Pessoas que me inspiram

“You attract things to your life by being the person you are” Jim Rohn

Não muito tempo atrás eu ouvi alguém falando sobre o significado da palavra inspirar e confesso que fiquei surpreso, pois nunca tinha me passado na cabeça. Para você que não sabe inspirar significa EM ESPÍRITO. Significa estar guiado pelo espirito com indescritível criatividade e idéias que vem do nada.

No caminho do conhecimento interior e pessoal eu gosto de estudar pessoas que me inspiram, ou seja, pessoas que acendem a chama criativa dentro de mim e que me impulsiona a fazer coisas que me motivam, me mantém na jornada e me desafia a mover em direção ao meus objetivos a cada dia mais.

 Segue, então, uma lista de pessoas que me inspiram pelo que elas são e me ensinam dando idéias de como que posso criar o meu próprio ser.

Jesus: A pessoa que andou na terra que pode ser considerada a mais iluminada e na minha opinião. Uma das pessoas mais mal interpretadas também. O que me inspira em Jesus é sua capacidade de amar as coisas como elas são, ou seja, incondicionalmente e sem se preocupar em forçar nenhum comportamento. Ele ensinou que primeiro devemos nos preocupar com nossas coisas primeiros, nos amar primeiro, então seriamos capaz de amar o próximo. Usando esta estratégia de ser que Jesus conseguia o respeito que tinha. O cara conseguia entrar num prostíbulo e trocar uma ideia com as prostitutas ou entrar na favela e falar com os traficantes ou os maiores criminosos e ser bem vindo, sem agressão, e realmente tocar a vida destas pessoas a ponto de transformarem naquilo que elas realmente queriam no fundo no fundo. Imagino que por onde ele passava sua presença tomava conta do local de uma forma que as pessoas ficavam perplexas. Um cara que realmente vivia o que falava e não estava preocupado com o dia de amanhã. Vivia no aqui e no agora sabendo que toda a provisão viria. As únicas pessoas que ele incomodava eram os hipócritas, não os “pecadores”. Ele confrontava a religião organizada e o sistema político da época e imagino o que ele faria se vivesse hoje. O que diria da “igreja” e a política hoje. Isto só pode ficar na minha imaginação.

Benjamim (meu filho): A melhor coisa que pode acontecer na vida de uma pessoa é ter um filho(a). Ter a oportunidade de ver este milagre acontecer não tem preço. Ver o desenvolvimento de uma pessoa que não tem uma agenda, não tem preconceito, ama as coisas como são, é curioso e explora tudo sem medo. Acho que o mais importante que ele tem me ensinado é seguir o próprio coração. O que ele ensina é que quando você é uma criança você gosta de desenhar, ler, correr, rir, brincar e imaginar um mundo mágico.  Penso que nós adultos nunca mais teremos a oportunidade de viver isto novamente do profundo do nosso coração, talvez sim, ainda temos esta chance.

DSC_0367

Crianças se divertem

James Altucher: Este é o meu blogger preferido. O que gosto nele e acho que ele é parecido comigo é a sua sinceridade. Uma coisa que gostaria de praticar um pouco aqui no blog. Ser sincero o suficiente para gerar um pouco de polêmica, mas ao mesmo tempo falar coisas profundas e do coração. Nós vivemos num mundo de superficialidades e a maioria das pessoas não vivem a própria vida, mas a vida que outros querem. Ela não gerar polêmica pela polêmica, mas para instigar pessoas a analisar sues mais profundos desejos e buscar uma vida que vale a pena viver. Também aprendi com ele o segredo da felicidade.

Chris Guillebeau: Conheci ele pessoalmente em Melbourne o ano passado no seu book tour ($100 Startup). Sou leitor de seu blog e de algum de seus livros. Me inspira me a formar minha própria tribo a influenciar pessoas conversando das coisas que tenho paixão. Ele me impulsionou a voltar a escrever aqui no blog e me desafiar a trazer este blog para um outro patamar. Chris no mes passado completou sua façanha de visitar todos os países do mundo. Ele visitou os atuais 198 países registrados na ONU. Também ele me ajudou muito na inspiração de publicar o eBook.

