandamentos e sempre me perguntei. Tudo bem meus pais são super legais, mas nem todos são e ai como é que fica, pois mandamento é um principio universal que deve funcionar para todo mundo. Pelo menos para mim que acredito na lei Mosaica com sendo algo inspirado por Deus.

 Bom a questão é simples, primeiro precisamos entender a palavra Honra.

Em hebraico a palavra é Kabad.

Não quero complicar o post, mas um dos mil significados além do respeito e grande estima no Hebraico também significa pesar ou balancear. Imagina uma balança antiga com pesos do dois lados. Acho que este é um dos significados da palavra, ou melhor, levar em consideração os pais e pesar as coisas.

 Ai fica mais fácil de separar as coisas “positivas” e “negativas” dos nossos pais e fazer algo com isto que seja benéfico. 

Assim o filho pode aprender com as duas situações, ou seja, as negativas devemos perdoar, amar e ter compaixão e não repetir o ciclo. Pelo contrário melhorar adotando outros comportamentos como amor, por exemplo. 

Então este sermão que resumi acima em 5 min que me motivou a escrever este post. 

Aqui vão as coisas que meu pai me ensinou:

 1.       Pontualidade: Sempre quando precisava de uma carona ou que alguém me buscasse, seja na escola, no clube ou no shopping gostava que meu pai viesse, pois sei que não importa que ele estava fazendo ele sairia imediatamente de casa e viria me buscar. Então daria não mais do que 10 minutos para ele aparecer. Ou se marcasse um encontro ele sempre chegava antes do horário.

2.       Simplicidade: Meu pai sempre foi uma pessoa simples com relação a posses. Sempre quando viajávamos em família a sua mala era a menor, ele era o que menos gastava e comprava bugiganga e nunca vi ele desperdiçar ou consumir nada desenfreadamente. Também ele tem a capacidade de se relacionar com todas as pessoas de forma simples e inocente sem nenhuma barreira seja com seus empregados, pares, autoridades ou superiores.

3.       Dormir e Acordar cedo: Sempre era o primeiro a dormir e o primeiro a acordar em casa e graças a isto quando morei com ele nunca precisei de preocupar com o despertador para ir para a escola, pois pontualmente era acordado por ele a tempo de me arrumar e tomar café da manhã.

4.       Capitalismo e Liberdade: Meu pai, como empresário, sempre defendeu o capitalismo e o liberalismo e o progresso, da liberdade, do empreendedorismo e lógico contra o retrogrado da mentalidade socialista e comunista que reprime a iniciativa privada e o tratamento igual dos seres humanos.

5.       Que judeus sabem ficar rico: Sempre que mencionei a questão de que quero ser um trader, investir e especular ele acha que estou querendo ser como os Judeus ou que quero virar um. Eu sinceramente acho isto um tremendo elogio, pois os judeus sabem como prosperar e isto ficou mais claro depois que li o livro do Daniel Lapin, Thou Shall Prosper que colocarei a critica sobre os livros que li em 2013. Faço isto todo mês de Janeiro.

6.       O milagre do fruto da terra: Que a lei da semeadura é verdadeira, ou seja, quem planta colhe. Não só na vida, mas em tudo na vida. Sua formação é em engenharia agronômica e sempre cultivou o fruto da terra e da dadiva de Deus que isto representa. Hoje curte sua aposentadoria dos frutos que plantou na terra que colhe. A terra que da 1 pra 100. Um trade muito bom inclusive.

7.       Amor pelo meio ambiente e a natureza: Sempre protegeu os animais e sempre que encontrávamos algum bicho selvagem andando a cavalo na invernada garantia que o animal saisse livre caso algum cachorro acompanhando atacasse o animal. Plantou muitas arvores e buscava equilíbrio ecológico em suas propriedades.

8.       Abundancia e generosidade: Se tem uma área que quero ser igual a meu pai é nesta. Na minha carteira se um dia eu tiver mais do que uma nota de 50 vai estranhar. Estou trabalhando para mudar isto. Agora quando pego sua carteira parece que tem dinheiro transbordando e ele gosta de pagar muita coisa em cash. Pra mim isto reflete sua generosidade e mentalidade de abundância. Na minha opinião sua carteira representa uma cornucópia de prosperidade. Acredito que Deus continua abençoando sua prosperidade a medida que ele é generoso ao gastar o dinheiro e também por ter uma mentalidade de abundância.

