Fim do Mundo em 2012

Faz tempo que queria escrever aqui sobre o fim do mundo em 2012 ou o fim do mundo em geral.

Ano passado em uma viagem internacional assisti o filme 2012 no avião. Alias não recomendo como um bom filme pra assistir em avião. 🙂

Realmente impressionante o filme que foi baseado na especulação que o mundo tem data marcada para terminar. Se não me falha a memória dia 28 de Dezembro de 2012. Se for verdade praticamente temos mais 1,5 ano de vida. 🙂

Não quero me prolongar muito aqui no post, mas depois de pouco refletir sobre o filme e a remota possibilidade de ser realmente verdade acho que o plano de ação é o seguinte.

A hipótese é tão absurda que o que se deve fazer em preparação é: NADA.

Então, se o mundo fosse realmente acabar numa catástrofe de tamanha magnitude não teria pra onde correr a não ser ficar esperando sentado até que um rio de lava te afogasse, ou um tsunami ou furacão te levasse pro espaço. Fim de historia.

Este é um assunto que não vale a pena pensar e não há o que fazer, mas simplesmente ignorar, pois o gerenciamento de risco em tal evento é inútil ou em outras palavras não tem stop loss que salva o trade.

Mais um comentário sobre o filme antes que conclua o post.

Supostamente no filme tinha  uma saída, ou uma luz no fim do tunel,  para a total catástrofe. Seria entrar em uma das arcas criadas por uma “grande corporação” que salvaria quem conseguisse entrar nela. Só que tinha uma condição: Comprar a passagem.

A coisa absurda e sem sentido no filme do filme é que a passagem custava 6 bilhoes de Euros ou algo absurdamente caro. Não importa o numero aqui, mas tipo o que acho mais absurdo que o valor é que como que uma pessoa que faz um filme de tal orçamento não consultou um economista e deixar se constranger a total absurdo.

Se quiser entender melhor o meu ponto leia o post

La explico que a existência de dinheiro nada mais eh que uma promessa de boa fé. Dinheiro de papel só vale porque tem um acordo na sociedade em troca-lo por bens e mercadorias. Complementando dinheiro só existe porque autoridades monetárias emitem papel lastreados por títulos que pagam juros (custo do dinheiro) e também controlam sua oferta e demanda para manter considerável poder de compra ao longo do tempo.

E o que mantém o boa fé é o fluxo de caixa gerado pela economia onde o governo, empresas e indivíduos podem honrar o lastro do dinheiro fazendo com que todo o sistema financeiro funcione.

Numa total catástrofe, como a do filme, onde não tem capital pra gerar fluxo de caixa, instituições pra emitir a moeda.. ela passa a ser um mero pedaço de papel, pois todo o sistema não existe mais e o papel não tem nenhum valor.

Fico imaginando o que esta empresa faria com tal quantia de euros depois do fim do mundo…

Faria  mais sentido a passagem ser paga em algo que tenha valor intrínseco como por exemplo ouro ou outra commoditie que poderia ser preservada depois da catástrofe.

Encerrando o assunto do fim do mundo, que acho que não vale a pena gastar muita energia.

Entretanto, aproveitando o ensejo deixo aqui uma reflexão quanto a gerenciamento de risco.

As gerações de 1946 pra cá foram uma das mais abençoadas da historia. Baby Boomers (meus pais), Geração X (Eu) e Geração Y (Nascidos depois de 1982).

Acho que o grande problema destas gerações é que elas so PESSIMAS em gerenciamento de risco, pois na verdade nunca precisaram muito se preocupar com adversidades e crises.

Veja a geração dos meus avos/bisavós o que passaram no inicio do século como a grande depressão da decada de 30 e as primeiras e segunda Guerra. E bota crise nisto.

Assim, vale a pena refletir os desafios que as gerações atuais passam e enfrentarão no futuro próximo e distante. Não acredito em uma nova grande Guerra, pois isto seria o fim do mundo mesmo ou como um Armagedom, pois acho que as guerras atuais são guerras econômicas e não bélicas.

Estas guerras economicas podem gerar grandes crises. a pergunta estão é:

Voce está preparado para um mundo de inflação, falta de alimento, constantes cheques econômicos?

O que esta fazendo para se preparar para tal evento?

Se voce acha que não sou maluco e é um cara ultra bear, não que eu seja, alias sou um cara otimista/realista em geral.

Recomendo visitar o site do Chris Martenson e assitir a este video.

Nao que seja bear a este ponto, mas o que queria enfatizar aqui é a questão de gerenciamento de risco e que deve ser considerado em trade. Os principios básicos são o seguinte.

Sabendo da existência de uma risco provável os possiveis planos de ação sao:

Me previnir e:

  • O risco NAO ocorrer, assim eu tenho muito pouco a perder. Tipo perco no meu stop ou perco o prêmio do seguro pago.
  • O risco ocorrer. Neste case me protejo e ainda posso fazer grana na adversidade.

Não me previnir e

  • O o risco ocorrer. Aqui eu tenho MUITO a perder. Posso perder tudo que tenho na pior das hipóteses.
  • O risco NÃO ocorrer. Pode considerar aqui que tive SORTE.

Enfim a moral da historia é que gerenciamento de risco em trade e na vida é essencial.

Eu naturalmente sou uma pessoa prudente e me deixa abismado ver pessoas que acham que dias piores não vira e que tudo são flores.

Veja a primeira ministra da Austrália em entrevista que deu ao WSJ quando perguntada sobre o crescimento econômico na China. Ela esta bem certa que vai continuar…

Eu não teria tanta certeza assim, mas este é assunto para um outro post sobre a provável crise que a Austrália pode ter.

Clip: http://jeremy-lifeblog.blogspot.com

1 Comment

Filed under Reflexão

One Response to Fim do Mundo em 2012

  1. Pingback: Lista de todos os posts do Velaepavio « Velaepavio's Blog

Leave a Reply