IMG_0153

Guillebeau Inspire

Charles Feeney: O maior filantropista que já andou aqui na terra. Ele doou em vida já mais de 8 bilhões de dólares. Conheci ele porque ele saiu da toca cerca de uns 5 anos atrás. Até então ele era não só o maior filantropista do mundo, mas o maior anônimo. Uma das condições que a fundação dele colocava era que o recebedor do dinheiro mantasse o anonimato. Feeney, andava de classe econômica, usava um relógio de plastico, morava em um pequeno apartamento e não possuía carro. Detalhe que sua fortuna foi construída vendendo artigos de luxo. Ele é o acionista majoritário da maior rede de Duty Free Shops do mundo. O que ele me ensinou é que devemos ser generosos enquanto vivemos. E me ensinou que a lei da reciprocidade é verdadeira, i.e. é dando que se recebe e é melhor dar do que receber.

Albert Einstein: O que me impressiona mais em Einstein não são seus feitos no campo da física, que diga se de passagem, uma das mentes mais brilhantes que já existiu, mas sua capacidade e seu dom de refletir e filosofar. Eu atribuo seus feitos na ciência muito mais pela sua capacidade criativa do que sua capacidade intelectual. Como ele mesmo diz: “Imagination is more important than knowledge”.

Albert Kahn: Escrevi uma vez sobre ele num blog. O que me inspira nele é sua capacidade de viver como um homem a frente do seu tempo e ter realizado um dos maiores projetos fotográficos e de video do mundo no início do seculo 20. Foi um homem que fez bom uso do dinheiro que ganhou na vida. Isto me ensina muita coisa.

Ed Seykota: Primeiro me interessei muito pelo Ed como trader e por ser uma das minha entrevistas preferidas no Market Wizard, mas o que hoje me atrai mais no Ed é o seu lado de desenvolvimento pessoal e sua generosidade em ajudar pessoas que querem ser ajudadas. Acho que este é o principal atributo de seu sucesso, não porque ele é um bom trader, mas por ser a pessoa que ele é ele acaba sendo um bom trader. Ele me ensinou que meus sentimentos tem muito a me ensinar, que trend following é aplicado não só a trading, mas a vida.

Warren Buffet: Eu agradeço a pessoa que escreveu a biografia dele, pois ao le-la me abriu para um novo mundo que não conhecia. O fato de ler sua biografia me estimulou a completamente parar de ler jornal, pois a visão que tinha sobre Warren era tão limitada e o juízo de valor que colocava por detrás da pessoa que eu achava que conhecia. Recomendo demais a leitura da bem extensa biografia. Mostra uma pessoa com tremenda disciplina, mas o mais interessante ele fazia as coisas com tremenda paixão e foco e o dinheiro foi apenas uma recompensa de sua paixão. Eu não sou um trader fundamentalista, mas ele tem muito a ensinar quem quer ser um dedicado operador técnico e merece respeito, pois ele é o trader mais bem sucedido da história.

Napoeon Hill: Ele é responsável por despertar o meu adormecido interesse por desenvolvimento pessoal ou auto ajuda, como falam no Brasil. Com clareza ele me ajudou a quebrar o meu limite mental de compreender como que os ricos se tornam ricos e que é muito mais do que apenas um principio econômico, mas principalmente um princípio de psicologia aplicada. Tudo começa na mente. Ser rico não tem nada a ver com dinheiro, mas um estado mental.

Jim Rohn: Achei que fosse mais um destes caras de personal development e descobri ele recentemente. O que me identifico no Jim, e o que torna ele diferente de muitos do pessoal de auto ajuda, é que ele é MUITO prático. Ele tira totalmente o misticismo do campo de auto ajuda e mostra tudo com o pé no chão. Talvez por ser uma pessoa mais racional ele caiu como uma luva e recomendo demais. Sem falar que o cara é uma figura de engraçado. Dou muitas risadas com ele.