9.       Paixão por conhecimento geral: Meu interesse por historia e geografia e por conhecimento geral certamente vem dai. Ele sempre teve um excelente conhecimento e uma boa visão de mundo.

10.   Otimismo: Sempre pensou positivo e achava que as coisas sempre iam dar certo, mesmo que as vezes não davam e independente de quantas vezes tivesse falhado ou errado no passado.

11.   Ceticismo: Meu pai  nunca acreditou em nada de bate pronto. Sempre que algo parecia meio estranho e não tinha como se provar ele dizia “Não acredito” e isto dava para ele capacidade de pensar de forma precisa.

12.   Exercício: Esta e a característica mais marcante observando ele. Realmente uma assinatura de sua personalidade. Na escola os meus amigos apelidava ele de Arnold Schwarzenegger ou “Arnaldo e suas Negas” para os piadistas. Eu tinha na minha casa o ídolo da minha infância (Arnold).  Eu e meu irmão assistimos o filme Commando para matar umas 20 vezes, acho que até o VHS fazer um furo. Ate hoje, meu pai, mesmo com 66 anos o braco dele é pelo menos 2x mais grosso que o meu mesmo sendo 30 anos mais velho e uns 5 cm menor. Ainda levanta seus pesos e faz algum tipo de exercício diariamente.

Schwarzenegger

Meu pai Circa 1965

13.   Modelagem e Programação Neuro Lingüística:  Talvez ele nem saiba que isto significa, mas depois de ter estudado um pouco do assunto entendo como meu pai aplicou isto para ser tornar a montanha de músculo que é até hoje. Sempre gostei de livros e mexer nas coisas do meu pai em seu escritório era um hobby de infância  Um dia achei um livro de exercício do Hércules (acredito que seu ídolo na década de 50-60) nas suas coisas. Então  caiu a ficha da seriedade que ele tinha como exercício  A capacidade de visualizar o corpo que ele queria e mandar esta mensagem pro seu subconsciente e fazer o treino necessário para atingir o seu objetivo. Esta é a mesma técnica que tenho utilizado nos meus negócios e no meu trading e tem surtido bons efeitos. Enfim, se quiser ser bem sucedido em qualquer are deve procurar inspiração e orientação nos melhores no ramo.

steve-reeves

Steve Reeves – Inspiração para meu pai

 14.   Ouvir é melhor do que falar: Meu pai é uma pessoa de poucas palavras e dai vem minha natureza de manter minha boca fechada a maior parte do tempo e falo somente quando acredito que tenho algum valor para agregar.

15.   Paixão por carros: Ultimo, mas não o menos importante. Admiro o conhecimento e dedicação que tem por este hobby. Quantas revistas quatro rodas que li e graças a isto podia acompanhar o calendário da formula 1 e o Ayrton Senna e colocar os posters de Ferrari e de Moto GP no meu quarto. Obrigado pai.

O numero 15 não tem nada de cabalístico, mas foi quando esgotou as coisas que pude lembrar de cabeça que tenho orgulho e honro meu pai por ter me ensinado.

 E aproveito para mais uma vez deseja-lo Feliz dias dos Pais aqui na Austrália case esteja lendo este post.

 E dizer que não consigo lembrar nada negativo dele e que ele é um excelente pai que só me ensina coisas sabias.

Não só sou um otimista, mas também sou uma pessoa com muita sorte.

 Forte Abraço

 Pedro, A.K.A. Vela.

4 Comments

Filed under Biblioteca, Independencia Financeira, Jornada, Psicologia de Trading, Reflexão

4 Responses to 15 coisas que meu pai me ensinou

  1. Pedro Carrozza

    Pedrão,

    Este foi mais um de seus excelentes posts!

    Meu avô me disse uma vez que inteligência é aprender com a experiência dos outros. Neste ponto, me identifiquei com este se relato porque também tive a sorte de ter um grande mestre.

    Grande abraço!

    Pedro Carrozza

  2. Ale

    Olá, Pedro. Blz?

    Faz tempo que não acesso o seu blog, mas já fiz comentários nele, acho que meu nick era “Mailo2” na época, legal a homenagem a seu pai,

    Eu vi Comando no cinema umas 7 vezes..era bem criança ainda, em vhs e na tv eu perdi as contas, mas deve beirar umas 20 vezes também..rs

    Tbm sou cristão hoje, e tenho um blog apologético, dá uma passada lá depois, o endereço é http://www.narrativabiblica.blogspot.com.br

    Abração irmão!

Leave a Reply