Robert Kyosaki: Na mesma linha do Jim Rohn, Robert é um cara que traduz bem a questão do mundo de como ser rico em passos bem práticos e ao mesmo tempo coloca bem a parte psicológica sem o WOO WOO que muitos colocam. Interessante que sempre soube da existência de seus livros e tudo estava embaixo do meu nariz e eu nunca li seus livros. No momento estou lendo e estudando muito sobre ele e está relacionado a minha paixão por independência financeira que acho que é algo que veio no meu microchip biológico e atualmente estou despertando. Recomendo demais também. 

 Vou deixar este como um post em aberto. Tem outros que me inspirar mas vou somente citar e um dia escrever mais sobre eles aqui:  Steve Jobs, Van Tharp, Jim Rogers, Bill Gates, Michael Covel, Henry Ford, Andrew Carnegie, Benjamin Franklin, Alberto Santos Dumond, Paul Tudor Jones, Byron Katie, Wayne Dyer, Steve Pavlina, Steve Wozniak, Robert Sheidt, Tiger Woods, Ayrton Senna dentre outros.

Como Napoleon Hill diz “Toda pessoa bem sucedida são adoradores de heróis”

e você? Quem te inspira?

Leave a Reply

  1. Belo texto Vela, referências (pessoas que nos inspiram e nos fazem ir para frente) são cruciais nessa vida e as vezes não damos a devida atenção para isto, algumas pessoas que me inspiram citando nomes são:

    2Pac história e atitude, Mike Portnoy por ser um grande baterista (também toco bateria) e me faz querer estudar teoria musical cada vez mais, a família Gracie que dissemina o Jiujitsu no mundo todo sendo uma arte brasileira, Jesse Livermore e sua magnífica história de especulador me fascina completamente… Alguns grandes empresários que acreditam nas pessoas e no potencial delas. Esses são apenas algumas das diversas inspirações que tenho e lembro agora : )

    A propósito me interesso bastante pelo Napoleon Hill e Ed. Seykota porém conheço muito pouco sobre eles, lembro de uma vez ter lido não sei aonde que o Robert Kyosaki era um marketeiro barato. Não conheço ele, só li uma vez Rich Dad Scams, que ele tirou conceitos do livro Pai Rico Pai Pobre e colocou la. Quando li lembro de ter achado bom.

    Abraço!

    • Fala Jean,

      Tambem admiro os graces… lembro uma vez o Rickson desaviando qualquer ser humano que anda na terra, incluindo o Mike Tyson 🙂 Tipo isto eh confianca.

      Cara Napoleon Hill EH O CARA.

      Sobre SCAMS… eu acho que eh o seguinte… e isto tem tudo a ver como uma frase do Ed Seykota.

      “”Every time you say how it is
      that’s the way it’s gonna be for you”

      ou ” Toda vez que voce disse como sera, entao assim sera com voce” Ed Seykota.

      Nao eh so o Kyosaki que eh um Marketeiro barato. Tem outros… tipo Bill Gates, Rockefeller, Henry Ford.

      Abraco

      Vela

  2. Boa tarde !

    Gostei bastante do texto e me inspirou a ler uns livros aqui que estavam p/ ler a algum tempo e sempre deixando de lado que são os do Michael Covel e Market Wizard.

  3. Olá este é o meu primeiro comentário em seu Blog Vela.

    Primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo excelente conteúdo e por compartilhar esta paixão que é a busca pela independência financeira.

    Também sou um apaixonado pelo assunto, uma das pessoas que que mais me inspiram no mercado é ED SEYKOTA .. no meio empresarial Andrew Carnegie… e novamente meus parabéns pelo post e pelo blog.